Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/24216
Title: Intervenção do enfermeiro de família na adesão ao regime terapêutico no utente com diabetes Mellitus tipo 2
Other Titles: Family nurse intervention in adhesion to the therapeutic regimen in the patient with diabetes Mellitus type 2
Author: Correia, Luciana Isabel dos Santos
Advisor: Simões, João Filipe Fernandes Lindo
Rainho, Conceição
Keywords: Enfermagem Familiar
Educação em Saúde
Adesão à Medicação
Cooperação do Paciente
Autogestão
Diabetes Mellitus (DeCS1)
Defense Date: 16-Jul-2018
Abstract: No âmbito do 3º semestre do 2º ano do Curso de Mestrado em Enfermagem de Saúde Familiar foi desenvolvido um estágio de natureza profissional na Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados Águeda V (ACeS Baixo Vouga), por se considerar ser o contexto de excelência para o exercício das competências do enfermeiro de família. Esta unidade funcional serviu de contexto à realização de um trabalho de investigação baseado na problemática da adesão ao regime terapêutico nos utentes com Diabetes Mellitus (DM) tipo 2. A natureza crónica da DM tipo 2, a necessidade vitalícia de medicamentos, a exigência de mudanças no estilo de vida, o sofrimento social, cultural e psicológico que lhe está inerente, as manifestações clínicas e as complicações associadas justificam a complexidade da gestão da mesma e aumentam o risco da não adesão. Conhecer o nível de adesão ao regime terapêutico do indivíduo é fundamental tanto para o planeamento de cuidados como para a adequação de estratégias na resolução de problemas. Assim, este relatório descreve e analisa critico-reflexivamente as competências desenvolvidas, dificuldades e estratégias para as ultrapassar, bem como, apresenta os resultados do estudo de investigação sobre a avaliação do impacto da intervenção do enfermeiro de família na adesão ao regime terapêutico dos utentes com DM tipo 2 seguidos na UCSP Águeda V. Este estudo é de natureza quantitativa com aplicação de apenas um ciclo de investigação-ação, sendo que após um diagnóstico inicial, se implementou uma intervenção psicoeducativa de modo a verificar o seu efeito no nível de adesão ao regime terapêutico. Na avaliação foi utilizada a escala de Avaliação do Autocuidado na Diabetes (AAD), a Medida Psicométrica de Adesão aos Tratamentos (MPAT) e ainda, um questionário de caracterização sociodemográfica e clínica dos participantes em estudo. A amostra foi constituída por 102 utentes com uma média de idades de 67,5 anos, maioritariamente do sexo masculino (56,9%), com o diagnóstico de DM tipo 2 entre 6 a 10 anos e predominantemente com hemoglobina glicada inferior ou igual a 7%. Os participantes mostraram maior nível médio de adesão na medicação e menor na atividade física. Após a implementação da intervenção psicoeducativa observaram-se diferenças estatisticamente significativas no nível médio de adesão em todas as atividades do autocuidado. No que se refere à proporção de indivíduos com mudança de classificação de “não aderente” para “aderente”, esta mostrou-se estatisticamente significativa apenas para a alimentação geral e em relação à medicação, nomeadamente nos aspetos relacionados com o esquecimento da toma e descuido das horas da mesma. Com a realização do estágio, e integrado no seu desenvolvimento a concretização do trabalho de investigação foram desenvolvidas as competências esperadas e alcançados os objetivos delineados previamente. Conclui-se com o estudo que a intervenção desenvolvida foi relevante para a adesão ao regime terapêutico nos utentes com DM tipo 2.
In the 3rd semester of the 2nd year of the Master in Family Health Nursing, a professional internship was developed in the Personalized Health Care Unit Agueda V (ACeS Baixo Vouga) once it is considered to be the context of excellence for a family nurse to exercise competencies. This functional unit was an appropriated context for conducting a research work based on the problem of adherence to the therapeutic regimen by patients with Diabetes Mellitus (DM) type 2. The chronic nature of DM type 2, the lifelong need for medication, the requirement for changes in the lifestyle, the social, cultural and psychological suffering inherent to it, the clinical manifestations and the associated complications justify the complexity of the treatment management and confirm the risk of non-adherence. To know the level of adherence to the therapeutic regimen by the individual is fundamental both for the planning of care and for the adaptation of strategies in problem solving. Hence, this research work describes and analyses in a criticalreflectively way the developed competencies, the difficulties felt and the strategies to overcome them, as well as, it presents the research results about the evaluation of the impact of the family nurse intervention in the adherence to the therapeutic regimen by patients with DM type 2 monitored at the Personalized Health Care Unit Agueda V. This is a quantitative study with the application of only one cycle of the research-action methodology, and after an initial diagnosis, a psychoeducative intervention was implemented in order to verify its effect on the level of adherence to the therapeutic regimen. To evaluate it was used the Self-Care Diabetes Assessment and the Psychometric Measure of Adherence to Treatment, as well as a sociodemographic and clinical characterization questionnaire of the studied participants. The sample was made up of 102 individuals being the average age of 67.5 years old, mainly males (56,9%), with DM type 2 diagnosed 6 to 10 years ago, mostly with less than or equal to 7% glycated haemoglobin. The patients showed a higher average level of medication adherence and lower physical activity. After the implementation of the psychoeducative intervention there were statistically significant differences in the average level of adherence in all self-care activities. Regarding the proportion of individuals with a change from "non-adherent" to "adherent" classification, this was statistically significant only for general nourishing and medication in aspects related to obliviousness and carelessness of the time of intake. With the attainment of the internship, and because of its development the accomplishment of the research work, the expected competencies were developed and the objectives previously outlined were achieved. We can conclude with this study that the intervention developed was relevant for the adherence to the therapeutic regimen by the patients with DM type 2.
URI: http://hdl.handle.net/10773/24216
Appears in Collections:DCM - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
documento.pdf1.69 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.