Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/25704
Title: Vivências da família da pessoa idosa dependente: abordagem em contexto dos cuidados de saúde primários
Author: Alves, Ana Patrícia Ramos
Advisor: Laranjeira, Assunção
Brás, Manuel Alberto Morais
Keywords: Família
Pessoas Idosas
Dependência
Cuidar
Enfermeiro de Família
Defense Date: 2018
Abstract: O presente relatório reporta-se ao estágio de natureza profissional desenvolvido na Unidade de Saúde Familiar Leme no período compreendido entre o dia 2 de Abril de 2018 e o dia 31 de Outubro de 2018 sob tutoria da Enfermeira Andreia Loureiro. No âmbito do estágio, o estudo desenvolvido procurou analisar as vivências dos familiares da pessoa idosa dependente e o contributo do Enfermeiro de Família em contexto dos Cuidados de Saúde Primários. Neste sentido, objetivou-se compreender as emoções, medos e receios dos familiares na vivência da realidade de dependência do seu ente querido, bem como analisar quais as dificuldades percecionadas, explorar as alterações ocorridas na dinâmica familiar perante esta transição de papéis e por fim compreender qual o contributo do Enfermeiro de Família na adaptação ao processo de dependência e às exigências associadas. Para tal, desenhou-se um estudo do tipo qualitativo, exploratório, descritivo, fenomenológico e transversal, assente numa metodologia de investigação-acção; tendo sido aplicada uma entrevista de carácter semi-formal. A amostra conseguida foi de 14 familiares de uma pessoa idosa dependente. O perfil demográfico obtido neste estudo dos familiares foi o seguinte: 57% dos entrevistados do sexo feminino e 43% do sexo masculino; verifica-se que 71% dos entrevistados são filhas(os) da pessoa idosa dependente (um total de 10 em 14) e 29% são os cônjuges (maridos) (um total de 4 em 14); com uma média de 64,6 anos de idade. Os resultados obtidos com a análise do conteúdo das entrevistas permitiram averiguar alterações na adaptação do familiar ao papel de cuidador da pessoa idosa dependente e a adaptação à situação de dependência. Foram ainda identificadas necessidades e dificuldades no âmbito do processo de cuidar da pessoa idosa dependente, bem como o contributo do Enfermeiro de Família neste processo. Face aos resultados de baixa resposta por parte dos Cuidados de Saúde Primárias a esta problemática familiar, foram delineadas propostas de melhoria dos cuidados de acordo com as sugestões fornecidas pelas famílias nas entrevistas. Conclui-se que a transição familiar para o papel de cuidar da pessoa idosa dependente é um desafio familiar intenso que carece de respostas adaptadas por parte da Equipa de Saúde Familiar.
This report refers to the professional stage developed at the Leme Family Health Unit in the period between April 2, 2018 and October 31, 2018 under the guidance of Nurse Andreia Loureiro. Within the scope of the internship the study sought to analyze the experiences of the relatives of the dependent elderly person and the contribution of the Family Nurse in the context of the Primary Health Care. In this sense, the objective was to understand the emotions and fears of family members in the experience of the dependency reality of their loved one, as well as to analyze the perceived difficulties, to explore the changes occurred in the family dynamics before this paper transition and finally to understand which is the contribution of the Family Nurse in the adaptation to the dependency process and associated requirements. For this, a qualitative, exploratory, descriptive, phenomenological and cross-sectional study based on an action-research methodology was designed; and an semi-formal interview was applied. The sample obtained was 14 relatives of a dependent elderly person. The demographic profile obtained in this family study was: 57% of female respondents and 43% male; 71% of the respondents are daughters of the dependent elderly person (a total of 10 out of 14) and 29% are the spouses (total husbands 4 out of 14); with an average age of 64.6 years. The results obtained with the analysis of the interview content allowed us to investigate changes in the adaptation of the relative to the role of caregiver of the dependent elderly person and the adaptation to the situation of dependence. Needs and difficulties were also identified in the process of caring for the dependent elderly person, as well as the contribution of the Family Nurse in this process. Given the results of low response by Primary Health Care to this family problem, proposals were made to improve care according to the suggestions provided by the families in the interviews. It is concluded that the family transition to the role of caring for the dependent elderly person is an intense family challenge that requires adapted responses by the Family Health Team.
URI: http://hdl.handle.net/10773/25704
Appears in Collections:DEMaC - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
documento.pdf1.31 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.