Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/25782
Title: Caracterização genética e bioquímica de isolados de Armillaria spp.: ensaio de infecção em Quercus suber L.
Author: Santos, Susana Gomes dos
Advisor: Santos, Maria da Conceição
Tenreiro, Rogério Paulo de Andrade
Defense Date: 2001
Abstract: Apesar das referências aos problemas causados por espécies do género Armillaria em Portugal, não existe conhecimento relativo ao grau de patogenicidade das várias espécies pertencentes a este género em espécies florestais e agrícolas cultivadas no nosso país. Um dos ecossistemas onde têm sido mencionados ataques de Armillaria spp. é o montado de sobro, havendo actualmente algumas suspeitas de uma relação entre a espécie A. mellea e um defeito da cortiça, denominado "Mancha Amarela". Com o objectivo de tentar uma abordagem mais simples da genética de populações de Armillaria spp., a ser aplicada em estudos de ecologia do fungo, foi realizada a amplificação das regiões microssatélites (MS-PCR). A análise dos perfis obtidos indica que a sua utilização numa abordagem sequencial, após a identificação da espécie, pode dar informações valiosas a nível intraespecífico, diferentes das obtidas filogenéticamente pela sequenciação das regiões ITS. A caracterização bioquímica dos isolados pertencentes a colecção portuguesa, usando como comparação alguns isolados da colecção francesa permitirá, no futuro, a utilização do(s) isolado(s) mais conveniente(s) em trabalhos destinados a aplicações industriais elou ecológicas. Observa-se que o isolado 270 (A. mellea) se posiciona sempre num extremo dos dendrogramas relativos a qualquer das actividades enzimáticas, por vezes formando mesmo um pequeno "cluster" com mais alguns isolados. A monitorizaçáo de plantas infectadas ex vitro não permitiu observar nenhum dos sintomas específicos desta doença. No entanto, analisando globalmente os parâmetros bioquímicas verificou-se que o grupo infectado com A. ostoyae apresenta sempre os valores mais próximos do controlo, enquanto que os grupos infectados com A. mellea se encontram sempre entre os mais distantes do controlo; por sua vez os grupos infectados com A. tabescens e A. cepistipes apresentam comportamentos diversos nos diferentes parâmetros, aproximando-se ou afastando-se dos valores controlo.
Although there are references of pathological problems caused by severa1 species belonging to the genus Armillaria in Portugal, it is still unknown whict species are most pathogenic. The funga1 attack by Armillaria mellea to Quernu2 suber L causes chemical and physical changes in cork and is potentially able tc cause off-flavors in wine. Genetic analysis by microssatelite amplification was done to approach the population genetics of Armillaria spp. in a simple way, and apply the knowiedge to ecological studies. The results showed differences when compared to the ones done phylogenetically by sequencing the ITS regions and can be usec after species identification to reveal intraspecific differences. The biochemical characterisation of different isolates of Armillaria spp collected from different regions of Portugal and alço from a French coiiectior were analysed and showed that isolate 270 always goes on an extreme positior of any activity analysed, and sometimes it gets somewhat apart from othei isolates belonging to A. mellea. Portuguese oaks were infected ex-vitro with some isolates of Armillaria sp but no specific signs of the "Armillaria root disease" were seen. However biochemical analysís of plants infected with A. ostoyae always show the closesi values to contol, as on the other hand, the ones infected with A. mellea are the further apart. The plants infected with A. tabescens and A. cepistipes show variable behaviour.
URI: http://hdl.handle.net/10773/25782
Appears in Collections:DBio - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese Susana Santos.pdf35.12 MBAdobe PDF    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.