Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/26069
Title: Descritores de qualidade sedimentar na gestão de operações de dragagem
Author: Carvalho, Susana Isabel Almeida Alves
Advisor: Rodrigues, Ana Maria
Defense Date: 2000
Abstract: O presente trabalho insere-se num programa interdisciplinar desenvolvido no Estuário do Rio Sado, em Fevereiro de 1999, visando a caracterização dos gradientes bio-sedimentares de áreas para as quais estão projectadas operações de dragagem, com o intuito de melhorar a acessibilidade às infra-estruturas situadas na Península da Mitrena. A área em estudo compreende parte da extensão do Canal Sul, estendendo-se desde as Instalações Navais da Península de Tróia ao cais da Eurominas (Península da Mitrena). A avaliação da qualidade dos sedimentos em análise foi efectuada com base na integração dos dados relativos à contaminação química dos sedimentos, bioensaios e comunidades de macrofauna bentónica, ou seja, segundo a Tríada de Qualidade Sedimentar, logo uma metodologia mais abrangente do que a estipulada, designadamente na legislação portuguesa. O recurso a uma metodologia desta natureza visa averiguar a importância da inclusão de uma componente biológica na avaliação dos potenciais impactes de sedimentos a dragar. Com efeito, a nível mundial, a legislação que regulamenta as operações de dragagem baseia-se quase exclusivamente em análises químicas, às quais se poderão associar ensaios de toxicidade para determinados níveis de poluição ( e.g. , Holanda e Portugal) e/ou quando a informação fornecida pelas análises químicas não é considerada suficiente (Estados Unidos da América). Contudo, tem vindo a ser demonstrado que a simples análise da composição química dos sedimentos nem sempre proporciona uma credível avaliação dos impactes que advêm do vi manuseamento de sedimentos contaminados. Assim, os critérios usados na sua avaliação têm vindo a ser alvo de revisões, com o intuito de os tornar mais credíveis e de proporcionar uma gestão mais eficaz dos sistemas aquáticos. A inclusão das comunidades de macrofauna bentónica na área em estudo revelou-se como uma mais valia para responder aos objectivos que um estudo desta natureza impõe. Na verdade, apenas esta componente permitiu evidenciar que a área em causa não apresenta, do ponto de vista biológico, características únicas no conjunto do estuário, não estando inserida, nem na sua região mais rica, nem se apresentando como uma zona de recrutamento preferencial. Em 1995, a mesma área foi alvo de operações de dragagem de projecção idêntica às agora propostas, mas as comunidades de macrofauna bentónica não apresentam sinais evidentes do efeito dessas operações, estando em concordância com o conhecimento já existente para esta zona do estuário (1986). De facto, as principais diferenças encontradas entre ambos os períodos (1986-1999) relacionam-se com o aumento, quer em abundância, quer em presença de algumas espécies comuns em áreas enriquecidas organicamente, tais como Ampelisca spp., Corbula gibba , Spiochaetopterus costarum e Tharyx sp., o que poderá dever-se a um incremento da quantidade de matéria orgânica no Canal Sul do Estuário do Sado. A integração fornecida pela Tríada de Qualidade sedimentar não revelou a existência de qualquer impedimento às operações de dragagem propostas para a área em estudo. Todavia, sugere-se que novas operações de dragagem apenas sejam realizadas após a recuperação total das comunidades de macrofauna bentónica afectadas, por forma a não colocar em perigo os restantes recursos biológicos que delas estão dependentes.
The present work is part of a multidisciplinary study undertaken in the Sado Estuary on February 1999, aiming to characterise the bio-sedimentary gradients of areas where dredging activities are planned to improve the accessibility to the Mitrena Peninsula harbour facilities. The study area comprises part of the Southern Channel, from the Instalações Navais da Península de Tróia to Eurominas' quay (Mitrena Peninsula). The sediment quality assessment was performed according to an integrated approach, the Sediment Quality Triad, which includes chemical, ecotoxicological and macrobenthic community data. This methodology involves more than what is demanded by Portuguese legislation and was used to evaluate the importance of the integration of a resident biological component in the assessment of potential impacts resulting from dredging activities. In fact, worldwide, dredging legislation is essentially based in the analysis of sediment contamination, which can be combined with bioassays for some pollution levels ( e.g. , Portugal and Netherlands) and/or if the information from chemical analysis is considered insufficient (United States of America). However, it has been demonstrated that the single analysis of sediment contamination is not always enough for a proper evaluation of the impacts resulting from the handling of contaminated sediments. Therefore, in order to achieve a suitable management of aquatic systems, the criteria to apply in the evaluation of sediments to be dredged has been widely reviewed. In the present work, the use of the macrobenthic communities proved to be an important tool to accomplish the purposes of this kind of studies. In fact, this component provides unique information concerning biological resources of the target area. It was possible to verify that macrobenthic communities from this region were not included in the richest part of the estuary. Besides, these communities presented no unique features, as they are part of widespread areas of the Southern Channel and were not considered as preferential recruitment areas. In 1995, this region of the estuary was submitted to dredging activities involving similar quantities of dredged sediments. However, concerning the macrobenthic communities, the study area does not show any clear signs of those operations, as they are in agreement with the previous knowledge for this region of the estuary. The main differences between both periods (1986-1999) concern an increase in the abundance and presence of some common species of organic enriched areas, such as Ampelisca spp., Corbula gibba , Spiochaetopterus costarum and Tharyx sp., which might be related with an organic enrichment in the Southern Channel. The integration of the results obtained using the Sediment Quality Triad approach does not indicate any particular constraints to the dredging operations planned to take place in the study area. However, it is suggested that new operations should not be performed before macrobenthic communities (directly affected by those activities) had time to recover, aiming the protection of the remaining biological resources supported by them.
URI: http://hdl.handle.net/10773/26069
Appears in Collections:DBio - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
26.pdf3.58 MBAdobe PDF    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.