Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/27636
Title: Recuperação de fachadas azulejadas antigas: desenvolvimento de argamassas compatíveis e estudo dos fenómenos de aderência
Author: Botas, Sandro Miguel dos Santos
Advisor: Veiga, Maria do Rosário da Silva
Velosa, Ana Luísa
Keywords: Fachadas azulejadas
Argamassas
Cal
Compatibilidade
Durabilidade
Reversibilidade
Aderência
Defense Date: 21-Dec-2018
Abstract: O uso de azulejos como revestimentos exteriores nas fachadas portuguesas teve início no século XIX com a sua produção industrializada. Hoje em dia, muitas das fachadas do século XIX e início do século XX estão degradadas, com necessidade urgente de manutenção. Novas argamassas de ligação devem ser desenvolvidas para substituir as existentes. A compatibilidade com os materiais antigos e a durabilidade e reversibilidade das intervenções, devem ser respeitados. O trabalho desenvolvido pretende ser um contributo para a preservação das fachadas azulejadas antigas, através do desenvolvimento de soluções que possibilitem a resolução de anomalias ao nível da aderência entre as argamassas e os azulejos antigos. Foram desenvolvidas argamassas com base em ligantes aéreos com diversas combinações de agregados, variações das condições humidimétricas dos azulejos e ensaios de aderência laboratoriais e in-situ, entre muitos outros. As argamassas de cal aérea e areia provaram que têm características físicas, químicas e mecânicas adequadas para proporcionar a aderência adequada aos azulejos e aos suportes antigos. O mecanismo de aderência é influenciado pela penetração dos materiais finos da argamassa, apesar da diminuta profundidade de penetração. Os ensaios de durabilidade comprovaram que, apesar do lento desenvolvimento das características mecânicas, ainda mais verificado nestes casos, onde têm uma barreira física no contacto com a atmosfera, as argamassas proporcionam uma adequada capacidade de aderência e resistência das fachadas azulejadas como um todo
The use of tiles in Portuguese facade coatings began in 19th century with tiles industrialized production. Nowadays, many of 19th and beginning of 20th century facades are degraded, in urgent need of maintenance. New bonding mortars must be developed in order to substitute the existing ones. Compatibility with the old materials, durability and reversibility must be respected. This work is intended to be a contribution to the preservation of old tile facades, through the development of solutions that allow the resolution of adhesion anomalies between mortars and old tiles in old tiled facades. Air binder based mortars have been developed with various combinations of aggregates, variations in the humidimetric conditions of the tiles and laboratory and in-situ adhesion tests, among many others. Lime mortars have proven to have adequate physical, chemical and mechanical properties to provide adequate adhesion to old tiles and substrates. The adhesion mechanism is influenced by the penetration of the fine materials of the mortar, despite the small depth of penetration. The durability tests have shown that, despite the slow development of the mechanical characteristics, even more in these cases, where they have a physical barrier preventing direct contact with the atmosphere, the mortars provide an adequate adhesion and excellent resistance capacity of the tile facades as a whole
URI: http://hdl.handle.net/10773/27636
Appears in Collections:UA - Teses de doutoramento
DECivil - Teses de doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento.pdf4.99 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.