Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/29469
Title: Impacto da hora-do-dia no reconhecimento de faces e de carros e sua relação com o cronótipo
Author: Silva, Kelly Sandrine Pinto
Advisor: Santos, Isabel Maria Barbas dos
Keywords: Reconhecimento facial
Reconhecimento de objetos
Cronótipo
Hora-do-dia
Ritmo circadiano
Efeito de sincronia
Matutinidade-vespertinidade
Defense Date: 9-Dec-2019
Abstract: O reconhecimento de objetos está presente em tudo o que nos rodeia. De entre inúmeras classes de objetos existentes encontram-se as faces, sendo que o seu reconhecimento é extremamente importante no papel social do ser humano. Os estudos sugerem que o desempenho em aspetos cognitivos (por exemplo, a memória utilizada nos processos de reconhecimento) pode ser influenciado pela hora-do-dia e pelo ritmo circadiano. O ritmo circadiano é uma característica individual que se traduz, entre outras coisas, em diferentes cronótipos (matutino, intermédio, vespertino). O que diferencia estas três tipologias é o momento do dia em que o indivíduo atinge o seu pico de energia/atividade. Quando existe sincronia entre o pico de ativação circadiana individual e a hora-do-dia em que o indivíduo desempenha determinadas atividades cognitivas, observa-se um efeito de sincronia, sendo que os matutinos tendem a exibir um desempenho melhor de manhã e os vespertinos da parte da tarde. A presente investigação objetivou analisar o impacto da hora-do-dia no reconhecimento de faces e de carros e a sua relação com o cronótipo, apontando como hipótese que a performance do individuo deverá ser otimizada quando a hora-do-dia em que a tarefa é realizada e o cronótipo do indivíduo correspondem. Isto devido ao efeito de sincronia que se verifica ao nível da memória (domínio cognitivo avaliado nesta investigação). Procurou-se também verificar se a hora-do-dia tem um efeito sobre o desempenho independentemente do cronótipo. Deste modo, 40 participantes realizaram o Cambridge Face Memory Test (CFMT) e o Cambridge Car Memory Test (CCMT), divididos por quatro horários ao longo do dia. Os resultados sugerem que não existem diferenças significativas nas percentagens de respostas corretas, nos diferentes horários. Em contrapartida, no que concerne aos tempos de resposta, observa-se um efeito da hora de realização da sessão na fase 1 do CFMT e do CCMT. Observa-se ainda uma correlação significativa negativa forte entre a pontuação num questionário de cronótipo (MEQ) e a percentagem de respostas certas na fase 2 do CFMT, no horário das 11h30 às 14h. Estes resultados sugerem que a hora-do-dia em que a tarefa é realizada parece ter mais impacto no desempenho das tarefas do que propriamente o cronótipo, ou seja, o seu efeito parece sobrepor-se ao efeito do cronótipo. Esta investigação proporciona um contributo relevante acerca do impacto da hora-do-dia sobre o reconhecimento facial e de objetos, sobretudo ao perceber qual a relação desta variável com o cronótipo. Mesmo tendo uma amostra pequena, os resultados deste estudo deixam em aberto a existência de um possível efeito de assincronia no desempenho deste tipo de tarefas, servindo como base para estudos futuros sobre este tema.
Object recognition is present in everything around us. Faces are among the various classes of existing objects, and their recognition is extremely important for the social role of the human being. Studies suggest that performance on cognitive tasks (e.g., memory used in the recognition processes) may be influenced by the time of the day and the circadian rhythm. The circadian rhythm is an individual characteristic that manifests itself, among other things, in the different chronotypes (morning-type, intermediate-type, evening-type). What differentiates these three types is the moment of the day when individuals reach their peak energy/activity. When there is synchrony between the individual circadian peak activation and the time of day when individuals perform certain cognitive activities, a synchrony effect is observed, with morning types performing better in the morning and the evening types performing better in the afternoon/evening. The present investigation aimed to analyze the impact of time of day on face and car recognition and its relationship with chronotype, hypothesizing that the individual's performance will be optimized when the time of day when the task is performed matches the individual's chronotype. This is due to the synchrony effect that is verified at the memory level (a cognitive domain assessed in this investigation). We also aimed to verify if the time of day affects task performance independently of chronotype. Thus, 40 participants took the Cambridge Face Memory Test (CFMT) and the Cambridge Car Memory Test (CCMT), divided into four groups tested on different hours of the day. Results suggested that there are no significant differences in the percentage of correct responses at different times. However, regarding response times, an effect of session time was observed on phase 1 of the CFMT and CCMT. Also, there was a significant negative correlation between the score on a chronotype questionnaire (MEQ) and the percentage of correct responses on phase 2 of the CFMT, for the timeframe 11:30 to 14:00. These results suggest that the time of day when the task is performed seems to have more impact on performance than chronotype itself, i.e., the effect of time-of-day seems to superimpose on the effect of chronotype. This research provides a relevant contribution regarding the impact of time of day on facial and object recognition, mainly by providing some evidence about its relationship with chronotype. Even having a small sample, the results from this study open the possibility of an asynchrony effect on the performance of these tasks, serving as a basis for future studies on this topic.
URI: http://hdl.handle.net/10773/29469
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento Kelly_Silva.pdf865.82 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.