Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/23742
Title: Exogenous attention and memory for faces following contextual behavioural immune system activation
Other Titles: Atenção exógena e memória para faces após ativação contextual do sistema imuno-comportamental
Author: Magalhães, Ana Cláudia Teixeira de
Advisor: Soares, Sandra Cristina de Oliveira
Pandeirada, Josefa das Neves Simões
Keywords: Psicologia clínica
Reconhecimento facial (Psicologia)
Memória
Psicologia do comportamento
Nojo
Defense Date: 2018
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: O sistema imuno-comportamental é caraterizado por processos afetivos, cognitivos e comportamentais que trabalham de forma articulada para prevenir a ocorrência de uma infeção. Da mesma forma, tanto a atenção como a memória evoluíram para aumentar as probabilidades de sobrevivência do organismo e, por isso, devem estar associadas ao sistema imuno-comportamental. Assim, o presente estudo investigou os efeitos da atenção e da memória para faces neutras após ativação contextual do sistema imuno-comportamental. Preocupações com doenças infeciosas ou não-infeciosas foram elicitadas nos participantes através da utilização de vídeos. Depois, eles realizaram uma tarefa de atenção exógena baseada na discriminação de letras alvo com faces neutras apresentadas como distratores, seguida de uma tarefa de reconhecimento surpresa para as faces. Os resultados mostraram que os participantes na condição de doença infeciosa apresentaram melhor desempenho na tarefa atencional do que os participantes na condição de controlo. Não foi encontrada nenhuma diferença significativa entre os grupos quanto à tarefa de reconhecimento. Em geral, estes resultados sugerem que o sistema imuno-comportamental pode estar associado a um estado de hipervigilância perante pistas sociais em geral e que a sua ativação por meio deste tipo de priming pode não ser suficiente para ativar mecanismos mnésicos.
The behavioural immune system (BIS) is characterized by affective, cognitive and behavioural processes that work in an articulated way to prevent the occurrence of an infection in the first place. Likewise, both attention and memory evolved to enhance the organism’s chances of survival and should, therefore, be associated with the BIS. Thus, the present study investigated the effects of attention and memory for neutral faces after a contextual activation of the behavioural immune system. Participants were primed either with infectious disease concerns or non-infectious disease concerns, using film clips. Then, they performed an exogenous attentional task based on the discrimination of target letters with face stimuli presented as distractors, followed by a surprise recognition task for the faces. The results showed that participants in the infectious disease condition performed better in the attentional task than participants in the control condition. No significant difference between groups was found regarding the recognition task. Overall, these results suggest that the BIS might be associated with a hypervigilant state towards social cues in general and that BIS activation through this type of priming may not be sufficient to activate mnemonic mechanisms
Description: Mestrado em Psicologia da Saúde e Reabilitação Psicológica
URI: http://hdl.handle.net/10773/23742
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação.pdf829.61 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.