Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/26156
Title: Impacte de práticas agrícolas nas características do solo em culturas de milho
Author: Carvalho, Carlos Jorge Oliveira
Advisor: Gomes, Ana Paula
Abrantes, Nelson
Caetano, Ana Luísa Neto
Keywords: Agricultura intensiva
Milho
Práticas agrícolas
Sementeira direta
Qualidade do solo
Issue Date: 18-Dec-2018
Abstract: A potencial alteração da qualidade do solo como resultado da agricultura intensiva, como é o caso da cultura do milho, faz com que haja cada vez mais a preocupação com os impactes que esta pode causar e com a necessidade de implementar práticas agrícolas mais sustentáveis. Neste sentido torna-se fundamental compreender de que modo diferentes regimes de gestão agrícola podem condicionar a qualidade do solo. Desenvolvido no âmbito do projeto Milho Amarelo, o presente estudo teve como principal objetivo compreender o impacto de diferentes práticas agrícolas na qualidade do solo em áreas de cultura intensiva de milho. Em particular, pretendeu-se comparar as implicações do modelo convencional versus sementeira direta na qualidade do solo. Foi ainda objetivo avaliar de que modo a gestão atual da área de estudo com a implementação de faixas herbadas, áreas de sequeiro e áreas se pousio está a contribuir para a sustentabilidade do solo e biodiversidade associada. Para este efeito, adotou-se uma abordagem integrativa incluindo parâmetros físico-químicos (e.g. densidade aparente, pH, condutividade elétrica, capacidade de campo, matéria orgânica, nutrientes) e biológicos (e.g. atividade da fosfatase, atividade da urease, atividade da invertase e ensaios ecotoxicológicos com organismos do solo), permitindo inferir de um modo mais holístico sobre as implicações de cada modelo de gestão agrícola na qualidade dos solos. A análise e integração dos vários parâmetros vem realçar o impacte da mobilização do solo na sua qualidade, sendo este um importante fator condicionante da dinâmica do solo. Os resultados obtidos revelaram a existência de diferenças entre as práticas analisadas, maioritariamente associadas aos parâmetros químicos e aos nutrientes. Quando comparadas a prática de sementeira direta com a convencional, observam-se valores médios superiores para a sementeira direta no que respeita aos seguintes parâmetros: matéria orgânica, capacidade de troca catiónica, azoto, fósforo, nitratos, cálcio, cobre, zinco, ferro, manganês, atividade da urease e atividade da invertase. Neste sentido, este estudo realça a importância da implementação de práticas agrícolas não convencionais, como é o caso da sementeira direta, como promotoras da produtividade e sustentabilidade do solo. Além disso, foi ainda evidente o papel da implementação de diversos modelos de gestão em redor das áreas convencionais (e.g. faixas herbadas, áreas de sequeiro e áreas de pousio) na diversificação e qualidade do solo
Potential changes in soil quality as a result of intensive agriculture, such as maize growing, are increasingly raising concerns about the impacts this can cause and the need to implement more sustainable agricultural practices. In this sense it is fundamental to understand how different agricultural management regimes can condition soil quality. The main objective of the present study was to understand the impact of different agricultural practices on the quality of the soil in intensive maize cropping areas. In particular, it was intended to compare the implications of the conventional model versus no-till in soil quality. It was also an objective to evaluate how the current management of the study area with the implementation of herbaceous zones, rainfed areas and fallow areas is contributing to soil sustainability and associated biodiversity. For this purpose, an integrative approach was adopted including physical-chemical parameters (e.g. bulk density, pH, electrical conductivity, field capacity, organic matter, nutrients) and biological parameters (e.g. phosphatase activity, urease activity, ecotoxicological tests with soil organisms), allowing to infer in a more holistic way about the implications of each model of agricultural management in soil quality. The analysis and integration of the various parameters highlights the impact of soil mobilization on its quality, which is an important conditioning factor for soil dynamics. The obtained results revealed the existence of differences between the analyzed practices, mainly associated with chemical parameters and nutrients. When comparing no-till and conventional sowing, higher mean values for no-till are observed for the following parameters: organic matter, cation exchange capacity, nitrogen, phosphorus, nitrates, calcium, copper, zinc, iron, manganese, urease activity and invertase activity. In this sense, this study highlights the importance of the implementation of unconventional agricultural practices, as is the case of no-till, as promoters of productivity and soil sustainability. In addition, the role of the implementation of various management models around conventional areas (eg, herbaceous zones, rainfed areas and fallow areas) in soil diversification and quality was also evident
URI: http://hdl.handle.net/10773/26156
Appears in Collections:DAO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento.pdf2.52 MBAdobe PDFembargoedAccess


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.