Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/22362
Title: Ecologia de comunidades de mamíferos de médio e grande porte no estado do Tocantins, Brasil
Other Titles: Communities ecology of medium and large size mammals in the state of Tocantins, Brazil
Author: Santiago, Wagner Tadeu Vieira
Advisor: Fonseca, Carlos Manuel Martins Santos
Zanzini, António Carlos da Silva
Keywords: Ecologia animal - Tocantins (Brasil)
Mamíferos - Comunidades bióticas
Habitat
População animal - Distribuição geográfica
Defense Date: 30-Nov-2016
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: O bioma Cerrado, representado pelos vários tipos fisionômicos de vegetação que o termo encerra em seu sentido genérico, ocupa uma área de aproximadamente 90% do território do estado do Tocantins. Esse importante hotspot vem sendo progressivamente ocupado por empreendimentos de desenvolvimento, provocando a rápida modificação da paisagem. Os impactos dessa ocupação implicam em perda de habitats, com a consequente redução das espécies da fauna, particularmente das espécies de mamíferos de médio e grande porte cuja maior demanda energética implica em menores densidades, maiores áreas de vida e uma maior probabilidade de extinção. Para o bioma Cerrado do estado do Tocantins, os estudos sobre a ecologia de comunidades de mamíferos de médio e grande porte são escassos e pontuais. Diante desse contexto de desconhecimento, o objetivo deste estudo foi avaliar aspectos da ecologia das comunidades de mamíferos de médio e grande porte, como riqueza, similaridade na utilização do habitat, distância geográfica na similaridade das espécies e períodos de atividade. As informações apresentadas neste estudo, são resultados de onze anos de trabalhos de levantamento, monitoramento e resgate da fauna de mamíferos de médio e grande porte, realizados em empreendimentos de desenvolvimento estabelecidos no bioma Cerrado do estado do Tocantins. Foram registradas 47 espécies de mamíferos de médio e grande porte, representando 92,1% das espécies registradas para todo o bioma Cerrado. Quatorze espécies encontram-se relacionadas como ameaçadas de extinção. A riqueza estimada pelo estimador não paramétrico Jackknife primeira ordem foi superior à riqueza observada, em todos os tipos fisionômicos de vegetação estudados, porém a eficiência amostral foi considerada alta, com média de 74,9%. Os registros de Aotus infulatus, Leopardus braccatus, Potos flavus, Sylvilagus brasiliensis e Dasyprocta prymnolopha foram novos e ampliaram a área de distribuição dessas espécies. Os resultados obtidos para a classificação aglomerativa de Dajoz, para os índices de similaridade de Jaccard e para as análises de agrupamento e de componentes principais permitiram inferir uma distribuição diferenciada das espécies de mamíferos de médio e grande porte em relação à utilização do habitat. As espécies registradas utilizam todos os tipos fisionômicos de vegetação da área de estudo, porém com uma distribuição disjunta de espécies, em relação aos mesmos. Em 80% das análises de regressão realizadas, não foi detectada a influência da distância geográfica sobre a similaridade em espécies não permitindo, portanto, inferências sobre distribuições geográficas diferenciadas das espécies de mamíferos de médio e grande porte. As espécies de mamíferos de médio e grande porte, cujos registros fotográficos permitiram a determinação de períodos de atividade, mostraram comportamentos diurnos, predominantemente diurnos, noturnos, predominantemente noturnos e catemerais. A elevada riqueza em espécies de mamíferos de médio e grande porte, suas estreitas dependências e associações com os tipos fisionômicos de vegetação, a presença de espécies ameaçadas de extinção e a fragilidade dessa comunidade ecológica frente às alterações crescentes em seus habitats, tornam urgente a adoção de políticas públicas de criação de unidades de conservação para proteger essas e outras espécies do bioma Cerrado do estado do Tocantins.
The Cerrado biome, represented by the various vegetation types that the term ends in its generic sense, occupies an area of approximately 90% of the Tocantins state territory. This important hotspot has been progressively occupied by development enterprises, causing rapid change in the landscape. The impacts of this occupation involves habitat loss, with the consequent reduction of wildlife species, particularly species of medium and large mammals whose increased energy demand, implies lower densities, larger areas of life and a higher probability of extinction. For the Cerrado biome in the state of Tocantins, studies on the medium and large mammal ecology communities are rare and punctual. In this context of ignorance, the objective of this study was to evaluate aspects of the ecology of medium and large mammal communities, as richness, similarity in habitat use, geographical distance on the similarity in species and periods of activity. The information presented in this study are the result of eleven years of work, monitoring and survey of medium and large mammalian fauna, conducted in development projects established in the Cerrado biome in the state of Tocantins. They recorded 47 species of medium and large mammals, representing 92.1% of the species recorded for the all Cerrado biome. Fourteen species are listed as endangered. The richness estimated by nonparametric estimator Jackknife first order was higher than the observed richness in all physiognomic types of vegetation studied, but the sampling efficiency was considered high, averaging 74.9%. Records of Aotus infulatus, Leopardus braccatus, Potos flavus, Sylvilagus brasiliensis and Dasyprocta prymnolopha were new and expanded the area of distribution of these species. The results for the agglomerative classification Dajoz, to the Jaccard similarity index, the cluster and principal component analysis allowed to infer a different distribution of species of medium and large mammals in relation to habitat use. The recorded species use all vegetation types of the study area but with a disjunct distribution of species in relation to them. In 80% of the regression analyzes, the influence of geographical distance on the similarity in species was not detected, not allowing inferences about different geographical distributions of species of medium and large mammals. The species, whose photographic records allowed the determination of periods of activity, showed diurnal behavior, predominantly diurnal, nocturnal, predominantly nocturnal and catemerais. The high richness in mammalian species, narrow dependencies and associations with vegetation types, the presence of endangered species and the fragility of the ecological community front to the increasing changes in their habitat, make urgent adoption public policy creation of conservation units to protect these and other species of the Cerrado biome of the Tocantins state.
Description: Doutoramento em Biologia e Ecologia das Alterações Globais
URI: http://hdl.handle.net/10773/22362
Appears in Collections:DBio - Teses de doutoramento
UA - Teses de doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_Wagner_Santiago_aprovada_29112016.pdf4.07 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.