Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/17085
Title: Estudo da fotodegradação de diclofenac e citalopram
Author: Santos, Telma Alexandra Neves dos
Advisor: Esteves, Valdemar Inocêncio
Simões, Mário
Calisto, Vânia Maria Amaro
Keywords: Química analítica
Medicamentos
Porfirinas
Fotodegradação
Defense Date: 2015
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: Na última década, os fármacos têm sido apontados como importantes poluentes ambientais. Estes são compostos biologicamente ativos, podendo ser persistentes e portanto reconhecidos como uma ameaça contínua para o ambiente. Os compostos originais e/ou os respetivos metabolitos estão constantemente a ser depositados no ambiente, sendo a excreção pelo ser humano (urina e fezes) a principal forma de entrada, uma vez que as Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETARs) não são, na generalidade, eficazes na sua eliminação. A fotodegradação é uma das principais vias de degradação abiótica de contaminantes nas águas naturais. Neste trabalho, irão ser abordados dois fármacos de classes diferentes, o diclofenac (anti-inflamatório) e o citalopram (antidepressivo). Estes fármacos foram submetidos a fotodegradação direta, através de radiação solar simulada, por forma a estudar a sua persistência no ambiente. Este estudo demonstrou que a velocidade de degradação do diclofenac é maior comparativamente com a velocidade de degradação do citalopram, sendo o tempo de meia vida de 0,057 SSD e 17 SSD, respetivamente. Adicionalmente aos estudos de fotodegradação direta, para o citalopram foi também efetuado o estudo do efeito do oxigénio dissolvido em solução aquosa. Estes estudos foram seguidos pela técnica de cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC) e alguns produtos de fotodegradação foram identificados por espetrometria de massa (MS). Para este fármaco foi também efetuado o estudo com a porfirina H2TDMImP como fotossensibilizador por forma a avaliar o seu efeito na velocidade de degradação do citalopram, tendo esta aumentado em cerca de 6 vezes na presença de H2TDMImP.
During the last decade, pharmaceuticals have been identified as severe environmental pollutants. These are biologically active substances that can be persistent and are recognized as a continuous threat to the environment. The original substances and/or their metabolites are constantly thrown into the environment, being human excretions (urine and faeces) the main form of insertion, since Waste Water Treatment Plants (WWTP's) are, in general, not efficient in their elimination. Photodegradation is one of the main processes of abiotic degradation of contaminants in mineral water. This work will approach two pharmaceuticals of different classes: diclofenac (anti-inflammatory) and citalopram (antidepressive). These pharmaceuticals were subjected to direct photodegradation, through simulated solar irradiation, in order to assess their persistence in the environment. It was verified that the degradation rate of diclofenac is higher than that of citalopram, being their half lifetime of about 0.057 SSD and 17 SSD, respectively. Besides these direct photodegradation experiments with both pharmaceuticals, the effect of dissolved oxygen in the aqueous solution was also studied with citalopram. These tests were followed by High-Performance Liquid Chromatography (HPLC), and some of the products of photodegradation were identified by mass spectrometry (MS). Moreover, an experiment with the H2TDMImP porphyrin as a photosensitizer was also performed, in order to assess its effect on the degradation rate of citalopram, which increased over 6 times in the presence of the H2TDMImP.
Description: Mestrado em Química - Química Analítica e Qualidade
URI: http://hdl.handle.net/10773/17085
Appears in Collections:DQ - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Estudo da fotodegradação de diclofenac e citalopram.pdf2.23 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.