Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/21178
Title: Solidão, qualidade de vida e satisfação com a vida nos idosos: uma abordagem de marketing de serviços em IPSS
Author: Almeida, Mafalda Simões
Advisor: Szczygiel, Nina Katarzyna
Keywords: Gestão
Pessoas idosas
Solidão
Qualidade de vida
Gerontologia
Serviços sociais - Marketing
Lares de idosos - Marketing
Defense Date: 2016
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: O envelhecimento da população como consequência das reduzidas taxas de natalidade e mortalidade, do aumento da esperança média de vida, das melhorias das condições de vida e de saúde, suscitam a importância de repensar as respostas sociais e os serviços para a população mais envelhecida, readaptando-os a esta nova, complexa realidade. Ressalvando a relevância de trabalhar em prol desta faixa etária, a solidão, a qualidade de vida e a satisfação com a vida são aspetos de grande interesse para serem abordados e explorados nos idosos. No presente trabalho estudou-se a população idosa a viver em contexto institucional e na comunidade, analisou-se a solidão, a qualidade de vida e a satisfação com a vida percecionadas. Procurou-se testar se o contexto residencial tem implicações no sentimento/estado de solidão, na qualidade de vida e na satisfação com a vida percebidas, e explicar como a solidão contribui para o fenómeno da satisfação com a vida e para o fenómeno da qualidade de vida nos seus diferentes domínios. Participaram no estudo 206 sujeitos (idade ≥ 65 anos), dos quais 103 residiam em estrutura residencial para idosos e 103 na comunidade dos municípios de Aveiro e Ílhavo. A qualidade de vida foi avaliada através da escala WHOQOL-bref, a satisfação com a vida através da escala SWLS e a solidão através da escala UCLA. Os resultados demonstram diferenças estatisticamente significativas entre os grupos no que respeita à solidão nos seus domínios geral e isolamento social, e nos domínios físico, psicológico, das relações sociais, ambiental e geral da qualidade de vida, mas não na satisfação com a vida e no domínio das afinidades da solidão. A regressão linear demonstra ser uma abordagem correta para modelar a relação entre a solidão e os domínios físico, psicológico e ambiental da qualidade de vida e a relação entre a solidão e a satisfação com a vida. Este estudo contribui para uma melhor compreensão da importância que as pessoas dão ao contexto em que vivem. À luz dos resultados, demografia atual e desafios económicos e sociais apresenta-se uma abordagem de marketing em serviços de cuidado para a resposta social de estrutura residencial para pessoas idosas, alertando para uma prestação de cuidados de qualidade focada no utente, com uma mensagem clara e transparente através dum relacionamento contínuo entre as partes interessadas.
The population aging as a consequence of low birth rates and mortality, increasing life expectancy, improvements in health and living conditions bring pressure to rethink social solutions and services for the aging population, readapting them to this new complex reality. With a clear necessity of working toward this age group, loneliness, quality of life and satisfaction with life are highly relevant aspects that should be addressed and explored in the elderly. The present work studied the elder population living both, in the institutional setting and in the community, and examined its perceived loneliness, quality of life and satisfaction with life. It was aimed to verify whether the dwelling context is important as a factor shaping the feeling of loneliness, quality of life and satisfaction with life and to explain how loneliness contributes to the phenomenon of satisfaction with life and to the phenomenon of quality of life in its different domains. In total, 206 subjects (age≥65 years) participated in the study, of which 103 lived in the nursing home and other 103 in the community in the municipalities of Aveiro and Ílhavo. Quality of life was evaluated by the WHOQOL-bref, satisfaction with life by the SWLS and loneliness by the UCLA instrument. The results demonstrate statistically significant differences between groups in respect to loneliness in its general and social isolation domains, and in physical, psychological, social relations, environmental and general domains of quality of life, but not in satisfaction with life and the affinities domain of loneliness. Linear regression appears to be the right approach to model the relation between loneliness and physical, psychological and environmental domains of quality of life, and the relation between loneliness and satisfaction with life. The study contributes for a better understanding of importance people give to the context in which they live. In light of the results and current demographic, and economic and social challenges, it presents an approach to marketing in residential care services, calling for a user-focused, quality care provision with a clear and transparent message through a continuous relation with the stakeholders.
Description: Mestrado em Gestão
URI: http://hdl.handle.net/10773/21178
Appears in Collections:DEGEI - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação.pdf1.16 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.