Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/26196
Title: Significado autobiográfico da sexualidade para a pessoa idosa
Author: Raposo, Joana Rita Rocha
Advisor: Sousa, Liliana
Keywords: Idoso
Sexualidade
Curso de vida
Narrativa autobiográfica
Método de auto-confrontação
Issue Date: 5-Dec-2018
Abstract: A sexualidade é uma energia que nos motiva para encontrar amor, contacto, ternura e intimidade; integra-se no modo como sentimos, movemos, tocamos e somos tocados, é ser-se sensual e sexual. A sexualidade influencia pensamentos, sentimentos, ações e interações e, por isso, afeta a saúde física e mental. O objetivo deste estudo é aprofundar o significado de sexualidade na pessoa idosa com 75+ anos, numa perspetiva autobiográfica, contemplando o curso de vida (passado, presente e futuro). Trata-se de um estudo qualitativo e exploratório, que utiliza o Método de Auto-Confrontação, permitindo analisar a história individual, como se organiza num sistema de significado e quais são as alterações no tempo e espaço, através da apreciação de afetos e motivações. Os participantes foram 20 pessoas com 75+ anos de ambos os sexos. Os principais resultados sugerem que: no passado, os participantes associam a sexualidade a atividade sexual com parceiro/s, identidade e papéis de género, presença de intimidade e influência de ou nos pais; no presente, há maior foco na influência de ou nos descendentes e outros significativos, desejar o outro, gestão de perdas do próprio e imagem corporal; no futuro, a ênfase é na gestão de perdas do próprio. Assim, os participantes reveem a sua sexualidade denotando alterações ao longo da vida: há diminuição da prática sexual, porém o desejo sexual é mantido; e há diminuição da intimidade com o parceiro/a, dando lugar à apreciação das relações com descendentes e outros significativos
Sexuality is an energy that motivates us to find love, contact, tenderness and intimacy; it influences the way we feel, move, touch and are touched, it’s being sensual and sexual. Sexuality influences thoughts, feelings, actions and interactions and, therefore, affects physical and mental health. This study aims to deepen the knowledge on the meaning of sexuality in old persons aged 75+ years, in an autobiographical perspective, contemplating the course of life (past, present and future). This is a qualitative and exploratory study that uses the Self-Confrontation Method, that allows to analyze the individual history, how it is organized in a system of meaning and what are the changes in time and space, through the appreciation of affections and motivations. It comprises 20 participants with 75+ years of both sexes. The main results suggest that: in the past, participants associate sexuality with sexual activity with partner/s, identity and gender roles, presence of intimacy and influence of or in parents; in the present, there is greater focus on the influence of or on the children and other significant persons, desire the other, management of own losses and body image; in the future, the emphasis is on own losses management. Thus, participants review their sexuality denoting changes throughout their lives: there is a decrease in sexual practice, but sexual desire is maintained; and there is a decrease in the intimacy with the partner, giving rise to the appreciation of relationships with descendants and other significant ones
URI: http://hdl.handle.net/10773/26196
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento.pdf1.16 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.