Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/30828
Title: Efeito da salinidade no sucesso da depuração de Solen marginatus
Author: Colaço, Miguel Bruno Félix
Advisor: Rodrigues, Andreia do Carmo Martins
Rocha, Rui Jorge Miranda
Keywords: Bivalves
Solen marginatus
Depuração
Stresse oxidativo
Alocação de energia celular
Tempo de prateleira
Segurança alimentar
Defense Date: 19-Feb-2021
Abstract: A produção de bivalves é uma forma de aquacultura ecológica e economicamente promissora, pois estes animais, sendo filtradores, obtêm o alimento já presente na coluna de água, não havendo assim a necessidade de suplementação nutricional adicional. No entanto, este comportamento alimentar pode ser uma desvantagem, pois acabam por reter no seu organismo substâncias possivelmente prejudiciais ao Homem, o que os poderá tornar impróprios para consumo humano. Por isso, existem zonas de captura com diferentes classificações, onde, dependendo da carga microbiológica e do conteúdo em outros contaminantes, os animais aí capturados serão ou não destinados a um processo de depuração de modo a diminuir essas substâncias. Na última década, a valorização económica do lingueirão aumentou, sendo atualmente considerada uma espécie de alto valor comercial, especialmente no nosso país. No entanto, adaptar as condições de depuração tendo em conta os requerimentos de cada espécie, poderá melhorar a própria capacidade de depuração e aumentar a qualidade do produto para o consumidor. Por isso, neste estudo decidimos expor indivíduos da espécie de lingueirão Solen marginatus a depuração a diferentes salinidades (25, 30, 35 e 40), seguindo-se um tempo de prateleira de 5 dias. Com este estudo, quisemos verificar se a salinidade influenciava a capacidade de depuração, o estado de stresse oxidativo e alocação de energia celular dos lingueirões após 24 horas de depuração e após 5 dias de prateleira. Numa tentativa de melhorar o embalamento e reduzir o consumo de plástico, quisemos verificar se, quando armazenados em sacos de diferentes materiais e porosidades, os sacos influenciavam o estado de stresse oxidativo, alocação de energia e sobrevivência dos lingueirões. Os resultados obtidos mostraram que os lingueirões depuraram em 24 horas em todas as salinidades testadas. Após 24 horas de depuração, observou-se um maior valor de atividade das defesas antioxidantes às salinidades de 25 e 30, embora sem se observar um aumento da peroxidação lipídica em nenhum dos tratamentos. Durante o tempo de prateleira constatou-se que a salinidade por si só não foi suficiente para que houvesse um verdadeiro caso de stresse oxidativo, mas houve sim uma ligeira alteração da alocação de energia dos lingueirões, provavelmente mais relacionada com outros fatores, como p.e. a exposição ao ar e a uma baixa temperatura durante 5 dias. Em relação à experiência de armazenamento, constatou-se que não houve mortalidade em nenhum dos tratamentos, e que foram os sacos de rede que apresentaram melhores resultados. Em conclusão, segundo os resultados obtidos, é a salinidade de 35 que vai de encontro aos requisitos fisiológicos da espécie, tanto durante a depuração, como durante o tempo de prateleira, devendo ser esta a salinidade utilizada pelas depuradoras de modo a otimizarem a comercialização desta espécie, desde o processo de depuração até ao próprio consumidor.
The production of bivalves is an ecological and economically promising form of aquaculture, as these animals, being filters, obtain the food already present in the water column; thus, there is no need for additional nutritional supplementation. However, this feeding behavior can be a disadvantage, as they end up retaining substances possibly harmful to man, making them unfit for human consumption. Therefore, there are capture zones with different classifications, in which, depending on their microbiological load and other contaminants, the bivalves will or will not be destined for a depuration process to decrease these substances. In the last decade, the economic value of razor clams has increased, and today it is considered a species of high commercial value, especially in our country. However, adapting the conditions in which they are depurated by considering the requirements of each species can improve the depuration capacity itself and increase the quality of the product for the consumer. For this reason, in this study we decided to expose individuals of the species of razor clam Solen marginatus to depuration at different salinities (25, 30, 35 and 40), followed by a shelf life of 5 days. With this study, we wanted to verify whether salinity influenced the depuration capacity, the oxidative stress state and cellular energy allocation of the razor clams after 24 hours of depuration and after 5 days of shelf life. As an attempt to improve package conditions and reduce the consumption of plastic, we wanted to verify whether, when stored in bags of different materials and porosities, the bags influenced the state of oxidative stress, energy allocation and survival of the individuals. Data shows that the razor clams depurated in 24 hours in all tested salinities. After 24 hours of depuration, a higher activity of antioxidant defenses was observed at salinities of 25 and 30, although without an increase in lipid peroxidation in any of the treatments. During the shelf life, it was found that the salinity alone was not enough to increase oxidative stress status, but there was a slight change in the energy allocation of the razor clams, probably more related to other factors, such as the exposure to air and low temperature for 5 days. Regarding the storage experience, no mortality was observed in any of the treatments and were the mesh bags that showed the best results. In conclusion, the results of this study suggest that the salinity of 35 meets the physiological requirements of the species, both during depuration and during shelf life, and should be the salinity used by the depuration systems to optimize the commercialization of this species, from the depuration process to the consumer.
URI: http://hdl.handle.net/10773/30828
Appears in Collections:UA - Dissertações de mestrado
DBio - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento_Miguel_Colaço.pdf1.21 MBAdobe PDFembargoedAccess


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.