Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/22999
Title: A diferenciação dos percursos escolares no 10º ano de escolaridade: um estudo de caso
Author: Lopes, Sara Cristina Rodrigues Teixeira
Advisor: Gonçalves, Maria Manuela Bento
Keywords: Política educativa
Formação profissional
Orientação profissional
Ensino secundário
Preparação para a vida activa
Ensino profissional
Defense Date: 2017
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: Procedendo a um estudo de caso, o presente trabalho propõe-se analisar a diferenciação dos percursos escolares do 10º ano de escolaridade e compreender quais os fatores subjacentes à escolha do curso feita pelos alunos e suas famílias, na transição do 9º para o 10º ano de escolaridade, aludindo à diferenciação de percursos existentes e às influências várias que giram em torno destas escolhas. Para tal, analisou-se o papel de agentes socializadores como a família e a escola no processo de decisão vocacional dos jovens, mas também se procurou averiguar até que ponto as suas origens socioeconómicas e os seus percursos académicos interferem, ou não, com este processo. O quadro teórico adotado centra-se numa breve abordagem à evolução do Sistema Educativo em Portugal, com particular relevância ao ensino secundário e à unificação e diversificação das vias de ensino. Particulariza-se o ensino profissional, como inovação social e educacional, relacionando-o com os temas Escola, Família e Desigualdades sociais, à luz da problemática das escolhas e das teorias da reprodução social e cultural. A metodologia tem um caráter misto, com um método quantitativo e qualitativo, tendo sido utilizados inquéritos por questionário, entrevistas semiestruturadas e análise documental. O trabalho empírico foi realizado no Agrupamento de Escolas X, tendo como caso os alunos que frequentavam 10º de escolaridade, em 2016/2017, de onde surgiram resultados como a valorização da escola por parte das famílias, com mais expressão nos Cursos Científico-Humanísticos, as representações sociais menos positivas que ainda se fazem do ensino mais profissionalizante e a manutenção da reprodução das estruturas sociais de classe, na identificação de contextos socioeconómicos mais desfavorecidos e percursos académicos com mais fragilidades nos alunos da via profissionalizante. Foi possível verificar que o aumento da escolaridade obrigatória levou uma grande diversidade de jovens a frequentar a escola, havendo necessidade de criar percursos diferentes, mais direcionados à prática e à entrada rápida no mercado de trabalho, atendendo às exigências da sociedade em que hoje vivemos. A grande quantidade de alunos a frequentar a via do ensino profissional deve-se essencialmente à vontade que os alunos têm em obter um emprego e salário rápidos, num percurso escolar que consideram mais interessante, mais feliz e que melhor os prepara para a vida ativa.
By taking a case study, this work proposes to analyze the differentiation of school pathways in the 10th form, a year of transition in school cycles, and understand what factors underlie the choice of course made by students and their families, taking in consideration the differentiation of existing pathways and the various influences that revolve around these choices. To this end, we analyzed the role of socializing agents such as family and school, in the decision-making process of vocations among young people, but it was also our purpose to ascertain in what extent their socioeconomic origins and their academic performances interfere, or not, in this process. The theoretical framework adopted focuses on a brief approach to the evolution of the education system in Portugal, with particular relevance to secondary education and the unification and diversification of school pathways. It emphasizes the vocational education, as a social and educational innovation, linking it with school, family and social inequalities themes, regardind to choices and the theories of social and cultural reproduction. The methodology has a mixed character, with quantity and quality analysis as a method, where questionnaire surveys, semi-structured interviews and documentary analysis were used. The empirical work was carried out in Agrupamento de Escolas X, with students in the 10th form, in 2016/2017, as the case, with results like the value that families give to school, with more expression in Scientific-Humanistic Courses, the less positive social representations that vocational education still has and the maintenance of reproduction of social structures, in identifying disadvantaged socio-economic backgrounds and academic pathways with more weaknesses in students of vocational pathway. It was possible to verify that the increase in compulsory education has led to a wide range of young people attending school.Because of that, we need to create different routes, more directed to the practice and the rapid entry into the labour market, taking into account the requirements of the society in which we live in today. The large amount of students attending the vocational education is caused essentially to the will the students have to get a job and salary, to be in a school pathway which they consider more interesting, happier and better prepares them for active life.
Description: Mestrado em Educação e Formação - Administração e Políticas Educativas
URI: http://hdl.handle.net/10773/22999
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação.pdf2.99 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.