Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/18504
Title: Utilização da assinatura de ácidos gordos do músculo adutor de ameijoas (Ruditapes spp.) para rastrear a sua origem geográfica
Other Titles: Using fatty acid signatures of the adductor muscle of clams (Ruditapes spp.) to trace their geographic origin
Author: Gonçalves, Diana Sofia Nunes
Advisor: Calado, Jorge
Domingues, Maria do Rosário
Keywords: Bivalves - Distribuição geográfica
Lípidos
Ecossistemas marinhos - Portugal
Ecologia
Defense Date: 2016
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: O presente estudo investiga o potencial da utilização da assinatura de ácidos gordos do músculo adutor de bivalves para rastrear geograficamente os seus locais de produção. Para tal, foi determinada a assinatura de ácidos gordos do músculo adutor de ameijoas (Ruditapes phillipinarum e Ruditapes decussatus) provenientes de diversos ecossistemas marinhos ao longo da costa continental portuguesa. Em três destes ecossistemas foram selecionados dois locais, um a jusante e outro a montante. Estas zonas de produção/colheita de bivalves amostradas apresentavam diferentes classificações de acordo com o conteúdo de Escherichia coli presente nos mesmos. A assinatura de ácidos gordos do músculo adutor permitiu distinguir locais e ecossistemas de produção, mesmo quando estes apresentavam uma classificação idêntica referente à prevalência de E. coli. O perfil de ácidos gordos pode assim ser utilizado com sucesso para discriminar espécimes provenientes de diferentes ecossistemas e diferentes localizações num mesmo ecossistema, reforçando o potencial desta técnica para a rastreabilidade de bivalves.
The present study evaluated the potential use of fatty acid signatures from the adductor muscle of bivalves to trace their geographic origin. We determined the fatty acid profile of the adductor muscle of clams (Ruditapes phillipinarum and Ruditapes decussatus) collected from different ecosystems along the Portuguese coast. Selected ecosystems display different classifications concerning the production/harvest of bivalves according to the levels of Escherichia coli that these organisms present. Indeed, even when sampling areas displaying identical classifications for bivalve production/harvest, the fatty acid profile of the adductor muscle of clams allowed us to reliably assign the ecosystem of origin to the specimens being surveyed. The fatty acid signatures of the adductor muscle can be successfully employed to discriminate specimens from different sites and ecosystems reinforcing the potential of this method for bivalves traceability.
Description: Mestrado em Ecologia Aplicada
URI: http://hdl.handle.net/10773/18504
Appears in Collections:DBio - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_DianaGonçalves.pdf2.7 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.