Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/21330
Title: A participação infantil: uma abordagem emancipatória no ambiente escolar
Author: Sousa, Cristiane de
Advisor: Madeira, Rosa Lúcia de Almeida Leite Castro
Keywords: Ciências da educação
Direitos das crianças
Desenvolvimento das crianças
Participação dos alunos
Ensino básico 1º ciclo
Educação para a cidadania
Defense Date: 2016
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: Ao abrigo de uma metodologia que permitisse a participação das crianças como protagonistas de ações que contemplassem, de forma especial, o respeito pela escuta das suas vozes, opiniões e ações relacionadas com as suas vivências de modo geral, focalizando com maior ênfase a convivência no ambiente escolar, deu-se o norteamento deste trabalho. Desta forma, foi utlizada a metodologia chamada investigação-ação-participativa com um grupo de 12 crianças do 4º ano de escolaridade, com idades compreendidas entre 9 e 12 anos, oriundas de uma escola pública brasileira localizada no Estado Ceará. De acordo com os atuais estudos focalizados na infância, tendo como base os seus direitos assegurados pela Convenção dos Direitos da Criança, percebe-se, entretanto, que de entre as três bases de substâncias dos seus direitos (proteção, provisão e participação), a que menos se observou progresso foi a de participação na escola no âmbito político e social. Apesar de muitos autores defenderem que a escola se trata de um espaço privilegiado para contemplar aspetos de sociabilidade fundamentados no exercício de cidadania e participação, percebe-se, entretanto, que a realidade atual da mesma, ainda se mostra cada vez mais comprometida com regimentos sistémicos imposicionados por organismos determinantes, acentuando o interesse em dados estatísticos proveniente dos exaustivos exames escolares externos. Mediante esta realidade, este trabalho buscou contribuir para a produção do conhecimento relacionado com a promoção da participação infantil em contexto escolar, valorizando as crianças como atores sociais de plenos direitos, destacando o seu exercício de cidadania. Buscou-se utilizar instrumentos de investigação privilegiados por grupos de discussão (técnicas de caráter oral), fotografias, desenhos (técnicas de caráter visual) e registros escritos e diários de bordo (técnicas escritas). Um dos focos positivos deste trabalho sobressaiu-se no fato de que as crianças tencionam restaurar a horticultura da escola em comunhão com as demais crianças desta mesma instituição de ensino. Contudo, o trabalho “A participação infantil: uma abordagem emancipatória em contexto escolar” afigurouse num propósito emancipatório das vozes das crianças, aspirou à criação de laços e parcerias, o respeito sobre a opinião do outro, a ajuda na conscientização dos seus direitos, no desenvolvimento de senso crítico e na união de ideias em prol de uma comunidade escolar mais agradável e significativa para o bem coletivo.
Under a methodology that allowed the participation of children as protagonists of actions that contemplated, in a special way, the respect for the listening of their voices, opinions and actions related to their experiences in general, focusing with greater emphasis the coexistence in the environment School, the focus of this work was given. In this way, the methodology called participatory action-research was used with a group of 12 children from the 4th year of schooling, aged between 9 and 12 years old, coming from a Brazilian public school located in the State of Ceará. According to the current studies focused on children, based on their rights under the Children’s Rights Convention, it is understood, however, that among the three substance bases of their rights (protection, provision and participation), the less progress was observed in school participation in the political and social sphere. Although many authors defend that the school is a privileged space to contemplate aspects of sociability based on the exercise of citizenship and participation, however, it is perceived that the current reality of the same is still increasingly compromised with systemic regiments Imposed by determining organisms, accentuating the interest in statistical data from exhaustive external school examinations. Through this reality, this work aims to contribute to the production of knowledge related to the promotion of children's participation in a school context, valuing children as full social actors, highlighting their exercise of citizenship. We tried to use research tools privileged by discussion groups (oral techniques), photographs, drawings (techniques of visual characteristics) and written records and logbooks (written techniques). One of the positive focuses of this work was the fact that the children intend to restore the horticulture of the school in communion with the other children of this same educational institution. However, the work "Child participation: an emancipatory approach in a school context" appeared in an emancipatory purpose of children's voices, aspired to the creation of bonds and partnerships, respect for the opinion of the other, help in the awareness of their rights, in the development of critical sense and the union of ideas in favor of a more pleasant and significant school community for the collective good.
Description: Mestrado em Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10773/21330
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação.pdf8.88 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.