Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/14388
Title: Influência do contexto emocional no testemunho olfativo
Author: Campos, Susana Cristina Maciel
Advisor: Soares, Sandra Cristina de Oliveira
Silva, Carlos Fernandes da
Keywords: Psicologia forense
Investigação criminal
Emoções
Odor
Olfato
desenvolvimento emocional
Defense Date: 2014
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: O sistema olfativo é de extrema importância para a sobrevivência das espécies, embora o ser humano não lhe atribua muita relevância. O processamento de estímulos olfativos pode moldar as nossas preferências sociais, alterar estados de humor ou mesmo influenciar a escolha do parceiro sexual. Sabe-se que a saliência das experiências emocionais pode condicionar estados emocionais aos odores associados, sendo a sua valência emocional determinante nos processos de recordação e reconhecimento. Cada individuo possui um odor específico, permitindo a sua identificação. O seu processamento neuronal distingue-se do processamento dos odores comuns pela sua importância ecológica. Neste sentido, um estudo recente demonstrou que os seres humanos, quando testemunhas de situações de maior vulnerabilidade emocional e física, são capazes de identificar suspeitos através do odor corporal, o que poderá ter implicações na investigação criminal. Assim, o presente estudo pretende complementar este estudo anterior, tendo como principal objetivo avaliar se a congruência do contexto emocional influencia o desempenho no reconhecimento de estímulos olfativos. Os filmes apresentados nas condições congruentes eram da mesma natureza (crime/crime ou neutro/neutro) nos momentos da codificação e da recordação, enquanto que os filmes apresentados nas condições incongruentes eram de natureza distinta (crime/neutro ou neutro/crime). Todos os participantes cheiraram um odor corporal durante o momento da codificação e enquanto visualizavam um primeiro filme, sendo instruídos que este pertencia ao ator do filme. Após uma pausa de 15 minutos, e terminada a apresentação do segundo filme (momento da recordação), procedia-se ao reconhecimento do odor corporal a que o participante esteve exposto no momento da codificação. Os resultados revelaram que os grupos nas condições congruentes “crimecrime” apresentaram uma taxa de acerto de 77% e na condição “neutro-neutro” de 74%. Os grupos nas condições incongruentes “crime–neutro” apresentaram uma taxa de reconhecimento de 52% e na condição “neutro-crime” de 68%. Os resultados não revelaram diferenças estatisticamente significativas entre as condições. Estes resultados sugerem um elevado desempenho no reconhecimento do odor- alvo, independentemente da manipulação do contexto emocional, o que poderá ser explicado pelo facto de serem utilizados odores corporais, que são por si só estimulos ecologicamente relevantes para a sobrevivência. Assim, a congruência emocional entre a codificação e recordaçao parece não ser preponderante para o reconhecimento de odores corporais. Em termos de investigação criminal, e em concordância com outros estudos na área, este estudo poderá representar um avanço para a área do recentemente proposto testemunho olfativo.
Athough human beings do not usually give it much credit, the olfactory system plays a major role in the species’ survival. The processing of olfactory stimuli can shape our social preferences, influence our mood, and even affect the choice of a sexual partner. It is known that emocional valence is critical to the recall and recognition processes. Moreover, each individual has a specific and unique odour, wich allows its identification. Its neural processing differs from the common odours due to its ecological importance. A recent study showed that humans are able, while witnessing situations of emotional and physical vulnerability, to identify suspects by means of their body odour, which might be helpful in criminal investigations. The current research is aimed at complementing this previous study, and its main goal is to determine if the congruency of emotional context has influence in the performance of the recall process of olfactory stimuli. The movies presented to the groups of congruent conditions were all the same nature (crime or neutral), and the movies presented to the groups of incongruent conditions had all distinct nature at the moment of encoding and recall. All subjects smelled a body odour during encoding moment, and were told that it was the odour of the movie’s actor. After a break of 15 minutes and at the end of the second movie (recall moment), it was time a recognize the body odour to wich they were exposed during the encoding moment. The results show that the congruent group’s “crime-crime” success rate was about 77% and “neutral-neutral” was 74%. The groups in incongruent conditions “crime-neutral” exhibited a success rate of 52%, while the “neutral-crime” had a success rate of 68%. The results show that there are not statistically significant differences between conditions. These results suggest a high recognition performance of the body odor, regardless of manipulation of the emotional context, witch may be explained by the fact that use body odors, witch are themselves higly relevant ecologically stimuli regarding survival. Thus, the emotional congruence between the encoding and recall seems not to be prepoderant for the recognition of body odors. In criminal investigation terms, and in convergence with other research, this study may represent an advance in the area of the recently proposed olfactory testimony.
Description: Mestrado em Psicologia Forense
URI: http://hdl.handle.net/10773/14388
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Influência do contexto emocional no testemunho olfativo.pdf1.19 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.