Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/29338
Title: Relação entre a utilização de sistemas ERP e os níveis de maturidade em auditoria interna
Author: Silva, Ana Patrícia Figueiredo Guimarães
Advisor: Marques, Rui Pedro Figueiredo
Keywords: Enterprise Resource Planning
Sistemas ERP
Sistemas ERP
ERP
Modelos de Maturidade
Maturidade
Auditoria Interna
Defense Date: 18-Dec-2019
Abstract: Modelos de maturidade são mecanismos que auxiliam as empresas a verificar se o seu objetivo final de maturidade foi atingido, e, acima de tudo, indicar os instrumentos que devem ser utilizados para lá chegar. Desta forma, entende-se que, apenas percebendo quais as ações e os caminhos mais corretos é que será possível atingir níveis de maturidade superiores. Contudo, se o objetivo da organização for também melhorar o desempenho organizacional e aumentar a competitividade, então torna-se crucial a utilização de sistemas ERP (Enterprise Resource Planning), conjuntamente com novas formas de trabalho ao nível contabilístico e de gestão. A adoção destes sistemas pode potenciar alterações na sua estrutura organizacional, melhorar a qualidade da informação contabilística e, consequentemente, passar a disponibilizar informação mais fiável e de melhor qualidade para a tomada de decisão e para os stakeholders. Assim, poderemos assumir que existe uma relação simbiótica entre a maturidade organizacional e a adoção de sistemas ERP, porque também a sua adoção pode contribuir para o aumento da maturidade dos seus processos, em particular, e da organização, em geral. Desta forma, o objetivo desta dissertação passa por conjugar estas duas temáticas: a área dos Sistemas de Informação, designadamente, os sistemas ERP; e a área da Auditoria Interna, nomeadamente, a sua maturidade. Pretende-se, especificamente, averiguar eventual relação entre a adoção destes sistemas no âmbito da auditoria e o nível de maturidade de auditoria interna em que a organização se encontra. Suportado por um modelo de maturidade de auditoria interna, identificado na literatura, realizou-se um inquérito por questionário dirigido a auditores internos em Portugal. Concluiu-se que, apesar da maioria das respostas ao questionário apontarem para um nível de maturidade elevado da auditoria interna das empresas portuguesas, verificou-se, após a realização de testes estatísticos, que não há evidência estatística que aponte para uma relação direta entre a utilização de Sistemas ERP nos procedimentos de auditoria e os níveis de maturidade em Auditoria Interna.
Maturity models are mechanisms that help companies to verify if their final maturity goal has been reached, and, above all, to indicate the instruments that should be used to reach it. Thus, it is only by understanding which actions and paths are the most correct that it will be possible to reach higher maturity levels. However, if the goal of the organization is also to improve organizational performance and increase competitiveness, then the use of ERP (Enterprise Resource Planning) systems, allied with new forms of accounting and management work, is crucial. The adoption of these systems can enhance changes in the organizational structure, improve the quality of accounting information and, as a result, provide more reliable and better quality information for decision making and stakeholders. Therefore, we can assume that there is a symbiotic relationship between organizational maturity and the adoption of ERP systems, because their adoption can also contribute to the maturity of their processes, in particular, and of the organization, in general. As a result, the objective of this dissertation is to combine these two themes: the area of Information Systems, namely, ERP systems; and the Internal Audit area, that is to say its maturity. Specifically, it is intended to investigate any relationship between the adoption of these systems in the scope of the audit and the level of internal audit maturity in which the organization is situated. Supported by an internal audit maturity model identified in the literature review, a questionnaire survey was conducted for internal auditors in Portugal. It was concluded that, although most of the answers to the questionnaire point to a high level of maturity of the internal audit of Portuguese companies, it was found, after performing statistical tests, that there is no statistical evidence pointing to a direct relationship between use of ERP systems in audit procedures and maturity levels in Internal Audit.
URI: http://hdl.handle.net/10773/29338
Appears in Collections:ISCA-UA - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Mestrado Ana Patrícia Silva.pdf1.51 MBAdobe PDFembargoedAccess


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.