Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/15172
Title: Depressão e ideação suicida no idoso institucionalizado e não institucionalizado
Author: Concepcion, Andreia Tavares
Advisor: Monteiro, Sara Otília Marques
Keywords: Psicologia da saúde
Gerontologia
Pessoas idosas
Depressão mental
Lares de idosos
Suicídio
Defense Date: 2015
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: O crescente aumento da população idosa tem-se revelado numa preocupação atual devido ao seu aumento exponencial nas sociedades. Os transtornos mentais a nível mundial, também eles têm apresentado um aumento significativo, como tal a depressão tem-se revelado no transtorno mental mais evidente na população idosa, acarretando como consequências mais grave o suicídio. O presente estudo teve como objetivo estabelecer a comparação entre idosos institucionalizados e não institucionalizados, no que se refere à depressão, ideação suicida e o impacto de eventos traumáticos no bem-estar do idoso e a relação entre as diferentes dimensões. Para tal foi recolhida uma amostra no concelho de Vagos, no total de 121 idosos, dos quais 65 institucionalizados e os restantes 56 não institucionalizados, com proporções similares entre os géneros. Como instrumentos, recorreu-se à Escala de Depressão Geriátrica, “A Life Events Checklist” (LAV) e à Escala Torga de Intenção e Ideação Suicidária. Os resultados mostram que os idosos institucionalizados não apresentam mais depressão e mais ideação suicida face aos não institucionalizados. Os idosos com mais depressão apresentam mais ideação suicida. Uma melhor perceção do estado de saúde, bem como um menor sentimento de solidão, revelam menos depressão e menos ideação suicida nos idosos estudados. Os dados parecem indicar que a institucionalização não se relaciona estatisticamente com a depressão e a ideação suicida.
The increasing elderly population has proven to be a current concern due to the exponential increase in societies. Mental disorders have also shown a significant increase worldwide. Depression has proven to be the most obvious mental disorder in the elderly, leading to more serious consequences suicide. This study aimed to establish the comparison between the institutionalized elderly and non-institutionalized, with regard to depression, suicidal ideation and the impact of traumatic events in the elderly welfare and the relationship between different dimensions. For such a sample was collected in the municipality of Vagos, totaling 121 elderly, of which 65 are institutionalized and the remaining 56 non-institutionalized, with similar proportions between the sexes. As instruments, appealed to the Geriatric Depression Scale, "A Life Events Checklist" (LAV) and Torga scale of Intent and suicidal ideation. The results show that institutionalized elderly have no more depression and suicidal ideation compared to non-institutionalized. Elderly patients over more depression have suicidal ideation. A better perception of health status as well as a lower sense of loneliness, show less depression and less suicidal ideation in the elderly studied.The data seem to indicate that institutionalization is not related statistically with depression and suicidal ideation.
La población de edad avanzada creciente ha demostrado ser una preocupación actual debido al aumento exponencial en las sociedades. Los trastornos mentales en todo el mundo, también han mostrado un aumento significativo, como tal la depresión ha demostrado ser el trastorno mental más evidente en los ancianos, dando lugar a consecuencias más graves como es lo suicidio. Este estudio tuvo como objetivo establecer la comparación entre los ancianos institucionalizados y no institucionalizados, con respecto a la depresión, ideación suicida y al impacto de eventos traumáticos en el bienestar de los ancianos y la relación entre las diferentes dimensiones. Para tal muestra fue recogida en el municipio de Vagos, por un total de 121 ancianos, de los cuales 65 son institucionalizados y los restantes 56 no institucionalizados, con proporciones similares entre los sexos. Como instrumentos, solíamos la Escala de Depresión Geriátrica, "Lista de verificación Eventos de la vida" (LAV) y la escala Torga de Intención y la ideación suicida. Los resultados muestran que los ancianos institucionalizados no tienen más depresión y ni más ideación suicida en comparación con los no institucionalizados. Los pacientes con más depresión tienen más ideación suicida. Una mejor percepción del estado de salud, así como un sentido más bajo de la soledad, muestran menos depresión y menos ideación suicida en los ancianos estudiados. Los datos parecen indicar que la institucionalización no se relaciona estadísticamente con la depresión y con la ideación suicida.
Description: Mestrado em Psicologia Forense
URI: http://hdl.handle.net/10773/15172
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Depressão e ideação suicida no idoso institucionalizado e não institucionalizado.pdf830.97 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.