Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/26887
Title: Análise comparativa da sílaba em português europeu e nas línguas bantu
Author: Massango, Carlos Cecília
Advisor: Coimbra, Rosa Lídia
Moutinho, Lurdes de Castro
Keywords: Sílaba
Translineação
Português europeu
Línguas bantu
Defense Date: 2016
Abstract: A presente dissertação tem por objectivo analisar e descrever as estratégias de silabificação de unidades lexicais no Português Europeu comparando-as com as de Copi, dado que, em linguística, os estudos de natureza comparativa contribuem para encontrar as diferenças entre as línguas comparadas de modo a prever as possíveis transferências, sejam positivas ou negativas. A recolha de dados baseou-se em 45 alunos falantes nativos de Copi que, ao mesmo tempo, são falantes de Português, bem como no próprio autor. Os informantes abordados são residentes nos distritos de Zavala e Homoine (Inhambane) e têm a idade compreendida entre 18 a 25 anos. Esta pesquisa é de cunho etnolinguístico o que implicou a realização de um trabalho de campo para a geração dos registos que forneceram os dados para a análise contrastiva, através de inquérito sociolinguístico e conversas com os alunos/formandos e outros participantes. Além disso, a revisão bibliográfica em muitas línguas do mundo, entre as bantu e não bantu, também contribuiu para constituir o corpus do estudo, o que permitiu que se chegasse a uma conclusão de que na divisão da sílaba em Copi raras vezes, senão nunca, o constituinte silábico “coda” (Cd) se encontra preenchido, facto que corrobora a ideia segundo a qual este elemento, na estrutura da sílaba em bantu, é opcional e convencionalmente representado entre parêntesis. Em PE é frequente encontrar sílabas cuja coda é segmentalmente preenchida embora não seja por todas as consoantes, mas as fonológicas /l, r, s/ e as suas variantes. Do ponto de vista teórico, esta pesquisa sustentou-se à luz de algumas teorias sobre a sílaba e ortografia em Português Europeu, Vigário & Falé (1994); Mateus d’Andrade (2000); Mateus et al (2005), Moutinho e Teixeira (2005); Moutinho e Oliveira (2005); Oliveira (2007); Veloso (2008); Morais e Silva (2010); sobre a sílaba e ortografia em línguas bantu, Hyman (1985); Sitoe (1996); Ngunga (2004); Ngunga e Faquir (2011), e sobre bilinguismo e educação bilingue, Hamel (1989); Baker (1993); Patel (2006), entre outros. Como resultado, o estudo mostra que certos padrões silábicos ocorrem em todas as línguas convocadas para o debate (CV – padrão silábico universal) e que outros formatos apenas ocorrem em Português. A pesquisa mostra ainda que a silabificação indiferenciada das palavras em PE pode ser justificada pelo pouco incentivo para o ensino da ortografia das LB aliada à do PE, pois a Educação Bilingue em Moçambique ocupa um espaço incipiente e poucos trabalhos tem sido feitos sobre a sua realização em programas de ensino em Moçambique.
This dissertation aims to analyse and describe the syllabification strategies of the lexical units in the European Portuguese comparing them with those of Copi, since in linguistic the comparative studies contribute to meet the differences among compared languages in order to foresee the possible positive or negative transferences. The data collection was based on 45 Copi native speakers’ students and at the same time they are Portuguese speakers as well as the author. The informants live in Zavala and Homoine (Inhambane) and they are between 18 and 25 years old. Being an ethnolinguist research, it was necessary to go to the field in order to collect the data which allowed a contrastive analyse throughout a sociolinguistic inquiry with the students/trainees an other participants. A part from literature review in many world languages, bantu and non-bantu languages, they also contributed for the construction of the study’s corpus and allowed us to conclude that in the syllable division in Copi rarely or never the syllabic constituent “Coda” (Cd) is filled, what corroborate that this element in bantu syllabic structure is optional and is conventionally represented into brackets. In the European Portuguese, it is usual to find syllables which the Coda is segmentally filled although it does not happen to all the consonants, nevertheless, the phonological /l,r,s/ and their variations. From the theoretical point of view, this research was based on syllable and orthography theories in the European Portuguese (Vigário e Falé, 1994; Mateus d’Andrade, 2010; Mateus et al, 2005; Moutinho e Teixeira, 2005; Moutinho e Oliveira, 2005; Oliveira, 2007; Veloso, 2008; Morais e Silva, 2010); on syllable and orthography in bantu languages (Ngunga, 2004; Ngunga e Faquir, 2011); and about bilingualism and bilingual education (Hamel, 1989; Beker, 1993; Patel, 2006) and o forth. As a result, the study shows that some syllabic standards occur in all the languages of this study (CV universal syllabic standard) and other structures only occur in Portuguese. The research shows also that the words indistinct syllabification in European Portuguese can be justified by a reduced stimulus for the teaching of bantu languages orthography allied to the European Portuguese since the bilingual education in Mozambique is incipient and less works have been carried out on the teaching programmes in Mozambique.
URI: http://hdl.handle.net/10773/26887
Appears in Collections:DLC - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Carlos Cecília Massango.pdf1.42 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.