Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/22461
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorBessa, José Pedro Barbosa Gonçalves dept
dc.contributor.advisorMoreira, Alexandra de Jesus Costa Belezapt
dc.contributor.authorPinho, Sara Magalhães Basto Borges dept
dc.date.accessioned2018-03-01T14:15:52Z-
dc.date.available2018-03-01T14:15:52Z-
dc.date.issued2017-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10773/22461-
dc.descriptionMestrado em Criação Artística Contemporâneapt
dc.description.abstractA presente dissertação por projeto insere-se num contexto pós-traumático de um acidente que tive em 2014. Ao longo de sete meses de internamentos fotografei compulsivamente a nova realidade que se apresentava aos meus olhos. Proporcionando-se o reinício da minha produção artística, esta nasce com o projeto ¼ [arquivo fotográfico] baseado num processo de reatualização constante de memórias. A revisão de literatura recorre às reflexões de diversos autores, como esclarecedoras do conceito de arquivo e seus derivados, também patentes nas obras de artistas, como por exemplo, Tacita Dean e Christian Boltanski. As raízes de sustentação da própria dissertação surgem com o trabalho ¼ [painel], cuja temática incide na Autorrepresentação. A partir desta deu-se início à procura do Eu fragmentado, onde o discurso autorreferencial é tido como uma estratégia ao questionamento da própria identidade e finalmente para colmatar as perdas recorreu-se à arte como metodologia. Por outro lado, no projeto ¼ [vídeo] encontra-se o que une estes três projetos, um quarto (¼), no qual se filma uma cama que funciona como tela receptiva à sobreposição de camadas fílmicas. Entre vários artistas aqui descritos, as obras por exemplo de Pipilotti Rist e de Ana Vidigal comungam da cama como metáfora, inserida num quarto hipotético, como local de encontro, propício à criação artística.pt
dc.description.abstractThe present dissertation by project is part of the post-traumatic context of an accident, which happened to me in 2014. Throughout seven months I compulsively photographed the hospital spaces which was then a new reality to my eyes. That is how I restarted my artistic production. The fundamentals of my dissertation emerge from the work, ¼ [painel], which focuses on Self- Representation. Then began the search for a fragmented I, a process of autoanalysis, where the self-referential discourse works as a strategy to question one’s own identity. My artistic work became the way to overcome the difficulties of my life face the new reality. Finally, the ¼ [video] project unifies all the other three projects, a room or chamber (¼). This video displays a bed that works as a receptive screen for overlap film layers. Specific works from artists like Pipilotti Rist and Ana Vidigal share a bed as a metaphor, creating a meeting place for artistic production.pt
dc.language.isoporpt
dc.publisherUniversidade de Aveiropt
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectCorpo humano - Representaçãopt
dc.subjectArtes visuaispt
dc.subjectIdentidade (Psicologia)pt
dc.subject.otherAutorrepresentaçãopt
dc.subject.otherArquivopt
dc.subject.otherCorpopt
dc.subject.otherFragmentaçãopt
dc.subject.otherPulsãopt
dc.titleA autorrepresentação na procura do Eu: o arquivo como estratégia de reatualizaçãopt
dc.typemasterThesispt
thesis.degree.levelmestradopt
thesis.degree.grantorUniversidade de Aveiropt
dc.identifier.tid201941325-
Appears in Collections:DeCA - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação.pdf17.37 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.