Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/16212
Title: Jazz, identidade musical e o piano Jazz em Portugal
Author: Figueiredo, Luís Alberto Cordeiro de
Advisor: Sardo, Susana Bela Soares
Santos, Mário João Laginha dos
Keywords: Música
Jazz
Identidade musical
Jazz - Música para piano - Portugal
Defense Date: 2016
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: Ao longo de todo o séc. XX, o jazz construiu um espaço alternativo às dicotomias heurísticas tradicionais, como por ex. tradição/inovação, erudito/popular, composição/improvisação, entre outras. Por entre discursos polarizados, o jazz afirmou-se como domínio musical conciliador de diferenças culturais e sociais, configurando um espaço novo de mediação, um “jazz art world” como definido pelo sociólogo Paul Lopes. Nesse espaço, a individualidade sempre assumiu enorme centralidade, em virtude do papel particularmente criativo do performer e também da sua relação elástica com os «modelos» referenciais para a performance. Assim, o jazz afigura-se um domínio privilegiado para a expressão da individualidade e, por conseguinte, para a construção e identificação de uma «identidade musical», tal como a expressão é proposta nesta tese. Para a discussão destes problemas conceptuais, esta tese recorre, como estudos de caso, a um conjunto de pianistas portugueses: António Pinho Vargas (1951-), Mário Laginha (1960-), João Paulo Esteves da Silva (1961-) e Bernardo Sassetti (1970-2012). É traçada a sua trajectória pessoal e formativa, e é apresentada uma análise da sua produção musical, com recurso à «teoria das tópicas» enquanto modelo particularmente orientado para a análise da música popular. No sentido de compreender os processos de construção das identidades musicais destes pianistas, são ainda abordadas outras temáticas, como a própria definição de «jazz», o jazz enquanto música dialógica, ou os fluxos diaspóricos do jazz (incluindo as respectivas implicações e variantes terminológicas, como “jazz diaspora”, “musical cosmopolitanism” e “glocalization”). Recorrendo a pesquisa bibliográfica, trabalho de campo (mormente a entrevista) e técnicas de análise musical, esta tese realiza uma exploração aprofundada destes tópicos e do trabalho dos músicos em particular. Desta forma, pretende oferecer um contributo para uma reflexão conceptual sobre o jazz em geral no âmbito dos jazz studies, e também para um mapeamento estilístico e identitário do jazz em Portugal.
Throughout the twentieth-century, jazz has built a space that operates as an alternative to traditional heuristic dichotomies, such as tradition/innovation, art/popular, composition/improvisation, amongst others. In the midst of polarized discourses, jazz as a musical domain has functioned as a conciliating force between cultural and social distinctions creating a new space for mediation, a “jazz art world” as defined by sociologist Paul Lopes. In that space, individuality has always been a central element, deriving from the particularly creative role played by the performer and also from jazz’s elastic connections with the “models” for performance. Hence, jazz is a privileged domain for expressing individuality and therefore for the construction of a «musical identity» as it is proposed in this dissertation. In order to discuss these conceptual problems, this dissertation refers to a set of Portuguese pianists as case studies: António Pinho Vargas (1951-), Mário Laginha (1960-), João Paulo Esteves da Silva (1961-) and Bernardo Sassetti (1970-2012). Their personal and professional trajectories are herein outlined, and an analysis of their musical output is presented using the theory of “musical topics” as a model specifically designed for analyzing popular music. In order to understand the processes of constructing these musicians’ musical identity, this dissertation addresses other topics, such as the very definition of «jazz», jazz as dialogic music, or jazz’s diasporic flows (including its implications and terminological variants, such as “jazz diaspora”, “musical cosmopolitanism” and “glocalization”). Making use of bibliographical research, fieldwork (namely interview) and musical analysis techniques, this dissertation carries out a profound exploration of these topics and of the musicians’ work. In doing so, it aims at offering a contribution towards a conceptual reflection on jazz in general within jazz studies, and also towards a stylistic and identitary mapping of jazz in Portugal.
Description: Doutoramento em Música - Performance Jazz
URI: http://hdl.handle.net/10773/16212
Appears in Collections:DECA - Teses de doutoramento
UA - Teses de doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Luís Figueiredo.pdf22.11 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.