Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/28378
Title: Unravelling the lipid profile of coastal insects from Ria de Aveiro, Portugal: implications for sustainable aquaculture
Other Titles: Caracterização do perfil lipídico de insetos costeiros da Ria de Aveiro: implicações para uma aquacultura mais sustentável
Author: Duarte, Pedro Martins
Advisor: Ameixa, Olga Maria Correia Chitas
Maciel, Maria Elisabete Alves
Keywords: Machaerium maritimae
Conocephalus fuscus
Lipidomic
Omega-3
Fatty acids
Defense Date: Dec-2019
Abstract: Insects are the most diverse animal group, but there are several aspects of their ecology and physiology that remain unknown or undervalued. The use of insects in animal feed is one such aspect. Over the past five years, this sector has undergone major developments in the western world, with insects currently being used as a source of protein and lipids in aquaculture. The production of marine organisms, in particular, is highly dependent on the supply of omega-3, which comprise a group of fatty acids crucial for these animals and for good human health. While traditionally used insect species are poor in these compounds, aquatic and coastal insects are often rich in polyunsaturated fatty acids, including omega-3. Thus, the objective of this work was to evaluate the lipid profile of two insect species collected at different sites in the Ria de Aveiro lagoon (Portugal), to study their potential in a context of sustainable exploitation of marine resources. This study was performed with a lipidomic approach, utilizing chromatographic techniques coupled to mass spectrometry (LC-MS and GC-MS). Two insects were investigated, namely the bush-cricket Conocephalus fuscus and the fly Machaerium maritimae, the latter in greater detail. The results revealed distinct profiles, but both interesting for different reasons. M. maritimae is particularly rich in omega-3 fatty acids and its lipidome has an exceptionally high molecular diversity. The profile of C. fuscus is less complex but still rich in polyunsaturated fatty acids. Intra-specific variations in the fatty acid profile are partially explained by factors such as geographic distribution and gender. The proximal composition of these insects is also presented. Finally, these results are discussed in the context of the species ecology and its biotechnological application as feed ingredients for aquaculture animals, with a focus on fishes.
Os insetos são o grupo animal mais diverso, mas existem vários aspetos da sua ecologia e fisiologia que permanecem desconhecidos ou desvalorizados. A utilização de insetos como ingredientes na alimentação animal é um desses aspetos. Nos últimos anos, este sector sofreu importantes desenvolvimentos no mundo ocidental, sendo os insetos atualmente utilizados como fonte de proteína e lípidos em aquacultura. A produção de organismos marinhos, em particular, está muito dependente de fontes de ómega-3, os quais constituem um grupo de ácidos gordos fundamentais para estes animais e para a dieta humana. No entanto, as espécies de insetos tradicionalmente utilizadas são pobres nestes compostos, embora existam evidências de que os insetos aquáticos e costeiros são ricos em ácidos gordos polinsaturados, incluindo ómega-3. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar o perfil lipídico de duas espécies de insetos, recolhidos em diferentes locais na Ria de Aveiro, com o objetivo de explorar as suas potencialidades num contexto de exploração sustentável dos recursos marinhos. Este estudo foi realizado através de uma abordagem lipidómica, recorrendo ao uso de técnicas cromatográficas acopladas a espectrometria de massa (LC-MS e GC-MS). As espécies investigadas foram o grilo Conocephalus fuscus e a mosca Machaerium maritimae, esta última com maior detalhe. Os resultados revelaram perfis distintos. A M. maritimae é particularmente rica em ácidos gordos ómega-3, e apresenta uma diversidade molecular excecionalmente elevada no seu lipidoma. O perfil do C. fuscus, embora sendo mais simples, é também rico em ácidos gordos polinsaturados. As variações intraespecíficas no perfil de ácidos gordos são parcialmente explicadas por fatores como a distribuição geográfica e o sexo dos indivíduos. A composição proximal destes insetos é igualmente apresentada. Por fim, os resultados são discutidos no contexto da ecologia das espécies e sua potencial aplicação biotecnológica como ingredientes na alimentação de organismos marinhos de aquacultura, com foco em peixes.
URI: http://hdl.handle.net/10773/28378
Appears in Collections:UA - Dissertações de mestrado
DBio - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Pedro Martins Duarte.pdf2.85 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.