Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/26152
Title: Linguagem e construção do conhecimento didáctico: 10º ano de escolaridade: analogias e metáforas no ensino do tema equilíbrio químico
Author: Nascimento, Ana Cláudia Lobão
Advisor: Cachapuz, Francisco
Defense Date: 2000
Abstract: A presente investigação constitui um estudo descritivo, de índole naturalista, que tem como objectivos gerais investigar se os professores e os alunos usam no discurso didáctico metáforas, analogias e símiles na construção de conceitos complexos do tema equilíbrio químico abordado na unidade temática «Reacções Incompletas e Equilíbrio Químico», do 10º Ano no âmbito da disciplina de Ciências Físico -Químicas, e compreender melhor o modo como essas metáforas, analogias e símiles são usadas por professores no ensino desses conceitos. Seleccionamos três professores de Ciências Físico - Químicas e utilizamos como técnica de recolha de dados a gravação audio das aulas em que os professores leccionaram a unidade temática «Reacções incompletas e Equilíbrio Químico». Cada um dos professores seleccionou uma das suas turmas do 10.º ano de escolaridade, com a qual trabalhou esta unidade temática. Elaboramos a priori duas categorias de conteúdo - Equilíbrio Químico e Princípio de Le Chatelier - com base nas ideias estruturantes do tema equilíbrio químico identificadas pela análise lógica do programa de Ciências Físico -Químicas do 10.º ano de escolaridade em vigor e a posteriori uma categoria de conteúdo - organização e contextualização - com base na linguagem figurativa, detectada após um trabalho exploratório sobre o corpus, usada para contextualizar e organizar o processo de ensino e aprendizagem. Para cada uma das categorias de conteúdo foram elaboradas as respectivas respostas adequadas onde se registaram os indicadores relativos a cada uma dessas categorias de conteúdo. A análise dos episódios metaforicamente relevantes, ou seja, dos episódios onde era possível detectar uma metáfora, analogia ou símile, desenvolveu - se tendo como finalidade principal caracterizar a natureza das interacções verbais ocorridas aquando do estudo de uma dada categoria de conteúdo, interacções aqui assumidas como relevando aspectos de organização dos sistemas conceptuais do professor e dos alunos aquando do ensino e da aprendizagem do tema equilíbrio químico. Os resultados da análise de uma dada categoria de conteúdo são apresentados de modo a descrever o uso feito, pelo professor, de metáforas, analogias ou símiles em paralelo com as diferentes fases de desenvolvimento da aula. Os resultados obtidos no estudo indicam que os professores e os alunos usam no seu discurso didáctico metáforas, analogias e símiles com uma função cognitiva no ensino e aprendizagem de conceitos relevantes do tema equilíbrio químico e com uma função de organização do ensino para controlo da disciplina na aula e contextualização dos conteúdos a abordar no tema químico em estudo. De um ponto de vista didáctico, as metáforas e as analogias com uma função cognitiva, usadas pelos professores, apresentam carências importantes ao nível (i) dos constituintes expressos das metáforas e das analogias; (ii) da exploração didáctica das metáforas e das analogias, i.e., exploração dos atributos comuns, não comuns e não abrangentes (limites) aos dois domínios da metáfora, da analogia; (iii) da estratégia de apresentação das metáforas e das analogias que se revelou ser espontânea sem nenhuma programação prévia; (iv) do envolvimento dos alunos, isto é, os professores não incentivam os seus alunos a construírem e a usarem metáforas e analogias na aprendizagem de conceitos científicos. Pelo que resulta do estudo que os professores não estão conscientes nem das potencialidades, nem das limitações da utilização didáctica das metáforas e das analogias e, consequentemente, não as exploram de forma adequada, o que diminui o potencial das metáforas e das analogias enquanto instrumentos didácticos de transferência do conhecimento de um domínio conceptual familiar para outro menos familiar, podendo provocar aprendizagens incorrectas, causar interpretações erróneas e impedir novas aprendizagens. Os resultados deste estudo de investigação obrigam a repensar a problemática da formação de professores em particular, no quadro da disciplina de Didáctica, quer na formação inicial quer na formação contínua de professores. Este estudo sugere, a importância de aí se abordar detalhadamente a temática da linguagem metafórica na construção do conhecimento.
The present investigation constitutes a descriptive study, of naturalistic nature, that has as general objective to find out if the teachers and the students use metaphors, analogies and similes in the didactic speech in the construction of complex concepts of the theme Chemical Equilibrium approached in the thematic unit «Incomplete Reaction and Chemical Equilibrium», of the 10th year in the field of Physical -Chemical Sciences, and to understand the best way as those metaphors, analogies and similes are used by teachers in the teaching of those concepts. We selected two teachers of Physical -Chemical Sciences and we used as a technique of collecting data the audio recording of the classes in which the teachers taught the thematic «Incomplete Reaction and Chemical Equilibrium». Each teacher selected a 10th year class having worked this thematic unit with it. We elaborated previously two content categories - Chemical Equilibrium and Beginning of Le Chatelier - based in the structural ideas of the theme Chemical Equilibrium, identified by the logical analysis of the program of Physical -Chemical Sciences of the 10th year , and afterwards a content category - organization and context - based in the figurative language, detected after an exploratory work on the corpus, used to place in the context and to organize the teaching and learning process. Respective appropriate answers were elaborated for each one of the content categories, in which the relative indicators to each one of those content categories were recorded. The analysis of the metaphorically important episodes, that is to say, of the episodes in which it was possible to detect a metaphor, analogy or simile, as developed having as the main purpose to characterize the nature of the verbal interactions occurred during the study of a given content category, interactions here assumed as raising aspects of organization of the teacher's and of the students conceptual systems at the moment of the teaching and of the learning of the theme Chemical Equilibrium. The results of the analysis of a given content category are presented in order to describe the use made by the teacher, of metaphors, analogies or similes in parallel with the different phases of development of the class. The results obtained in the study indicate that the teachers and the students use in their didactic speech metaphors, analogies and similes with a cognitive function in the teaching and learning of important concepts of the theme Chemical Equilibrium and with a function of organization of the teaching for the subject control in the class and to give a context of the contents to approach in the chemical theme study. From the didactic point of view, the metaphors and the analogies with a cognitive function, used by the teachers, present important lacks at the level (i) of the representatives expressed of the metaphors and of the analogies; (ii) of the didactic exploration of the metaphors and of the analogies, i.e., exploration of the common attributes, not common and not including (limits) to the two domains of the metaphor, of the analogy; (iii) of the strategy of presentation of the metaphors and of the analogies that one revealed to be spontaneous without any previous programming; (iv) of the students' involvement, that is, the teachers don't motivate their students to build and use metaphors and analogies in the learning of scientific concepts. Therefore the result of the study reveals that the teachers are not conscious neither of the potentialities nor of the limitations of the didactic use of the metaphors and of the analogies and, consequently, they don't explore them in an appropriate way, which decreases the potential of the metaphors and of the analogies as didactic instruments of transfer of the knowledge of a familiar conceptual domain to another less familiar, which might cause incorrect learnings, and impede new learnings. The results of this survey force us to rethink the problem of the teachers' formation in particular, in the scope of the discipline of Didactic, either in the initial formation or in the teachers' continuous formation. This study suggests, the importance of being there approached the thematic of the metaphoric language in the construction of the knowledge in full detail.
URI: http://hdl.handle.net/10773/26152
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
123.pdf3.59 MBAdobe PDFrestrictedAccess


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.