Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/26850
Title: A influência das diferentes formas de suporte social na motivação desportiva em diferentes grupos etários
Author: Correia, Luciana Raquel Estima
Advisor: Pandeirada, Josefa das Neves Simões
Vagos, Paula Emanuel Rocha Martins
Keywords: Pais
Pares
Treinador
Motivação intrínseca
Motivação extrínseca
Motivação autodeterminada
Amotivação
Desenvolvimento
Defense Date: 27-Jul-2018
Abstract: O suporte social refere-se à interação decorrida entre indivíduos, havendo um que presta o apoio e outro que o recebe; o objetivo será a melhoria do bem-estar de quem recebe o apoio. A literatura tem indicado que o suporte social tem impacto na motivação desportiva e este pode advir de vários agentes, nomeadamente, dos pais, pares e treinadores. Apesar de alguns estudos mostrarem a influência destes vários agentes na motivação, escassos são os estudos que abordam mais do que uma destas variáveis de uma forma combinada. Adicionalmente, parecem ocorrer alterações deste suporte social ao longo do desenvolvimento, um tópico que tem recebido cada vez mais atenção dada a importância que o mesmo assume na motivação desportiva. Este estudo aborda os vários agentes de suporte social – treinador, pais e pares – simultaneamente, sendo avaliada a sua importância através de instrumentos de autorrelato. Pretendemos ainda explorar a influência que estes vários agentes têm na motivação desportiva; esta variável foi igualmente avaliada através de um instrumento de autorrelato. Dada a inexistência de uma escala que nos permitisse avaliar o suporte social prestado pelos pares, num primeiro estudo, começámos por validar a Escala da Qualidade de Amizade Desportiva (Weiss & Smith, 1999). Participaram neste estudo inicial 226 atletas (9-19 anos) de modalidades desportivas de equipa. Os resultados desta validação preliminar revelaram valores satisfatórios de consistência interna para as várias subescalas que compõem o instrumento assim como de validade fatorial. No segundo estudo, analisámos de forma combinada os vários agentes de suporte social e o modo como estes se correlacionam (análises de correlação de Pearson) e permitem prever a motivação para a prática desportiva (análises de regressão múltipla). Estas análises foram realizadas quer para a amostra total dos atletas (N = 192; 9-19 anos) quer para os três grupos etários criados para analisar diferenças em diferentes níveis de desenvolvimento. Os resultados apontaram para uma predominância do impacto dos pares na motivação intrínseca e dos pais na motivação extrínseca. Relativamente à análise desenvolvimental, verificámos que, com o aumento da idade se observou também um aumento do apoio e acompanhamento por parte dos pais bem como a diminuição da influência técnica por parte dos mesmos. Quanto aos pares evidenciou-se o aumento da lealdade e intimidade e dos conflitos, um resultado que é consistente com a literatura. Quanto ao treinador, os nossos resultados não revelaram alterações significativas nos vários grupos etários. Os resultados das regressões múltiplas evidenciaram o papel predominante dos pais (particularmente da mãe), nos vários tipos de motivação, não se tendo verificado alterações relevantes entre os vários grupos etários. Os dados obtidos no estudo vão, em parte, de encontro ao reportado na literatura, apontando para uma maior influência dos pares e menor dos pais com o aumento da idade. Em suma, o trabalho introduz um novo instrumento para a avaliação da importância dos pares para a prática desportiva, uma variável que os nossos resultados apontaram ser relevante para a motivação intrínseca. Por outro lado, reforça a importância do papel dos pais na motivação extrínseca. Propomos que limitações encontradas neste estudo (e.g., desequilíbrio no número de atletas por grupo) sejam colmatadas em estudos futuros. A análise combinada das fontes de suporte social acrescenta conhecimento teórico relevante para a área mas permite também sugerir algumas implicações práticas. Por exemplo, o conhecimento mais solidificado sobre quais os agentes com maior potencial de influência na motivação desportiva nos diferentes grupos etários, permite-nos sugerir intervenções mais eficazes no sentido de garantir e / ou aumentar essa mesma motivação. Estudos futuros utilizando outras metodologias (e.g., estudos longitudinais) e amostras mais alargadas deverão consolidar os resultados exploratórios apresentados neste trabalho
Social support refers to the interaction between individuals, with one providing support and the other receiving it; the goal is to improve the well-being of the one receiving the support. The literature has indicated that social support impacts sports motivation and this support can come from several agents, namely parents, peers and coaches. Although some studies have explored the influence of these various agents on motivation, few have that addressed more than one of these variables in combination. Furthermore, changes in the social support dynamics seem to occur throughout development, a topic that has received increasing attention given its importance to sports motivation. This study addresses the various social support agents simultaneously - coach, parents and peers; their importance to the athlete is assessed through self-report instruments. We also intend to explore the influence that these various agents have on sports motivation; this variable was also evaluated through a self-report measure. Given the lack of a scale that allowed us to evaluate the social support provided by peers, in our first study, we present an initial validation of the Sports Friendship Quality Scale (Weiss & Smith, 1999). A total of 226 athletes (9-19 years) participated in this study. The results of this initial validation revealed satisfactory values of internal consistency for the various subscales that compose the instrument as well as minimally acceptable factorial validity. In the second study, we analyzed the various social support agents and how they correlate (Pearson's correlation analysis) and predict the motivation to practice sports (multiple regression analyzes). These analyzes were performed for the total sample of athletes (N = 192, 9-19 years) and for the three age groups created to explore differences among development stages. The results indicate that peers mostly impact intrinsic motivation whereas the parents are mostly related to extrinsic motivation. Regarding the developmental analysis, we found that, with increasing age, there was an increase in the support and attendance by the parents, as well as a decrease in technical influence. As for the peers, there was an increase in loyalty and intimacy and conflicts, a result that is consistent with the literature. As for the coach, our results revealed no significant changes across the age groups. The results of the multiple regressions confirmed the major role of the parents (particularly the mother), in the various types of motivation; no relevant changes among the different age groups were obtained in these results. Or results are partially consistent with those reported in the literature, pointing to a greater influence of the peers and smaller of the parents as age progresses. This work introduces a new instrument to evaluate the importance of the peers in sport, a variable that, according to our results, impacts athlete’s intrinsic motivation. On the other hand, it reinforces the importance played by the parents on extrinsic motivation. Several shortcomings were identified in this study (e.g., imbalance in the number of athletes per age group), which should be considered in future studies. The combined analysis of the various sources of social support adds theoretical knowledge to the area and informs practical implications. For example, knowing which agents have the greatest potential to influence the athlete’s sports motivation in the different age groups, allows us to suggest more effective interventions in order to secure and / or increase this motivation. Future studies using other methodologies (e.g., longitudinal studies) and larger samples should consolidate the exploratory results presented in this paper
URI: http://hdl.handle.net/10773/26850
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento.pdf723.79 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.