Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/31776
Title: Enhancing companies’ competitivity through trade fairs: a set of articles
Other Titles: Incrementar a competitividade das empresas através das feiras: um conjunto de artigos
Author: Silva, Pedro Bruno Mendonça da
Advisor: Vale, Vera Teixeira
Moutinho, Vítor Teixeira
Keywords: Trade fairs
Trade shows
Trade fair intelligence
Entrepreneurial orientation
Defense Date: 19-Jul-2021
Abstract: Trade Fairs are a marketing tool that offers networking, entrepreneurship, export, sales, and high-quality information opportunities. In practice, trade fairs are systems of multiple exchanges between participants. In a trade fair context, all companies/exhibitors try to remain profitable and outperform their competitors while facing diverse challenges. This study demonstrates how exhibitors’ intelligence activities and entrepreneurial orientation can generate results and improve their competitiveness. Thus, the present dissertation groups together a set of studies that can be used by exhibitors to make their participation in such events successful, improving their position in the market. This thesis consists of four scientific essays organized in six chapters. The present Introduction focuses first on the argumentation of the study and explains the methodologies used. Chapter 1 seeks to examine the role of Trade Fair Intelligence Activities within the perspective of exhibitors. Chapter 2 shows that Entrepreneurial Orientation emerged from the literature as an excellent determinant for the development of business competence. The purpose of this particular research is to examine the influence of Entrepreneurial Orientation on the Network and the Exhibitor’s Performance. Chapter 3 studies specifically a dimension of Entrepreneurial Orientation: product innovation. The purpose of this particular research is to examine the relationship between product innovation and network, and their export performance in a trade fair context within the exhibitor’s perspective, more concretely SMEs (Small and Medium Enterprises). Chapter 4 examines the impact of the exhibitors’ sales force proactiveness (another dimension of Entrepreneurial Orientation) on their network capability and sales performance. Lastly, the present dissertation ends with general conclusions, where contributions, implications and general limitations are discussed. The conclusion ends with suggestions for future research. Generally, the research shows that Intelligence Activities and the practices that characterize Entrepreneurial Orientation can occur in parallel in a trade fair context. During trade fairs there are several sources of information (customers, product and market) that can be observed, collected and analysed. Intelligence activities in a trade fair context can provide insights not available elsewhere, that warn of potential marketing threats and opportunities, thus contributing to the competitiveness of the company/exhibitor. The examination of entrepreneurial orientation in trade fairs’ context revealed that the exhibitor, when thinking and behaving in an entrepreneurial way (Innovativeness; Proactiveness; Risk-Taking; Competitiveness; Autonomy), improves business performance, especially when network capabilities are well developed. The study also highlights the dimensions of innovation and proactivity with implications for short-term financial return (sales performance) and long-term business growth (export performance). Although research studies have been carried out on success factors for exhibitors, this study is a pioneer in addressing intelligence activities and entrepreneurial orientation in a trade fair context, as factors of success and competitiveness for exhibitors. The research becomes even more relevant when considering the current economic dynamism shaped by the rapidly changing technological, social, political and economic environment. Therefore, based on these aspects, this study can be considered new and original.
As feiras são uma ferramenta de marketing que proporcionam oportunidades únicas de Networking, empreendedorismo, exportação, vendas e informações de alta qualidade. Na prática, as feiras são sistemas de múltiplas trocas entre os participantes. Em contexto de feiras, todas as empresas / expositores lutam pela lucratividade e tentam superar os seus concorrentes, mas geralmente enfrentam diversos desafios. O presente estudo demonstra como as atividades intelligence dos expositores e sua orientação empreendedora podem gerar resultados e melhorar a competitividade dos expositores. Dessa forma, a presente dissertação agrupa um conjunto de estudos que podem ser utilizados pelos expositores para que a sua participação nesses eventos seja bem-sucedida, melhorando seu posicionamento no mercado. Esta tese é composta por quatro artigos científicos organizados em quatro capítulos. A Introdução concentra-se na argumentação do estudo e na explicação das metodologias utilizadas. O capítulo 1 procura analisar o papel das atividades Intelligence nas feiras e na perspetiva dos expositores. O capítulo 2 mostra que a Orientação Empresarial emergiu da literatura como um excelente determinante para o desenvolvimento de competências empresariais. O objetivo desta pesquisa é analisar a influência da Orientação Empreendedora na networking e na performance do Expositor. O capítulo 3 estuda em particular uma dimensão da Orientação Empreendedora: Inovação de Produtos. O objetivo desta pesquisa é examinar a relação entre Inovação de Produtos, Networking e a sua performance exportadora em contexto de feiras e na perspetiva do expositor, mais concretamente das PME (Pequenas e Médias Empresas). O capítulo 4 examina o impacto da proatividade da força de vendas (outra dimensão da Orientação Empreendedora) dos expositores na sua capacidade de Networking e na performance das Vendas. Finalmente, a presente dissertação termina com as conclusões gerais, onde se discute as contribuições, as implicações e as limitações gerais. A conclusão finda com sugestões para pesquisas futuras. De uma maneira geral, a pesquisa mostra que as atividades de Inteligência e as práticas que caracterizam a Orientação Empreendedora podem ocorrer paralelamente em contexto de feiras. Durante as feiras existem várias fontes de informação (clientes, produto e mercado) que podem ser observadas, recolhidas e analisadas. As atividades Intelligence em contexto de feira podem fornecer perceções não disponíveis noutras fontes. Estas atividades de Intelligence alertam sobre potenciais ameaças de marketing e oportunidades que contribuem para a competitividade da empresa/expositor. O estudo da Orientação Empreendedora em contexto da feira revelou que o expositor, ao pensar e se comportar de forma empreendedora (inovação; proatividade; propensão ao risco; competitividade; autonomia) melhora o desempenho dos negócios, especialmente quando os recursos de networking são bem desenvolvidos. O estudo também destaca as dimensões da Inovação e Proatividade com implicações no retorno financeiro de curto prazo (desempenho de vendas) e no crescimento dos negócios a longo prazo (desempenho das exportações). Apesar de existirem diversas pesquisas sobre fatores de sucesso para expositores, este estudo é pioneiro em abordar as atividades Intelligence e a Orientação Empreendedora em contexto de feira como fatores de sucesso e competitividade para os expositores. A pesquisa torna-se ainda mais relevante quando se considera o atual dinamismo do mundo dos negócios, marcado por um ambiente tecnológico, social, político e económico em rápida mudança. Portanto, com base nesses aspetos, este estudo pode ser considerado novo e original.
URI: http://hdl.handle.net/10773/31776
Appears in Collections:UA - Teses de doutoramento
DEGEIT - Teses de doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento_Pedro_Silva.pdf4.86 MBAdobe PDFembargoedAccess


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.