Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/32862
Title: Enfermeiro de família como cuidador privilegiado de famílias de pessoas com feridas no domicílio: perspetiva do cuidador informal
Other Titles: Family nurse practitioners as privileged caregivers of families of patients with wounds in home: informal caregiving perspective
Author: Almeida, Sofia Miguel Caetano de
Advisor: Simões, João Filipe Fernandes Lindo
Rua, Marília dos Santos
Keywords: Papel do profissional de enfermagem
Enfermagem familiar
Cuidadores
Visita domiciliar
Ferimentos e lesões (DeCS)
Defense Date: 3-Dec-2021
Abstract: A reestruturação dos Cuidados de Saúde Primários em Portugal veio impulsionar uma nova área de cuidados direcionada para a família, na qual os Enfermeiros de Saúde Familiar ganham relevância, enquanto eixo estruturante e funcional na garantia do acesso e na prestação de cuidados. As políticas de saúde em Portugal, privilegiam a permanência da pessoa dependente no domicílio, criando serviços de proximidade, reconhecendo e capacitando os cuidadores informais e assegurando o seu acompanhamento e apoio. O Enfermeiro de Saúde Familiar é o profissional mais próximo dos utentes, e do seu contexto familiar, garantindo cuidados humanizados e adequados à complexidade dos problemas e necessidades das pessoas com ferida e respetivas famílias. Desta forma, tornou-se pertinente desenvolver um estudo sobre a perceção dos cuidadores informais, face aos cuidados prestados pelo Enfermeiro de Família, em contexto domiciliário, à pessoa com ferida. Para dar resposta a este objetivo desenvolveu-se um estudo qualitativo, exploratório e descritivo. Foram realizadas onze entrevistas semiestruturadas a cuidadores informais de pessoas com ferida, que beneficiavam de visita domiciliária, inscritos na Unidade de Saúde Familiar Flor de Sal, e os dados obtidos foram analisados recorrendo à técnica de análise de conteúdo predominantemente indutiva. Os resultados demostraram que a maioria dos cuidadores informais foi capaz de identificar a figura do Enfermeiro de Família, reforçando a ideia que a prestação de cuidados de forma regular e em contexto de proximidade, como na visita domiciliária, permite uma melhor representação dos cuidados de enfermagem. Ao longo deste estudo emergiram subcategorias que traduziram o reconhecimento por parte dos cuidadores informais, das várias dimensões de atuação do Enfermeiro de Família, enquanto: “prestador de cuidados ao longo do ciclo vital dos indivíduos e famílias”; “agente de gestão de cuidados de enfermagem” e “agente promotor de saúde, bem-estar e autocuidado e prevenção de doença”. Concluiu-se com o estudo que o maior ou menor reconhecimento da figura, do papel e da importância do Enfermeiro de Família, por parte dos cuidadores informais, resulta em diferentes níveis de procura deste tipo de resposta formal, devendo para isso reforçar-se a aposta em estratégias de divulgação junto das comunidades e dos outros profissionais da equipa multiprofissional, com vista à promoção do papel do Enfermeiro de Família como profissional habilitado e competente para cuidar da família e do indivíduo, ao longo do seu ciclo vital, e durante as suas transições.
The reorganization of Primary Health Care Services in Portugal has boosted a new area of care aimed at the family, in which Family Nurse Practitioners gain relevance as a structuring and functional axis thus guaranteeing access to services and providing care. Health policies in Portugal favor the permanence of the dependent person at home, creating proximity services, recognizing and training informal caregivers and ensuring their follow-up and support. The Family Nurse Practitioner is the professional closest to the clients and their family context, ensuring humanized care that satisfies the complexity of the problems and needs of people with wounds and their families. It became pertinent to develop a study on the perception of informal caregivers of the care provided by Family Nurse Practitioners, at home, to people with wounds. To respond to this objective, a qualitative, exploratory, and descriptive study was developed. Eleven semistructured interviews were conducted with informal caregivers of people with wounds, who benefited from home visits, registered at Unidade de Saúde Familiar Flor de Sal, and the resulting data was analyzed using a predominantly inductive content analysis technique. The results showed that most informal caregivers were able to identify the figure of the family nurse, reinforcing the idea that providing care in a regular basis and in a proximity context, such as the home visit, allows for a better representation of nursing care. Throughout this study, emerged subcategories that translated the recognition by informal caregivers of the various dimensions of the role of the family nurse, such as: “care provider throughout the life cycle of individuals and families”; “nursing care management agent”; “a promoting agent for health, well-being and self-care and disease prevention”. This study allowed us to conclude that the greater or lesser recognition of the figure, role and importance of the Family Nurse, by informal caregivers, results in different levels of demand for this type of formal response. Reinforcing communication strategies with communities and other professionals of the multidisciplinary team, with the objective of promoting the role of the family nurse as a qualified and competent professional to care for the family and the individual, throughout their life cycle, and during their transitions.
URI: http://hdl.handle.net/10773/32862
Appears in Collections:UA - Dissertações de mestrado
ESSUA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento_Sofia_Almeida.pdf2.38 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.