Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/17356
Title: A disposição das mesas na sala de aula e as interações entre as crianças: um estudo de caso no 1º Ciclo
Author: Sousa, Evangelina Marilia Pereira de
Advisor: Ferreira, Aida Maria de Figueiredo
Keywords: Comunicação na aula
Relações interpessoais - Crianças
Educação das crianças
Organização do espaço - Mobiliário
Sala de aula
Estratégias de aprendizagem
Defense Date: 2016
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: O presente Relatório de Estágio foi concretizado no âmbito da Unidade Curricular Prática Pedagógica Supervisionada, do Mestrado em Educação Pré-Escolar e Ensino no 1º Ciclo do Ensino Básico. A temática em estudo tem como quadro conceptual a Sociologia da Infância, que caracteriza a evolução da afirmação da identidade da criança enquanto ser social. A criança, até então, vista como um ser passivo e sem capacidade para produzir a sua própria cultura, passa a ter um lugar na sociedade, onde participa ativamente, produzindo a sua própria cultura. A interação entre crianças apresenta-se com destacada relevância, pois é no seio do grupo de pares que estas constroem, também, a sua própria identidade e se tornam autónomas, através da partilha de conhecimentos, de práticas e de sentimentos, que constituem formas particulares de ver e agir sobre o mundo. A escola surge como um meio favorável à interação entre as crianças, no entanto, e no que diz respeito à sala de aula, a forma como as mesas estão dispostas pode influenciar a forma como as crianças comunicam e interagem. Assim, com o estudo apresentado neste relatório pretende-se compreender se a disposição das mesas na sala de aula promove diferentes interações entre as crianças. O estudo foi realizado em II fases distintas, mas que se complementam. Na fase I foi realizado um treino de observação, em um jardim-de-infância, com o objetivo de desenvolver competências de observação. Numa II fase, realizou-se o estudo propriamente dito, tendo como objeto a observação das interações criança-criança. Para esse efeito, realizou-se um estudo de caso, com quatro participantes - dois do sexo feminino e dois do sexo masculino -, pertencentes a uma sala de uma escola do 1º Ciclo do Ensino Básico. No que diz respeito à técnica de recolha de dados, optou-se pela observação do tipo naturalista, direta e não participante. Na sua análise foram pré-definidas quatro categorias: “Disposição das mesas”, “Tipos de Interação”, “Tarefas” e” Organização do Grupo”. Relativamente à categoria “Tipos de Interação” foram inicialmente consideradas três subcategorias: “Cooperação”, “Competição” e “Conflito”. Contudo, ao longo da análise surgiram mais duas subcategorias – Informação e Outros. Os resultados obtidos mostram que a forma como as mesas estão dispostas na sala de aula não é a categoria que promove mais e diferentes interações. As categorias “Tarefa” e a “Organização do Grupo” apresentaram uma maior influência na promoção de interações, existindo, contudo, disposições de mesas na sala de aula que facilitam a interação entre as crianças, dado que promovem a mobilidade das crianças na sala de aula.
This internship report describes a study developed in the context of the Supervised Pedagogical Practice under the Master's Degree in Pre-school Education and First Cycle of Basic Education. The theme under study has as a conceptual framework the Sociology of Childhood which characterizes the evolution of the affirmation of the identity of the child as a social being. The child, until then, seen as a passive being and without the capacity to produce his own culture, has a place in society, where participates actively, producing his own culture. The interaction between children presents with outstanding relevance because in the group of pairs they construct their own identity and become autonomous, through the sharing of knowledge, practices and feelings, which are particular ways of seeing and acting about the world. The school emerges as a medium conducive to interaction among children, however, and as far as the classroom is concerned, the way the tables are arranged can influence how children communicate and interact. Thus, with the study present in this report, we intend to understand if the arrangement of the tables in the classroom promotes different interactions among the children. The study consisted in two distinct phases but interconnected. In phase I, an observation training was carried out in a kindergarten with the objective of developing observation skills. In phase II, the study was carried out, with the object of observing child-child interactions. For that purpose, a case study was carried out, with four participants - two females and two males -, belonging to a room of a school of the 1st Cycle of Basic Education. Regarding the technique of data collection, we opted for the observation of the naturalistic type, direct and non-participant. In its analysis, four categories were predefined: "Tables layout", "Types of interaction", "Tasks" and "Group organization". Regarding the "Types of interaction" category, three subcategories were initially considered: "Cooperation", "Competition" and "Conflict". However, during the analysis two other subcategories appeared - Information and Others. The results show that the way the tables are arranged in the classroom is not the category that promotes more and different interactions. The "Task" and "Group Organization" categories have had a greater influence on the promotion of interactions, but there are table settings in the classroom that facilitate interaction among children, as they promote the mobility of children in the classroom
Description: Mestrado em Educação Pré-Escolar e Ensino no 1º Ciclo do Ensino Básico
URI: http://hdl.handle.net/10773/17356
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Relatório de Estágio- Evangelina Sousa.pdf1.16 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.