Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/23373
Title: Fatores comportamentais que afetam o investimento: análise empírica
Author: Silva, Daniela Dias da
Advisor: Madaleno, Mara Teresa da Silva
Keywords: Mercados financeiros
Investimentos financeiros
Comportamento
Defense Date: 2017
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: A presente dissertação explora o efeito dos fatores comportamentais nas decisões de investimento. Além da aversão ao risco, variáveis como a interação social, orientação política, capacidades cognitivas e estado de saúde afetam a probabilidade de participação no mercado de ações e/ou obrigações. Esses fatores foram analisados com a ajuda da wave 6 da base de dados SHARE. O SHARE permite recolher informação pertinente sobre aspetos demográficos, saúde física e mental, emprego, rendimento, ativos, transferências bancarias, atividades sociais e expetativas futuras detalhadas para 17 países da Europa. Várias especificações foram testadas usando modelos probit, em que a variável dicotómica dependente assume valor 1 sempre que os “respondentes financeiros” participaram no mercado de ações em 2015 e assume valor 0 no caso contrário. A aversão ao risco continua a ser o fator que mais afeta a decisão de investimento. Mas a interação social e a orientação política explicam em muito a participação no mercado de ações e/ou obrigações para os 17 países em análise. A confiança não se revelou estatisticamente significativa contrariando alguns estudos. Um estado de saúde precário aumenta a aversão ao risco e a satisfação com a vida aumenta a propensão a investir no mercado de títulos com risco. Os nossos resultados permitem retirar ilações sobre os fatores que levam os investidores a serem propensos ao investimento, não só num país como para um grupo de países com ligações comuns.
The present dissertation explores the effect of behavioral factors over investment decisions. Besides the risk aversion, variables such as social interaction, political orientation, cognitive capacities and health state affect the probability of investors to participate in the stock and/or bonds markets. These factors have been analyzed with the help of the wave 6 from the SHARE database. The SHARE database allows us to collect important data and information’s with respect to demographic aspects, physical and mental health, job, income, assets, bank transfers, social activities and detailed future expectations for 17 countries in Europe. Several specifications have been tested using probit models, where the dependent dichotomous variable assumes the value 1 whenever the “financial respondents” participate in the stock market in 2015 and assumes the value 0 otherwise. Risk aversion is still the factor which most affects the investment decision. But social interaction and political orientation explain a lot the participation in the market of stocks and/or bonds for the 17 countries under analysis. Trust has not revealed statistical significance which contradicts previous studies. A weak mental state increases risk aversion and life satisfaction increases the investment propensity in the market of risky assets. Our results allow to infer about the factors which lead investors to have higher propensity to investment, not only in one country as well as for a group of countries with common connections.
Description: Mestrado em em Economia
URI: http://hdl.handle.net/10773/23373
Appears in Collections:DEGEIT - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação.pdf2.32 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.