Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/25952
Title: A terceira margem : experiências de um habitar
Author: Bonfim, Ilana Copque Fialho do
Advisor: Bastos, Paulo Bernardino das Neves
Keywords: Habitar
Experiência
Arte contemporânea
Corpo
Mundo
Espaço
Lugar
Mobilidade
Nomadismo
Instalação
Defense Date: 2018
Abstract: O presente trabalho propõe-se a refletir o habitar de forma dinâmica, a partir da fluidez da experiência por entre caminhos, da/na mobilidade. Nesta senda, recorre-se a conceitos desenvolvidos principalmente por Merleau-Ponty, como tentativa de compreensão de como o homem se relaciona com o mundo. A partir desse diálogo primeiro, que implica pensar um corpo da mesma tessitura do mundo, há, no entanto, um foco no sujeito, como centro de significação, para então se explicar a distinção entre espaço e lugar, tendo em vista a perspectiva da experiência. Ao focar em questões da espacialidade nas artes, faz-se uma análise das transformações ligadas as tradições modernas (no que tange, principalmente, um pensamento escultórico), processo esse que se iniciou no final do século XIX com August Rodin, e que modificou o espaço narrativo clássico, rompendo com a representatividade do monumento e a lógica da estatuária. Reconhecendo nesse itinerário, procedimentos que desembocaram em pensamentos e práticas contemporâneas, aqui será discutida a noção de campo ampliado, assim como serão abordadas práticas que amplificaram demandas da participação, abarcando o espaço e o tempo típicos da experiência subjetiva. Na esteira da produção de Richard Long, Josely Carvalho e Didier Fiuza Faustino, buscou-se refletir em torno de temáticas diversas, como a caminhada enquanto experiência estética e artística; a mobilidade e o nomadismo; e, ainda, a ideia de habitar fluido, algo muito diferente do tradicional conceito de habitar, que implica ações rotineiras que ocorrem em um mesmo lugar. Assim, recorre-se a uma metodologia prático-teórica, a partir de um corpus investigativo que resulta do entrelaçamento de reflexões de natureza conceitual, cuja base de desenvolvimento se dá a partir do projeto artístico A Terceira Margem: Experiências De Um Habitar. Em uma comunicação entre prática e teoria, desenvolveu-se um trabalho que tem como referência o vivido em mobilidade, numa perspectiva nomádica, de experiência pelo caminho, que engendram maneiras outras de habitar.
The present work proposes to reflect the way of dwelling dynamically from the experience of mobility between paths. In an understanding of the body that embraces a consciousness, instead of the dichotomous notion of body-soul, it recalls to concepts developed mainly by Merleau-Ponty as an attempt to understand how man interacts with the environment. From this first dialogue, which implies thinking the body part of the world context, there is a focus on the individual as the center of existence to explain the distinction between space and place according to his perspective and experience. Focusing on spatiality of the arts there is performed an analysis of the transformations linked to modern traditions (mainly in a sculptural thought), process that began at the end of the 19th century with August Rodin, and which modified the classic narrative space breaking with the representativeness of the monument and the logic of the statuary. Recognizing in this itinerary, procedures that led to contemporary thoughts and practices, the notion of an expanded field it will be discussed as well as practices that amplify the demands of participation, encompassing the space and time typical of subjective experience. In according with the Richard Long, Josely Carvalho, and Didier Fiuza Faustino productions, there is a development of themes, which are reflections, such as walking as an aesthetic and artistic experience; mobility and nomadism; besides inhibiting fluid, encompassing contemporary ephemerality, something very different from the traditional concept of dwelling, which implies routine actions occurring in the same place. Therefore, is used a practical-theoretical methodology based in an investigative corpus, which is the interweaving between reflections of a conceptual nature, whose basis of development on the artistic project The Third Margin: Experiences of a Habit. In communication between practice and theory, this work has been developed according to the mobility experience, in a nomadic perspective, of knowledge by the way, which engender other means of a dwelling.
URI: http://hdl.handle.net/10773/25952
Appears in Collections:DeCA - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ilana Copque Fialho do Bonfim.pdf11.33 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.