Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/18722
Title: O empreendedorismo como determinante empírico da felicidade
Author: Gaspar, Nuno Manuel Pestana de Vasconcelos Dias
Advisor: Pereira, Elisabeth
Keywords: Criação de emprego
Economia
Satisfação profissional
Empreendedorismo
Defense Date: 2015
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: O empreendedorismo é um conceito que tem verificado uma preponderância crescente no contexto económico, e que se afigura muito relevante na definição de políticas económicas, particularmente para as economias que privilegiam o papel da inovação para o seu desenvolvimento. Ao longo deste trabalho de investigação, o empreendedorismo é abordado na sua relação e contribuição para o bem-estar, com especial enfoque na tese defendida no relatório realizado pelo Global Entrepreneurship Monitor (2013) que refere que os empreendedores demonstram, em média, níveis de bem-estar mais elevados do que os dos agentes que funcionam na qualidade de trabalhadores por conta de outrem. Com este propósito subjacente como objetivo de investigação do presente trabalho, elegeu-se como tópicos a desenvolver o empreendedorismo e o bem-estar/felicidade, procurando sempre ponderar e avaliar o tipo de relação que se estabelece entre estes dois conceitos e a contribuição das variáveis do empreendedorismo como determinantes explicativas da felicidade. Face a este desafio, recorreu-se aos modelos econométricos logístico ordenado probit e o logístico ordenado generalizado para estudar e analisar esta relação. Os resultados gerais obtidos pelo estudo empírico desenvolvido, permitiram concluir que os empreendedores são aqueles que detêm maior probabilidade de serem felizes em comparação com os trabalhadores por conta de outrem
Entrepreneurship is a concept that has experienced a growing preponderance in the economic context and it is therefore very relevant in the definition of economic policies, particularly for the economies that emphasize the role of innovation for their development. Throughout this research work, entrepreneurship is addressed in its relationship and contribution with the wellbeing with special focus on the view taken in the report by the Global Entrepreneurship Monitor (2013) which states that entrepreneurs show, on average, higher levels of well-being than the agents who work as laborers for others. Underlying this conclusion as the goal of this research, we elected to study the topics of entrepreneurship and well-being/happiness and always trying to weigh and measure the type of relationship established between those two concepts and the contribution of the entrepreneurship variables as explanatory determinants of happiness. Faced with this challenge, we used the logistic econometric models ordered probit and the generalized ordered logistic to study and analyze this relationship. The results generated by the empirical study, showed that entrepreneurs are those who hold more likelihood to be happy when compared with those individuals that work for others.
Description: Mestrado em Economia
URI: http://hdl.handle.net/10773/18722
Appears in Collections:DEGEIT - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
O empreendedorismo como determinante empírico da felicidade - Nuno Gaspar.pdf1.36 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.