Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/25733
Title: Ensinar história da expansão ultramarina portuguesa : a verdade histórica para a construção da paz na sala de aula
Author: Santos, Cristiana Filipa de Sousa Oliveira
Advisor: Rodrigues, Manuel Fernando Ferreira
Keywords: História da expansão portuguesa
Verdade histórica
Ensino da história
Manuais escolares
Prática pedagógica supervisionada
Issue Date: 19-Dec-2018
Abstract: O estudo realizado insere-se na Didática da História, focando-se no desenvolvimento da consciência histórica para a construção da paz, partindo do princípio que a busca da verdade histórica possibilita a formação crítica e aberta ao outro. As lacunas ou omissões que o manual escolar apresenta, tornam a aprendizagem do aluno menos consciente da verdade, da verdade do outro. Desta forma, a partir da análise de conteúdo das respostas dadas a duas perguntas, pelos alunos do 5.º ano de escolaridade da zona de Aveiro, esta investigação pretende perceber como os alunos compreendem a verdade histórica, através da análise e discussão de fontes históricas primárias. Assim, importa saber de que modo os alunos exprimem os seus pontos de vista em relação à “descoberta” de outros povos, nos séculos XV- XVI, e que implicações esse conhecimento tem na sua formação cidadã. Através da análise das respostas dos alunos a uma questão-problema, previamente pensada, procedi a uma categorização das respostas feitas nas duas sessões, que foram analisadas, num gráfico de barras. Deste modo consegui perceber se houve progresso. De uma forma geral, houve uma evolução nas respostas dos alunos, demonstrando que esta pode ser uma forma eficaz de aprender história, desenvolvendo conhecimentos, capacidades, atitudes e valores. Então, o primeiro objetivo consistiu em provar que a verdade histórica constitui um elemento fundamental para a formação da consciência histórica e para a construção da paz. O outro objetivo consistia em perceber como aplicar estas conceções numa sala de aulas do 5.º ano de escolaridade. Este ensino é feito através de vários recursos: o manual escolar, documentos históricos, etc. Para perceber as conceções que os alunos tinhas sobre o tema, decidi utilizar a metodologia de Isabel Barca. Este estudo teve cinco momentos: o primeiro, denominado categorização de conhecimentos prévios, através da pergunta: “Como é que vês os povos com quem os portugueses tiveram os primeiros contactos?”; o segundo, a partilha de ideias entre os alunos e os seus familiares, em casa; o terceiro, a leitura e interpretação de fontes históricas diversificadas; o quarto momento, pautado pela construção de alguns materiais para seleção de informação, reflexão e argumentação e o quinto momento consiste na utilização dos materiais construídos para a resposta à pergunta: “A partir das fontes históricas trabalhadas, materiais elaborados, como é que vês os povos com quem os portugueses tiveram os primeiros contactos?” Desta forma, poderei perceber a evolução da consciência histórica e do poder de argumentação dos alunos, que será categorizado e analisado
This study is part of Didática da História, focusing on the development of historical awareness for the construction of peace, assuming that the search for historical truth makes possible a critical and open formation towards the other. The gaps or omissions that the textbook presents make the student's learning less aware of the truth, the truth of the other. This way, from the content analysis of the answers given to two questions by the students of the 5th grade in Aveiro, this research intends to perceve how the students understand the historical truth through the analysis and discussion of primary historical sources. Thus, it’s important to know how the students express their views regarding the "discovery" of other population in the XV-XVI centuries and what implications this knowledge has in its training as citizens. Through the analysis of the students' answers to a question previously prepared, I proceeded to a categorization of the answers made in the two sessions, which were analyzed in a bar chart. This way I was able to see if there was a progress. In genera, there was an evolution in the students' responses, demonstrating that this can be an effective way to learn history, developing knowledge, skills, attitudes and values. The first objective was to prove that the historical truth is a fundamental element for the formation of historical awareness and for the construction of peace. The other objective was to understand how to apply these concepts in a classroom of the 5th grade. This teaching is done through various resources: the school manual, historical documents, etc. To understand the concepts that the students had on the subject, I decided to use Isabel Barca's methodology. This study had five moments: the first one, called categorization of pre-vious knowledge, through the question: "How do you see the populations with whom the Portuguese had the first contacts?"; the second, the sharing of ideas between students and their families at home; the third, the reading and interpretation of diversified historical sources; the fourth moment, based on the construction of some materials for selection of information, reflection and argumentation, and the fifth moment is the use of these materials for the answer to the question: "From the historical sources worked and materials elaborated, how do you see the populations with whom the Portuguese had the first contacts? ". This way I can see the evolution of the students' historical awareness and argumentative power, which will be categorized and analyzed.
URI: http://hdl.handle.net/10773/25733
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento.pdf9.08 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.