Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/25306
Title: From beasts to beauties in a blink: reaching bats'conservation through public events of science communication
Other Titles: De bestas a bestiais num bater de asas: a conservação de morcegos através de eventos públicos de comunicação de ciência
Author: Freitas, Miguel Ângelo Silva
Advisor: Matos, Milena
Ferreira, Eduardo Manuel Silva Loureiro Alves
Keywords: Chiroptera
Biodiversity conservation
Environmental education and awareness
Knowledge and attitude relationship
Defense Date: 19-Dec-2018
Abstract: Bats have an important role in the equilibrium of natural and urbanized ecosystems because of the ecological services they provide. Unfortunately, bats are associated with negative myths and beliefs that make people fear and have disgust about them. Environmental education activities are important to change this perception and contribute to the education of the public about the importance of these animals. This study had the objective of evaluate if short events of science communication could have a positive effect on the knowledge and attitudes of the participants toward bats. We also studied which factors influenced the knowledge and attitudes prior and after the formation, as well as the variables responsible for the evolution between both moments. From 2013 to 2017, were performed environmental education activities, which consisted in a theoretical introduction about bats and a field trip. After the activity, the participants were invited to respond to an online survey about the activity. We obtained data from 143 surveys that was posteriorly statistically analysed. The perceived and estimated knowledge increased, and the perceived and estimated attitudes of the participants improved after the participation in the activity. About one third of the respondents reached the maximum classification of knowledge about the ecology and diversity of bats, before the activity. However, after the activity, this percentage increased, with 90% of the participants achieving the maximum level of knowledge. A similar pattern was observed with the attitude. The percentage of participants with good attitude increased from 50% before the activity to 95% before the activity. The higher education on biological sciences (HEBS) was the variable that better explained the evolution of attitude of the participants prior and after to the activity. Knowledge, however, was better explained mainly by hybrid models combining education/profession and demography variables. These results show that short events of environment education can contribute to the increase of public knowledge and improve attitudes toward these animals that have a positive impact in the conservation of bats.
Os morcegos são animais que desempenham um papel importante para o equilíbrio dos ecossistemas naturais, mas também nas paisagens/ecossistemas humanizados através dos serviços de ecossistema que prestam. Infelizmente, são frequentemente associados a crenças e mitos pejorativos o que os torna mal vistos aos olhos da população. Neste sentido, as atividades de educação ambiental são importantes para a alteração desta perceção e o aumento do conhecimento do público sobre a importância destes animais. Este estudo teve como objetivo avaliar se eventos de comunicação de ciência de curta duração têm efeito positivo sobre o conhecimento e atitudes dos participantes em relação aos morcegos. Foram também estudados quais os fatores que influenciam o conhecimento e as atitudes antes e depois da formação, assim como os fatores responsáveis pela evolução entre os dois momentos. De 2013 a 2017, foram levadas a cabo atividades de educação ambiental que consistiam numa introdução teórica sobre os morcegos e uma saída de campo. Após a atividade, os participantes foram convidados a responder a um inquérito “online” sobre a atividade. Foi obtida informação referente a 143 inquéritos que foi posteriormente analisada estatisticamente. O conhecimento estimado e percecionado aumentou e as atitudes estimadas e percecionadas dos participantes melhoraram depois da participação na atividade. Cerca de um terço dos inquiridos atingiram a classificação máxima no nível de conhecimento sobre ecologia e diversidade de morcegos, antes da formação. Esta percentagem aumentou após a atividade, com 90% dos respondentes a atingirem a classificação máxima no conhecimento. O mesmo padrão foi observado para a atitude. A percentagem de participantes com boa atitude passou de 50% antes da atividade para 95% depois da atividade. A formação superior em ciências biológicas (HEBS) foi a variável que melhor explicou a evolução das atitudes dos participantes antes e depois da atividade. Por outro lado, as variáveis referentes ao conhecimento foram melhor explicadas principalmente por modelos híbridos envolvendo variáveis relativas à educação e demografia. Os resultados mostram que os eventos de educação ambiental de curta duração podem contribuir para o aumento do conhecimento do público e melhorar as atitudes para com estes animais, o que pode resultar em impactos positivos na conservação dos morcegos.
URI: http://hdl.handle.net/10773/25306
Appears in Collections:BIO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
documento.pdf3.3 MBAdobe PDF    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.