Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/15462
Title: PHAs from industrial waste by applying the threestep process
Other Titles: PHA a partir de resíduo industrial aplicando o processo a três passos
Author: Rangel, Catarina Sofia Cirne
Advisor: Leal, Luísa Alexandra Seuanes Serafim
Rossetti, Simona
Keywords: Biotecnologia
Plásticos biodegradáveis
Comunidades microbiológicas
Defense Date: 2-Dec-2015
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: Currently one of the greatest concerns worldwide focuses on the development of new sustainable materials that can be used to replace petroleum-based products. For this reason, the study of the production of bioplastics has been subjected to considerable research in order to achieve process optimization and production costs reduction. In this context, the study of the production of polyhydroxyalkanoate (PHA) by mixed microbial cultures (MMC) is worthwhile. In this work, the three-step process was tested for PHA production. In a first step, a feedstock of the paper industry, hardwood sulphite spent liquor (HSSL) was submitted to acidogenic fermentation in order to produce a mixture rich in volatile fatty acids (VFAs), which was used as substrate in the next two steps. In the second step, a MMC collected from a wastewater treatment plant (WWTP) was submitted to Aerobic Dynamic Feeding (ADF) conditions in a Sequencing Batch Reactor (SBR) in order to select PHA-accumulating organisms. A pseudo-stationary state was reached after 60 days of SBR operation. In the third step, the ability of the selected MMC to accumulate PHA was tested. The selected MMC reached a maximum PHA content of 47.1%. The bacterial community was analysed through fluorescence in situ hybridization (FISH). Bacteria belonging to the four main classes were identified: Beta- (44.7 ± 2.7%), Alpha- (13.6 ± 1.3%) and Gammaproteobacteria (2.40 ± 1.1%) and Bacteroidetes (9.20 ± 3.8%). Regarding the genus level, inside the Betaproteobacteria, a considerable amount of Acidovorax (25.9 ± 3.1%) was found and only small amounts of Thauera (0.72 ± 0.25%) and Azoarcus (0.62 ± 0.02%) were detected. Defluvicoccus related to Tetrad Forming Organisms (0.75 ± 0.53%) belonging to Alphaproteobacteria was detected in small amount. A clone library was prepared and several clones were identified as organisms already described as PHA-producers.
Atualmente uma das grandes preocupações a nível mundial centra-se no desenvolvimento de novos materiais sustentáveis que possam ser usados em substituição dos produtos derivados do petróleo. Por este motivo, o estudo dos processos de produção de bioplásticos tem sido alvo de pesquisa intensiva de forma a conseguir alcançar a otimização e redução dos custos de produção destes materiais. Neste contexto, o estudo da produção de polihidroxialcanoatos (PHAs) por culturas microbianas mistas (MMC) faz todo o sentido. Neste trabalho, o processo de três passos foi testado para a produção de PHA. Numa primeira etapa, um subproduto da indústria papeleira, o licor de cozimento ao sulfito ácido (HSSL) foi submetido a fermentação acidogénica para produzir uma mistura rica em ácidos gordos voláteis (VFAs), que foi usada como substrato nas duas etapas seguintes. Na segunda etapa, a MMC recolhida numa estação de tratamento de águas residuais (WWTP) foi submetida a condições de alimentação dinâmica aeróbia (ADF) num reator descontínuo sequencial (SBR), de forma a selecionar os organismos acumuladores de PHA. Um estado pseudo-estacionário foi atingido após 60 dias de operação do SBR. Num terceiro passo, a capacidade da MMC selecionada em acumular PHA foi testada. A MMC atingiu um máximo de acumulação de PHA de 47,1%. A comunidade bacteriana foi analisada por fluorescence in situ hybridization (FISH). Foram identificadas bactérias pertencentes aos seguintes grupos: Beta- (44,7 ± 2,7%), Alfa- (13,6 ± 1,3%) e Gammaproteobacteria (2,40 ± 1,1%) e Bacteroidetes (9,20 ± 3,8%). A nível de género, dentro da classe Betaproteobacteria, uma quantidade considerável de Acidovorax (25,9 ± 3,1%) foi encontrada e foram detectadas em pequenas concentrações Thauera (0,72 ± 0,25%) e Azoarcus (0,62 ± 0,02%). Defluvicoccus relacionada com organismos formadores de tétradas (0,75 ± 0,53%), pertencendo à classe Alphaproteobacteria, foram detectadas em pequena quantidade. Uma biblioteca de clones foi preparada e vários clones foram identificados como organismos previamente descritos como produtores de PHA.
Description: Mestrado em Biotecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10773/15462
Appears in Collections:DQ - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese.pdfTese3.82 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.