Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/14860
Title: O ensino secundário da física em escolas timorenses : o trabalho laboratorial e o recurso a materiais simples
Author: Cabral, Paulo Alves
Advisor: Costa, Nilza
Keywords: Ensino das ciências
Ensino secundário - Timor-Leste
Técnicas laboratoriais
Experiências científicas
Ensino da física
Defense Date: 19-Dec-2014
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: As atividades de laboratório são uma forma de organizar o ensino das ciências que podem promover aprendizagens conceptuais, procedimentais e atitudinais dos alunos nas escolas. Num jovem pais, como é o caso de Timor-Leste, no qual se vive uma reforma curricular no ensino secundário e onde caceiam recursos materiais e humanos, pareceu-nos pertinente averiguar em que medida os professores de física dizem utilizar atividades laboratoriais com recurso a materiais simples nas suas aulas. De referir que este estudo se insere num projeto mais amplo financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia “Avaliação do impacte da reestruturação curricular do ensino secundário em Timor-Leste – um estudo no âmbito da cooperação internacional (PTDC/MHC-CED/5065/2012). É assim objetivo geral deste trabalho compreender que tipo de atividades laboratoriais (AL) professores de Física de escolas secundárias timorenses dizem utiliza nas suas aulas e se estas envolvem materiais simples e com base neste compreensão propor sugestões para o ensino da Física. Como objetivos específicos definiram-se os seguintes: caracterizar que AL professores de Física em escolas secundárias timorenses dizem fazer (por exemplo, tipos de abordagens e de materiais utilizados); averiguar as dificuldades na utilização dessas AL; fazer propostas para o Ensino da Física de forma a potenciar o uso de AL em particular com recurso a materiais simples. O estudo utiliza uma metodologia de investigação predominantemente quantitativa, atendendo a que se pretende inquirir professores em escolas com uma dispersão geográfica considerável. O estudo envolveu cinquenta e cinco professores, de trinta e três escolas de onze distritos de Timor-Leste. Antes de recolha dos dados realizou-se um estudo piloto com a finalidade de validar o questionário a utilizar no estudo principal. Foram ainda entrevistados cinco professores de duas escolas da cidade de Díli para melhor compreender a utilização que fazem das atividades laboratoriais com materiais simples. Os resultados obtidos indicam que maioritariamente os professores dizem realiza AL com o uso de materiais simples nas suas aulas de física mas apenas raramente. Estas são realizadas essencialmente em sala de aula por falta de laboratórios e com recurso a materiais simples, pois os professores inquiridos reconhecem que estes são motivadores para os alunos e mais adequados à compreensão dos fenómenos em estudo do que matérias de fábrica. Embora os professores afirmem utilizar pouco AL, dão exemplos sobre a sua realização com recurso a materiais simples para diversos tópicos da Física. Porém a descrição das AL realizadas evidenciem objetivos pouco claros e rigorosos e procedimentos ainda bastante centradas no professor. Apesar de este estudo precisar de ser complementado com um aprofundamento, nomeadamente feito através de observação de aulas onde essas atividades laboratoriais são realizadas, os resultados sugerem: uma abertura positiva da parte dos professores para a utilização de materiais simples nas aulas de física; a necessidade de investir na criação de espaços laboratoriais nas escolas; a necessidade de se investir na formação continuada de professores para o desenvolvimento de abordagens didáticas mais inovadoras e mais rigorosa do ponto de vista científico, pelo menos no que diz respeito ao recurso a atividades laboratoriais no ensino da física no ensino secundário.
The laboratory activities are a way to organize the science teaching and learning process that can promote conceptual, procedural and attitudinal learning of students in schools. A young country, such as East Timor, in which we live a curriculum reform in secondary school and where there is a deficit in material and human resources, it seemed relevant to question to what extent Physics teachers say to use laboratory activities using simple materials in their classrooms. Note that this study is a part of a larger project funded by the Foundation for Sciences and Technology “Evaluation of the impact of curricular restructuring of secondary schools in East Timor – a study in the framework of international cooperation (PTDC/MHC-CED/5065/2012). The general aim of this research is to understand what kind of laboratory activities (LA) Physics Teachers of secondary schools in East Timor say to promote in their classrooms, in particularly using simple materials, and based on that to suggest ways for the improvement of Physics teaching. The specific goals were defined as follows: to characterize what kind of LA Physics teachers say to promote in their classrooms (for example, procedures and materials used); to identify teachers’’ difficulties in the use of such activities; to make proposal for the teaching of physics in particular for the use of LA with simple materials. The study uses a predominantly quantitative research methodology, given the geographical dispersion of the surveyed schools. The study involved fifty-five teachers, thirty-three schools of eleven district of East Timor. Before the data collection carried out a pilot study was done in order to validate the questionnaire to be used in the main study. Interviews were conducted in five teachers from two schools in Dili to better understand the use of laboratory activities with simple materials. The results of this study show that most of the inquired teachers said to use, but only rarely, LA in their classrooms. These are mainly done in the classroom, as they say that there are not laboratories in schools, and using simples materials as the teachers recognize that these motivate more the students and also enable them to better understand the physical phenomena under study. Despite the fact that the teachers said that they do not use very often LA, they are able to give examples of LA for several physical topics using simple materials. However, the examples given do not always have clear and rigorous objectives and the procedures are mainly focus on the teacher. Although this study need to be complemented with a deepening in particular done through classroom observation where these LA are carried out, the results suggest: a positive opening on the part of Timorese teachers to the use of simple materials in physics classes; the need to invest in creating laboratory spaces in schools; the need to invest in continuing professional development of teachers to innovative approaches, at least with regard to the use of LA in physics n secondary schools.
Description: Mestrado em Didática - Ciências para Professores de 3º CEB/SEC de Física e Química
URI: http://hdl.handle.net/10773/14860
Appears in Collections:DE - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE.pdf1.44 MBAdobe PDF    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.