Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/16819
Title: Referencias de competências: uma proposta para avaliar a adequabilidade da formação superior em saúde ao mercado de trabalho
Author: Mendonça, Maria Constança de Castro Duarte de Barbosa
Advisor: Huet, Isabel
Alves, Mariana Teresa Gaio
Keywords: Administração do ensino
Mercado de trabalho
Ensino superior
Empregabilidade
Desenvolvimento das competências
Avaliação da educação
Qualidade da educação
Defense Date: 2016
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: Num contexto de crise económica como aquele que temos vivido nos últimos anos, as dificuldades crescentes de inserção profissional dos jovens diplomados têm vindo a contribuir para a ideia generalizada da existência de desajustamentos entre a preparação proporcionada pelo Ensino Superior (ES) e as necessidades do mercado de trabalho, trazendo para a agenda das Instituições de Ensino Superior (IES) uma preocupação acrescida com qualidade do ensino e com a empregabilidade dos cursos. Entende-se hoje que, numa ação partilhada com os próprios estudantes, empregadores e políticas públicas, compete às IES formar cidadãos altamente qualificados e ativos, detentores de um conjunto relevante de competências específicas e transversais capazes de dar resposta às necessidades do mercado de trabalho, potenciando assim o emprego, o crescimento económico, o desenvolvimento da sociedade e o reforço da competitividade entre as nações. Para cumprirem esta sua nova também missão é, contudo, imperativo que as IES adotem procedimentos de monitorização regular da adequabilidade das formações que ministram às necessidades do mercado de trabalho, num processo orientado para a melhoria da sua qualidade. Esta investigação tem por objetivo conceptualizar referenciais de competências que permitam sustentar a criação de instrumentos de avaliação capazes de monitorizar a adequabilidade da formação ministrada nas licenciaturas da área da saúde da Universidade de Aveiro (UA) às necessidades dos respetivos desempenhos profissionais. Situa-se no domínio das articulações entre educação e trabalho, considerando a formação ministrada no ensino superior, o desenvolvimento de competências pelos alunos e o seu maior ou menor ajustamento às competências identificadas como adequadas a um competente exercício profissional. O estudo empírico envolveu duas grandes fases. A primeira implicou a criação e a validação de referenciais de competências específicas e genéricas essenciais ao adequado desempenho profissional dos diplomados dos cinco cursos da Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro (ESSUA). Este procedimento envolveu um rigoroso trabalho teórico e a participação de empregadores, docentes e diplomados da Escola, num total de 101 participantes. A segunda fase compreendeu a construção dos instrumentos de avaliação, largamente sustentados no referencial de terapia da fala e a sua aplicação a diplomados e empregadores deste curso. A esta visão somou-se a dos docentes desta licenciatura ouvidos na primeira fase, num total de 80 participantes, tendo-se concluído que a formação proporcionada pela Escola dá um contributo muito significativo para o desenvolvimento das competências essenciais a um desempenho profissional competente. Conclui-se também que a formação está adequada às necessidades práticas dos terapeutas da fala, mas não está isenta de fragilidades, bem como que há interesse e vontade entre os docentes, diplomados e empregadores deste curso da ESSUA de trabalharem em conjunto, no sentido de articular regularmente a formação ministrada às necessidades que se vão identificando. Globalmente, esta investigação evidencia o facto de a adequabilidade entre formação superior e mercado de trabalho não poder ser estabelecida de forma direta e unívoca, sendo influenciada por múltiplos fatores e por mudanças diversas ao longo do tempo, entre os quais se destacam a evolução das profissões, os contextos e condições de trabalho, as caraterísticas da formação e até as aspirações, expetativas e projetos dos indivíduos.
Within a context of economic crisis such as the one we have been living in the last few years, the growing difficulties of the integration of young graduates into employment has been contributing to the generalised idea that there is a mismatch between the preparation provided by Higher Education (HE) and the requirements of the job market, thus bringing into the Higher Education Institutions’ (HEI) agenda a greater concern with the quality of teaching and the employability of degrees. Nowadays, it is understood that in an action shared between the students themselves, employers, and public policies, it is up to the HEI to train highly qualified and active citizens to hold a relevant set of specific and transversal competences suitable for the needs of the job market, therefore maximizing employment, economic growth, the development of society, and the strengthening of the competitiveness amongst nations. However, to fulfill what is also their mission, it is imperative that the HEI implement monitoring procedures which regularly evaluate the adequacy of the trainings they provide regarding the needs of the job market, in an oriented process aiming to improve their quality. The aim of this investigation is to conceptualize a competence framework which allows the support of the creation of evaluation tools able to monitor the adequacy of training that the institution supplies in Bachelor’s Degrees in the health field at the University of Aveiro (UA) when compared to the needs of the respective professional performances. It is positioned in the field of articulations between education and work, considering the training provided in higher education, the students’ development of skills, and their degree of adjustment to the skills identified as adequate in a competent professional practice. The empirical study had two major phases. The first one involved the creation and validation of frameworks of specific and generic competences essential to the adequate professional performance of graduates from the five degrees in the Health School of the University of Aveiro (ESSUA). This procedure involved a thorough theoretical work and the participation of employers, school staff, and graduates from the School, adding up to a total of 101 participants. The second phase comprised the construction of evaluation tools, widely sustained by the speech therapy competence framework and its usage in graduates and employers of this degree. To this vision it was added those of the degree’s staff heard in the first phase, in a total of 80 participants, and it was concluded that the training provided by the School significantly contributes to the development of essential competences to the practical needs of speech therapists. However, this training has its weaknesses, and there is also an interest and will amongst staff, graduates, and employers of this degree at ESSUA to work together and try to regularly articulate the training provided and the identified needs. Overall, this investigation demonstrates that the adequacy between higher education training and the job market cannot be established in a direct and unequivocal way as it is influenced by a wide range of factors and diverse changes throughout time, some of which being the evolution of jobs, the work context and conditions, the training characteristics, and individual aspirations, expectations, and projects.
Description: Doutoramento em Educação - Administração e Políticas Educacionais
URI: http://hdl.handle.net/10773/16819
Appears in Collections:UA - Teses de doutoramento
DE - Teses de doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
constancaTESE_vDefinitiva.pdf30.89 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.