Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/15575
Title: O desafio de ler o mundo ao longo da vida: a vida e voz de estudantes sénior na Universidade de Aveiro
Author: Machado, Marisa Alexandra Maia
Advisor: Madeira, Rosa Lúcia de Almeida Leite Castro
Keywords: Ciências da educação
Envelhecimento
Sabedoria - Partilha
Participação social
Pessoas idosas - Pensões de reforma
Reformados - Universidade de Aveiro (Portugal)
Defense Date: 2015
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: O presente trabalho surgiu do interesse pela população sénior no seu movimento de procura de inserção e de participação em espaços de troca e de produção de conhecimento, entendimento e intervenção no mundo social. A abertura da Universidade tradicional e a criação de iniciativas de base associativa e local, tais como a Universidade Sénior, tem acompanhado o aumento da população idosa e a simultânea redução da população jovem nas comunidades, o que gera mudanças sociais que requerem uma resposta ativa de todos os Cidadãos e Cidadãs, independentemente da sua idade. O envelhecimento demográfico, as políticas que atribuem ao individuo a responsabilidade pela qualidade do seu envelhecimento sem considerar a heterogeneidade das condições e disposições dos sujeitos face ao envelhecimento, são fatores que se combinam para expor a geração mais idosa a atitudes idadistas. A aprendizagem ao longo da vida surge como resposta à necessidade de entendimento do mundo, que torna visível os novos papéis e oportunidades de desenvolvimento pessoal e social que se apresentam no período de reforma, participando para a reconstrução da identidade social dos idosos. Neste estudo exploratório escutamos e procuramos compreender as vivências de um grupo de 5 estudantes com mais de 60 anos, que optaram por frequentar cursos convencionais na Universidade de Aveiro. A realização de entrevistas semi-diretivas nos permitiu compreender a diversidade das condições objetivas e disposições subjetivas que levaram estes estudantes a escolherem a vida académica e a Universidade como espaço de conhecimento e de comunicação intergeracional. Concluímos que o contexto académico é percebido por todos como uma resposta satisfatória aos seus interesses de conhecimento e desejos de se manterem ativos em contextos de interação social de base intergeracional. A maioria reconheceu na Universidade uma oportunidade de realizar aspirações e projetos pessoais adiados devido a responsabilidades familiares e profissionais. Todos manifestaram interesse em continuar a produzir e a partilhar conhecimentos que possam ser úteis e valorizados pela sociedade. Esperamos que a escuta destes sujeitos contribua para a reflexão sobre a Universidade e que esta seja vivida como espaço de leitura do mundo e de um encontro com a diversidade de visões sobre a realidade atual e desejável.
The present paper arise due to the increasing interest of senior population towards inclusion and participation in places of exchange and production of knowledge, understanding and also intervening into the social world. The access to traditional University and the conception of basic associative and local initiatives, such as Senior Universities, has been in line with persistent increasing of elderly population and simultaneous reduction of young population, which originates social changes. Thus, an active response of all individuals and citizens is required, regardless of their age. Demographic aging, various policies concerning life quality for older people without considering groups heterogeneity and dissimilar behaviors that older people assume towards aging, are a combination of factors that expose older generations to age-related attitudes. Lifelong learning appears to be an answer for older people who search for new understandings of the world, also supports the new personal and social roles that show up during retirement stage, and moreover, contributes for rebuilding of social identity of the elderly. This paper explores and attempts to understand the experiences of a group of 5 students with more than 60 years, who decided to attend traditional courses in Aveiro University. The research was based on semi-directive interviews, in which we endeavored to know and recognize the objective and subjective arrangements that led these students for selecting learning thru traditional academic system, where the university assumes itself as a place for production of knowledge and identity reconstruction, within an intergenerational atmosphere. We concluded that academic context contributes with positive answers to different needs of knowledge and allows social helpful interactions with different generations of people. The majority of the interviewed students recognize that University provides opportunities to accomplish assorted personal fulfillments which were somehow postponed due to some familiar, professional or among other particular motives. All students revealed common aspirations to keep contributing to society in a relevant way, as per sharing their long-life experiences and knowledge. We sincerely wish that listening to the experiences of these aged learners could provide valuable contributions to reflect upon University role as a place for reading of the world and meeting with diversity of multiple visions of the present world.
Description: Mestrado em Ciências da Educação - Formação Pessoal e Social
URI: http://hdl.handle.net/10773/15575
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado



FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.