Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/30776
Title: Sustainable methodologies based on residue recovery for pH control in anaerobic digestion
Other Titles: Metodologias sustentáveis baseadas na recuperação de resíduos para controlo de pH na digestão anaeróbia
Author: Gameiro, Tânia Vanessa dos Santos
Advisor: Capela, Isabel
Duarte, Armando
Keywords: Anaerobic digestion
Geopolymer spheres
pH control
Methane
Cheese whey
Fly ash
Red mud waste
Defense Date: 4-Feb-2021
Abstract: The main objective of this work was the study of the effect of the addition of alkaline inorganic residues (fly ash and red mud), incorporated in inorganic geopolymeric spheres, for pH control and improvement of anaerobic processes during the treatment of challenging organic wastes. In the first phase, the addition of fly ash to two different effluents was studied. It The effluent from the first bleaching stage of a pulp and paper industry was used, with high concentrations of low biodegradable organic compounds (AOX) and very low pH (≈ 2), as well as the by-product of a dairy industry (cheese whey), with high organic load and fast propensity to acidification under anaerobic conditions. The addition of fly ash allowed the reduction of AOX by 62 % and the removal of 65 % of organic matter from the bleaching effluent. On the other hand, the amount of fly ash added to cheese whey degradation process was insufficient to instigate the methanogenic phase, thus leading to high concentrations of volatile organic acids and low methane productivity. In the second phase, it was studied the addition of geopolymeric spheres, with fly ash in their constitution, to discontinuous and semi-continuous anaerobic digesters for the treatment of cheese whey, which has a greater biodegradation potential. The addition of spheres with a greater amount of ash (FA-based) in its constitution obtained better productivity in terms of methane. It was also found that the increase in the number of spheres boost the production of methane by about 30 %. In addition, the porosity and concentration of the spheres influences anaerobic performance. Higher amounts and greater porosity of the spheres improve methane production by 82 %, even after 2 consecutive substrate additions, compared to the addition of chemical alkalinity. With 4 sequential additions of substrate, the system with FA-based spheres with high porosity achieved also a very good performance in terms of pH stabilization in the digester and achieved a methane yield improvement of 8 %. In the third phase, it was studied the addition of geopolymeric spheres, with red mud in their constitution (RM-based), to semi-continuous anaerobic digesters for the treatment of cheese whey. With the increase of the organic load, the anaerobic systems were temporarily inhibited, recovering after a longer period. The difference in performance between digesters with the addition of chemical alkalinity and the addition of RM-based geopolymeric spheres was evident after inhibition by the substrate accumulation. The spheres promoted a prolonged and slow leaching of alkalis, promoting greater stability of the system and improving the production of methane by 94 % and the organic matter removal by 44 %. After being used in anaerobic digesters, the spheres keep their integrity and can be recovered and reused in other applications, such as pollutant adsorbents or integrated into cements and mortars. With this study, it can be concluded that the use of inorganic geopolymeric spheres is an innovative and very promising strategy for pH control and to promote the stability of anaerobic processes, thus contributing to the concept of circular economy, using wastes (cheese whey, fly ash and red mud) in biological processes, for their valorization into new products (geopolymeric spheres) and energy (methane).
O principal objetivo deste trabalho foi o estudo do efeito da adição de resíduos inorgânicos alcalinos (cinzas volantes e lama vermelha), incorporados em esferas geopoliméricas inorgânicas, para controlo de pH e melhoria de processos anaeróbios durante o tratamento de resíduos orgânicos complexos. Numa primeira fase, foi estudada a adição de cinzas volantes a dois resíduos: efluente do primeiro estágio de branqueamento de uma fábrica de pasta e papel, com elevadas concentrações de compostos orgânicos pouco biodegradáveis (AOX) e pH muito baixo (≈ 2), e o subproduto da indústria de lacticínios (soro de queijo), com elevada carga orgânica e rápida tendência para acidificação em condições anaeróbias. A adição de cinzas permitiu a redução de AOX em 62 % e remoção de 65 % de matéria orgânica do efluente de branqueamento. Por outro lado, a quantidade de cinzas volantes adicionadas ao processo de degradação anaeróbia de soro de queijo foi insuficiente para instigar a fase metanogénica, levando a elevadas concentrações de ácidos orgânicos voláteis e baixa produtividade de metano. Na segunda fase, estudou-se a adição de esferas geopoliméricas, com cinzas volantes na sua constituição, a digestores anaeróbios descontínuos e semi-contínuos para o tratamento de soro de queijo, que possui um maior potencial de biodegradação. A adição de esferas com maior quantidade de cinzas (FA-based) na sua constituição obteve melhor produtividade em metano. Verificou-se também que o aumento da quantidade de esferas aumentava a produção de metano em cerca de 30 %. Além disso, a porosidade e quantidade das esferas influencia o desempenho anaeróbio. Maiores quantidades e maior porosidade das esferas melhoram a produção de metano em 82 %, mesmo após 2 adições consecutivas de substrato, comparativamente com a adição de alcalinidade química. Com 4 adições sequenciais de substrato, o sistema com esferas FA-based de alta porosidade também apresentou um desempenho muito bom a nível de estabilização de pH no digestor e uma melhoria de 8 % no rendimento de metano. Na terceira fase, estudou-se a adição de esferas geopoliméricas, com lama vermelha na sua constituição (RM-based), a digestores anaeróbios semi-contínuos para o tratamento de soro de queijo. Com o aumento da carga orgânica, os sistemas anaeróbios foram temporariamente inibidos, tendo recuperado após um período mais longo. A diferença no desempenho entre os digestores com adição de alcalinidade química e com a adição de esferas geopoliméricas RM-based foi evidente após inibição por acumulação de substrato. As esferas promoveram uma lixiviação prolongada e lenta de alcalinidade, promovendo maior estabilidade do sistema e melhorando a produção de metano em 94 % e a remoção de matéria orgânica em 44 %. Após a utilização nos digestores anaeróbios, as esferas mantêm a sua integridade, podendo ser recuperadas e reutilizadas noutras aplicações, como adsorventes de poluentes ou integradas em cimentos e argamassas. Com este estudo, pode-se concluir que a utilização de esferas geopoliméricas inorgânicas é uma estratégia inovadora e muito promissora para controlo de pH e para promover a estabilidade dos processos anaeróbios, contribuindo assim para o conceito de economia circular, utilizando resíduos (soro de leite, cinzas volantes e lama vermelha) em processos biológicos, para valorização em novos produtos (esferas geopoliméricas) e energia (metano).
URI: http://hdl.handle.net/10773/30776
Appears in Collections:UA - Teses de doutoramento
DAO - Teses de doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento_Tânia_Gameiro.pdf10.71 MBAdobe PDFembargoedAccess


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.