Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/31761
Title: Desenvolvimento e validação de um programa de intervenção no domínio sintático: nível I
Other Titles: Development and validation of a syntactic intervention program: level I
Author: Azevedo, Mafalda Emídio
Advisor: Martins, Fátima Alexandrina Mendes
Lousada, Marisa Lobo
Keywords: Intervenção
Competências sintáticas
Pré-escolar
Defense Date: 23-Jul-2021
Abstract: Enquadramento: Na atuação do Terapeuta da Fala (TF) é possível recorrer-se a diversos programas de intervenção, de acordo com a patologia, perfil linguístico e características de cada criança. No entanto, não se conhecem para o Português Europeu (PE), programas de intervenção validados para crianças em idade pré-escolar, especificamente para a intervenção no domínio sintático, o que tem implicações no que se refere à Prática Baseada na Evidência (PBE). Objetivo: O objetivo do presente estudo é o desenvolvimento e a validação do primeiro nível do Programa de Intervenção no Domínio Sintático, o PROsyntax, destinado a crianças em idade pré-escolar, com afeção do domínio sintático. Metodologia: O presente estudo divide-se em duas fases: desenvolvimento do Nível I do PROsyntax (Fase 1); validação do conteúdo (Fase 2), através de um Painel de Peritos (Fase 2.1) e de um estudo Piloto de Aceitabilidade (Fase 2.2). O estudo de validade de conteúdo foi de carácter exploratório, de natureza transversal e descritiva, com uma amostragem não probabilística por conveniência. O Painel de Peritos (n=6) serviu à validação de conteúdo do Nível I do PROsyntax em relação à clareza e pertinência prática, através do preenchimento de dois questionários analisados com recurso ao cálculo do Índice de Validade de Conteúdo (IVC) e da técnica de análise de conteúdo. No estudo Piloto de Aceitabilidade participaram 20 crianças em idade pré-escolar, com desenvolvimento linguístico típico, falantes monolingues do PE. A recolha de dados foi efetuada através de dois questionários e a análise foi realizada à luz da estatística descritiva. Resultados: O IVC obtido no estudo de validação de conteúdo foi de 0,96. A partir da análise de conteúdo efetuada às sugestões dos peritos identificaram-se três categorias: adequação, atividades e instruções gerais de aplicação. Relativamente ao estudo piloto de aceitabilidade, os resultados indicaram que todas as crianças (n=20) gostaram de participar, apreciaram as atividades, compreenderam as instruções fornecidas, prezavam continuar e repetir a aplicação do programa. Conclusões: O Nível I do PROsyntax apresenta validade de conteúdo, bem como boas características de aceitabilidade, para crianças em idade pré-escolar, com desenvolvimento linguístico típico. No futuro, deverá ser analisada a eficácia do Nível I do PROsyntax num grupo de crianças com alterações a nível sintático.
Background: The Speech and Language Therapist use different intervention approaches according to the specific disorder, language profile and individual characteristics of each child. Although, no validated program for specific intervention in syntax was found for european portuguese preschool aged children. This fact has direct implications on the Evidence-Based Practice. Aim: The aim of this study is to develop and validate a Syntactic Intervention Program, the PROsyntax, for preschool children with syntactic difficulties. Methods: The following study was divided in two phases: development of the Syntactic Intervention Program, the PROsyntax, (Phase 1) followed by content validation (Phase 2) given by an Expert Panel (Phase 2.1) and a Pilot Acceptability Study (Phase 2.2). The content validation study developed is simultaneously characterized as exploratory, cross-sectional and descriptive, with a convenience nonprobabilistic sampling. The Expert Panel (n=6) validated the content of the Pragmatic Intervention Program in terms of clarity and practical relevance. The data was obtained through two questionnaires. The content validity was analysed using the Content Validity Index (CVI) and the suggestions of the expert panel (qualitative data) were explored through content analysis. For the Pilot Acceptability Study, 20 preschool children, monolingual speakers of European Portuguese with typical language development were recruited. The data collection was also carried out through two questionnaires and descriptive statistics was used to analyze the data. Results: The global CVI obtained in the Content Validation Study was 0,96. From the content analysis relating to experts’ suggestions five categories have emerged: strategy, adequacy, activities, stimulus and instructions. Regarding the results of the Pilot Acceptability Study, all the children (n=20) enjoyed the participation, understood the provided instructions and would like to continue and repeat the program application. Conclusions: The PROsyntax, presents content validity, as well as good acceptability characteristics for children in preschool age with typical language development. In the future, the effects of the PROsyntax must be studied in a group of children with syntactic difficulties.
URI: http://hdl.handle.net/10773/31761
Appears in Collections:UA - Dissertações de mestrado
ESSUA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento_Mafalda_Azevedo.pdf2.35 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.