Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/21295
Title: Literacia financeira em jovens do ensino secundário
Author: Barros, Ana Patrícia Marinho
Advisor: Vieira, Elisabete
Keywords: Literacia financeira
Estudantes
Ensino secundário
Finanças
Defense Date: 10-Jul-2017
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: Este trabalho tem como principal objetivo determinar o nível de literacia financeira dos estudantes do Ensino Secundário, bem como identificar os fatores que o influenciam, nomeadamente género, ano de escolaridade, curso frequentado, rendimento familiar, educação dos pais, ambição escolar, ambição profissional, ambição remuneratória, fonte de conhecimentos financeiros, formação específica, titularidade de conta bancária, utilização de cartão de débito e experiência profissional. O nível de literacia financeira foi igualmente analisado de acordo com quatro categorias: Poupança e Investimento, Rendimento, Gastos e Endividamento e Gestão de Dinheiro. Para tal, foi levado a cabo um questionário junto de estudantes de uma escola do Ensino Secundário, de Aveiro, tendo sido obtidos 410 questionários válidos. O nível de conhecimentos financeiros geral obtido é médio, mas próximo de baixo. Os resultados evidenciaram uma relação significativa entre o nível de literacia financeira global e alguns fatores, concluindo-se que alunos do curso mais próximo da área financeira, cujos pais têm maior grau de ensino, que têm planos escolares, profissionais ou remuneratórios mais elevados e com maior experiência em lidar com produtos financeiros (contas bancárias), têm maior nível de literacia. Contrariamente, alunos com formação específica na área e com experiência profissional têm piores resultados que os restantes. A fonte de conhecimentos associada ao melhor desempenho é a comunicação social. Verificou-se ainda uma relação linear positiva e significativa entre o nível de literacia financeira global e a fonte de conhecimentos (comunicação social), alta ambição profissional, ambição remuneratória, ausência de experiência profissional e curso na área das Ciências e Tecnologias. Por outro lado, a relação é negativa no que respeita à baixa ambição escolar, não detenção de conta bancária, baixa ambição profissional e experiência profissional a tempo inteiro. Considerando as diferentes categorias, aquela que obteve melhores resultados no nível de literacia foi a de Poupança e Investimento, seguida de Rendimento, Gastos e Endividamento, e, por último, Gestão de Dinheiro. Este trabalho representa um contributo nesta área, perante a escassez de estudos realizados sobre a população jovem em Portugal, relativos aos conhecimentos financeiros.
The main objectives of this study are determining the level of financial literacy of High School students and its influence factors, namely gender, high school grade, course of study, family income, parents education, educational plans, professional plans, income expectation, source of financial knowledge, previous financial education, bank account ownership, debit card use and professional experience. The level of financial literacy was also analyzed in four sections: Savings and Investment, Income, Spending and Debt, and Money Management. 410 valid questionnaires were collected from a High School of Aveiro city. The general financial literacy level is medium, but close to low. There is a significant relationship between the general financial literacy level and some factors, concluding that students in a course of study more linked to finance, whose parents have higher level of education, with more ambicious educational, professional and income plans and with more experience managing financial products (bank accounts) show higher financial literacy level. On the other hand, students with previous financial education and professional experience show lower financial literacy level. The source of financial knowledge linked with higher performance is the mass media. There is also a linear and positive significant relationship between the general financial literacy level and the source of financial knowledge (mass media), higher professional plans and income expectation, no professional experience and course of study in Sciences and Technologies. On the other hand, the relationship is negative with lower educational plans, no bank account ownership, lower professional plans and full-time professional experience. The section with better results is Savings and Investment, followed by Income, Spending and Debt, and, lastly, Money Management. This paper represents a contribution to this field, in the face of the few studies targeting young people in Portugal, regarding financial knowledge.
Description: Mestrado em Contabilidade - Auditoria
URI: http://hdl.handle.net/10773/21295
Appears in Collections:ISCA-UA - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_versao_final.pdf2.18 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.