Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/25143
Title: Efeitos do consumo de energia, macroeconómicos e financeiros nas emissões de CO2 em países europeus
Author: Gonçalves, Susana Cristina da Silva
Advisor: Madaleno, Mara Teresa da Silva
Keywords: Curva Ambiental de Kuznets (EKC)
Emissões de CO2
Crescimento Económico
Consumo de Energia
Desenvolvimento Financeiro
Dependência Petrolífera
Aumento Populacional
Defense Date: 13-Dec-2018
Abstract: Neste trabalho estudamos a curva ambiental de Kuznets, acrescentando as variáveis explicativas: consumo de energia, consumo de energia renovável, desenvolvimento financeiro, dependência do petróleo e aumento populacional para além do crescimento económico para explicar as emissões de CO2. Este trabalho empírico é aplicado utilizando-se para o efeito dados de 20 estados membros da União Europeia para o período compreendido entre 1997 e 2015. Após aplicação do modelo em painel de vetor autorregressivo, confirmamos a existência da EKC em forma de U invertido. Através da análise conjunta dos resultados do modelo e da causalidade de Granger entre todas as variáveis para melhor explicação dos resultados e observação da capacidade de influência das variáveis em estudo, os resultados parecem indiciar que apenas o crescimento económico, o historial de emissões de CO2 (emissões do período anterior influenciam positivamente os atuais) e o consumo de energia aumentam a poluição ambiental. Já o consumo de energias renováveis e o aumento populacional parecem melhorar as condições ambientais. Segundo os testes de causalidade de Granger, apenas o crescimento económico e o consumo de energia causam as emissões de dióxido de carbono. Este estudo é importante tanto para o agente consumidor como para os que definem as políticas ambientais e energéticas pois dá um importante contributo para a literatura já existente, uma vez que todas as variáveis explicativas introduzidas no modelo se mostraram relevantes, dado que a hipótese EKC foi sempre validada à medida que se introduziram mais variáveis no modelo.
We studied the environmental Kuznets curve, adding the explanatory variables: energy consumption, renewable energy consumption, financial development, dependence on oil, and population growth, as well economic growth to explain CO2 emissions. This empirical work is applied using data from 20 member states of the European Union for the period between 1997 and 2015. After application of the panel vector autoregressive model (PVAR), we confirmed the existence of an inverted U-shaped EKC. By analyzing the PVAR results and Granger’s causality, they seem to indicate that economic growth, previous CO2 emissions and energy consumption increase environmental pollution. Consumption of renewable energies and the population growth seem to improve the environmental conditions. According to Granger's causality tests, only economic growth and energy consumption cause carbon dioxide emissions. All the explanatory variables introduced in the model were shown to be relevant, since the EKC hypothesis was always validated as more variables were introduced in the model, so this study is important to the consumer and for who defines environmental policies once it gives an important contribution to existing literature.
URI: http://hdl.handle.net/10773/25143
Appears in Collections:DEGEIT - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Documento.pdf2.96 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.