Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/17694
Title: Estratégias de ensino de vibrato na formação em flauta transversal em Portugal
Author: Carvalho, Mafalda Barradas
Advisor: Correia, Jorge Salgado
Keywords: Ensino de música
Interpretação musical
Flauta transversal - Ensino
Defense Date: 2016
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: Na preparação e execução de uma dada obra musical, o vibrato constitui um dos aspetos importantes a ter em conta pelo flautista. Contudo, o ensino e aperfeiçoamento desta componente técnica encontra-se por vezes ausente da sua formação básica e secundária, criando-lhe dificuldades no domínio e posterior aplicação do vibrato como elemento expressivo. O objetivo principal deste projeto educativo foi o de explorar estratégias para o ensino do vibrato em Portugal. Começou-se por realizar entrevistas semi-estruturadas a oito professores de flauta transversal de Conservatórios Oficiais de Música, para assim compreender como é ensinado o vibrato em Portugal. A segunda parte deste trabalho, relativa à Prática de Ensino Supervisionada, expõe a matriz da disciplina de flauta transversal desenvolvida para a Escola de Artes da Bairrada, seus elementos de avaliação, planificação e relatórios das aulas dadas e assistidas. Por fim é realizada uma avaliação e são apresentadas as atividades desenvolvidas ao longo do ano letivo de 2015/2016. Como resultado das entrevistas realizadas, é possível aferir que há dois consensos: o de que o vibrato deve ser usado pontualmente e não constantemente; e o de que o ensino do vibrato depende da evolução do aluno e do desenvolvimento da sua sonoridade, e não do grau específico em que se encontra da sua formação. No entanto, não existe uma unanimidade entre os entrevistados das estratégias a usar para a produção do vibrato. Verificou-se que metade dos participantes aprendeu vibrato por imitação e que todos os participantes acabam por pensar em vibrato em contextos diferentes, embora a maioria não trabalhe o vibrato em exercícios isoladamente mas sim em contexto de exercícios expressivos. Em relação à pedagogia do vibrato, a maioria dos professores ensina o vibrato sem ritmo, inserindo-o num contexto expressivo. Em relação à produção do vibrato 50% dos participantes afirma que o vibrato é produzido pelo diafragma, enquanto que 25% afirma que é pela garganta e os restantes dizem que é pela junção dos dois. Os resultados foram comparados com os resultados de outro estudo semelhante realizado na Turquia e nos EUA.
In the preparation and performance of a musical work, the vibrato constitutes an important aspect to be considered by flute players. Nonetheless, the teaching of this technical component is sometimes missing before college, creating difficulties in its mastering and subsequent application as an expressive element. The aim of this educative project was to develop strategies for the teaching of vibrato in Portugal. Firstly, were carried out semi-structured interviews to eight flute professors in official conservatories of music to analyze how vibrato is taught in Portugal. Secondly, relative to the Supervised Practical Music Teaching, it is presented the syllabus developed for the flute discipline of Escola de Artes da Bairrada, which includes the elements of evaluation, course calendar and the report of lectures given and assisted. Finally, it is presented an assessment of all activities conducted during the academic term 2015/2016. The results show that all the interviewers use the vibrato depending on the context and teach the vibrato technique depending on the students’ progress and their sonority development, rather than the specific school grade which the students are enrolled in. It was observed that half of the interviewers have been taught the vibrato technique by imitation, although they have learned not from specific exercises, but while studying melody studies. In turn, the majority of the professors interviewed teach the vibrato within an expressive context and not isolated with rhythmic exercises. However, the interviewers do not agree on the techniques to produce the vibrato, since 50% claim that the vibrato is produced using the diaphragm, 25% using the throat while the remaining claim that is produced from the combination of both. These results were then compared with the results of another study which took place both in Turkey and USA.
Description: Mestrado em Ensino de Música
URI: http://hdl.handle.net/10773/17694
Appears in Collections:DeCA - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado



FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.