Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/28379
Title: Mercury concentrations in daytime birds of prey in Portugal
Other Titles: Concentrações de mercúrio em aves de rapina diurnas em Portugal
Author: Ascenção, Sandra Raquel Oliveira
Advisor: Luís, António Manuel da Silva
Pereira, Maria Eduarda da Cunha
Keywords: Trace metal
Contamination
Bbiomonitoring
Raptors
Food web
Defense Date: Dec-2019
Abstract: Mercury is one of the most harmful non-essential elements to wildlife for its ability to bioaccumulate and bioamplify throughout the food chain. Due to the continuous increase in concentration of this element, birds of prey are often used as biomonitors due to their wide habitat diversity and high probability of contaminant accumulation as top predators. In the present work, the concentration of mercury in 10 tissues (nails, beak, feathers, liver, kidneys, lungs, heart, muscle, brain and skin) of four birds of prey was analyzed: common buzzard (Buteo buteo) , eurasian sparrowhawk (Accipiter nisus), common kestrel (Falco tinnunculus) and little owl (Athene noctua) and evaluated the influence of parameters such as gender and age on the accumulation of this element. The results showed significant differences between tissues in the order of concentrations: skin < brain< muscle < heart < lungs < liver < kidneys < feathers < nails < beak. Significant differences were observed between the different species, in which the eurasian sparrowhawk and the common buzzard presented the highest values. The age group influenced the accumulation in the common kestrel, where subadults presented higher values than those shown in adults, with no differences regarding gender. For the remaining bird species no significant differences were identified for variation of accumulation with gender or age.
O mercúrio é um dos elementos não-essenciais mais prejudiciais à vida selvagem, pela sua capacidade de bioacumular e bioamplificar ao longo da cadeia alimentar. Devido ao contínuo aumento de concentração deste elemento, as aves de rapina são frequentemente utilizadas como biomonitores devido à sua vasta diversidade de habitats e elevada probabilidade de acumulação de contaminantes por serem predadores de topo. No presente trabalho foi analisada a concentração de mercúrio em 10 tecidos (unhas, bico, penas, fígado, rins, pulmões, coração, músculo, cérebro e pele) de quatro aves de rapina: águia-d’asa-redonda (Buteo buteo), gavião-europeu (Accipiter nisus), peneireiro-comum (Falco tinnunculus) e mocho-galego (Athene noctua) e avaliada a influência de parâmetros como género e idade na acumulação deste elemento. Os resultados obtidos evidenciaram diferenças significativas entre os tecidos, pela ordem de concentrações: pele < cérebro < músculo < coração < pulmões < fígado < rins < penas < unhas < bico. Foram observadas diferenças significativas entre as diferentes espécies, em que o gavião-europeu e a águia-d’asa-redonda apresentaram os valores mais elevados. A faixa etária influenciou na acumulação no peneireiro-comum, em que subadultos apresentaram valores superiores aos demonstrados nos adultos, não sendo observadas diferenças em relação ao género. Para as restantes espécies de aves não foram identificadas diferenças significativas para a variação da acumulação com o género ou idade.
URI: http://hdl.handle.net/10773/28379
Appears in Collections:DBio - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sandra_Raquel_Oliveira_Ascenção.pdf831.98 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.