Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/25439
Title: Avaliação do níveis de ADN recuperado de amostras ósseas forenses através de otimização do método de extração semi-automatizado
Author: Caldeira, Maria João Esteves
Advisor: Miranda, Luís Souto de
Bento, Ana Margarida Ventura Teixeira
Keywords: Amostras ósseas
DVI
Extração sólida
Genética forense
PrepFiler Express BTA™ Forensic DNA Extraction
Volume de eluição
Defense Date: 2019
Abstract: Num ambiente perfeito o ADN pode ser extraído de qualquer material biológico, como cabelo, saliva, sangue e até osso. Um desastre em massa, quer seja natural, quer artificial, apresenta condições adversas que podem levar a uma extensa carbonização, fragmentação e putrefação tornando difícil a obtenção de um bom perfil de ADN, sendo muitas vezes os tecidos duros, ossos e dentes, os únicos viáveis para a extração. Os ossos e dentes possuem biologicamente quantidades de ADN menores, e logo, os métodos de extração têm que ser escolhidos de modo a recuperar o máximo de material genético possível. Foram analisadas 11 amostras vestígio ósseas provenientes do Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses em Coimbra, através da extração do seu material genético com o kit PrepFiler Express BTA™ Forensic DNA Extraction no robot AutoMate Express™ Forensic DNA Extraction System, que utiliza partículas magnéticas. Após a extração, procedeu-se à quantificação, amplificação e separação eletroforética, para obtenção de resultados da análise genética. O kit PowerPlex® Fusion 6C System devido à combinação de marcadores muito informativos, tal como o kit GlobalFiler™ PCR Amplification, é recomendado para amostras degradadas, com pouco material ou até misturas, sendo utilizados neste estudo para análise dos produtos de extração. O objetivo centrou-se na comparação dos métodos com diferentes volumes de eluição, 20μl e 50μl, avaliando os níveis de recuperação de ADN e a qualidade dos perfis obtidos. Este método mostrou-se muito útil para amostras difíceis com baixos níveis de ADN e elevada degradação, conseguindo aumentar a concentração de ADN recuperado e obter perfis com maior qualidade comparativamente ao protocolo em uso, aumentando a eficiência de análise que é importante em casos de identificação de vítimas de desastre (DVI).
In a perfect environment DNA can be extracted from any biological material, as hair, saliva, blood and even bone. A mass disaster, natural or artificial, presents adverse conditions that can lead to extensive carbonization, fragmentation, and putrefaction making it difficult to obtain a good DNA profile, and often the hard tissues, bones and teeth are the only feasible for extraction. Bones and teeth have biologically smaller amounts of DNA, so the extraction methods have to be chosen in order to recover as much genetic material as possible. Eleven bone traces samples from the National Institute of Forensic Medicine and Forensic Sciences in Coimbra were analyzed by extracting their genetic material with the PrepFiler Express BTA™ Forensic DNA Extraction kit in the AutoMate Express ™ Forensic DNA Extraction System, which uses magnetic particles. After extraction, electrophoretic quantification, amplification and separation were performed to obtain genetic analysis results. The PowerPlex® Fusion 6C System kit due to the combination of very informative markers, such as the GlobalFiler ™ PCR Amplification kit, is recommended for degraded samples, with little material or even mixtures, and is used in this study to analyze the extraction products. The objective was to compare the methods with different volumes of elution, 20μl and 50μl, evaluating the levels of DNA recovery and the quality of the profiles obtained. This method proved to be very useful for difficult samples with low levels of DNA and high degradation, being able to increase the concentration of recovered DNA and obtain profiles with higher quality compared to the protocol in use, increasing the efficiency of analysis that is important in cases of disaster victim identification (DVI).
URI: http://hdl.handle.net/10773/25439
Appears in Collections:DBio - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria João Esteves Caldeira.pdf1.57 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.