Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/13817
Title: Sono percebido, esforço para dormir e pensamentos pré-sono em idosos
Author: Silva, Ana Margarida Vieira da
Advisor: Gomes, Ana Allen
Keywords: Psicologia clínica
Psicologia da saúde
Desenvolvimento psicológico
Pessoas idosas
Sono
Perturbações do sono
Escalas de avaliação do comportamento
Defense Date: 2014
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: O presente estudo teve como objectivos examinar, em idosos, o comportamento psicométrico das escalas BaSIQS (Escala Básica de Insónia e Qualidade do sono, de Gomes, 2005), GSES (Glasgow Sleep Effort Scale, de Broomfield e Espie, 2004) e GCTI (Glasgow Content of Thougths Inventory, de Harvey e Espie, 2004), nas versões portuguesas de (Marques et al. 2013a e Marques 2013b). Pretendeu também explorar aspetos de insónia, qualidade de sono, esforço para adormecer e pensamentos antes de domir, quer examinando as suas associações com o declínio cognitivo e a sintomatologia depressiva, quer comparando idosos institucionalizados e não institucionalizados. A BaSIQS avalia queixas de insónia e qualidade de sono; a GSES avalia o esforço que os indivíduos fazem para dormir, enquanto que a GCTI avalia os pensamentos intrusivos antes de adormecer. A análise foi realizada numa amostra de 60 adultos idosos portugueses, 30 institucionalizados e 30 não institucionalizados, com idades compreendidas entre os 66 e os 89 anos (M= 77.78; DP= 1.98), sendo 65% do sexo masculino e 35% do sexo feminino. Os resultados revelaram, quanto à consistência interna da BaSIQS, a GSES e a GCTI, valores de coeficientes alfa de Cronbach de α=0,734, α =0,759 e α=0,763, respetivamente. Constatou-se ainda que a BaSIQS, a GSES e a GCTI se associaram significativamente entre si. Após a comparação entre o grupo de idosos institucionalizados e não institucionalizados, observou-se a ausência de diferenças significativas entre ambos os grupos nas variáveis de sono estudadas. No presente estudo avaliou-se ainda o comprometimento cognitivo através do MoCA (Montreal Cognitive Assessment, Nasreddine et al., 2005), versão portuguesa de (Freitas et al., 2011), e a sintomatologia depressiva através da GDS (Geriatric Depression Scale, Yesavage et al., 1983), verão portuguesa de (Barreto et al., 2003). Constatou-se que existe um maior declínio cognitivo nos idosos institucionalizados, comparativamente aos não institucionalizados. Relativamente à sintomatologia depressiva não se verificaram diferenças. Por fim, observou-se que a sintomatologia depressiva (mas não o declínio cognitivo) se associou significativamente às variáveis de sono. Em conclusão, os resultados sugerem que as escalas de sono BaSIQS, GSES e GCTI possuem qualidades psicométricas adequadas na nossa amostra de idosos. Constatou-se que pior sono percebido nas três escalas se associou a sintomatologia depressiva, o mesmo não sucedendo quanto ao declínio cognitivo. Por fim, o sono de idosos institucionalizados e não institucionalizados apresentou-se semelhante nos aspetos estudados. No entanto, dada a reduzida dimensão da amostra, mais estudos serão necessários.
The aims of the present work were to analyze the psychometric behaviour of three sleep scales in elderly people: the BaSIQS (Basic Insomnia and Sleep Quality Scale, Gomes, 2005); the GSES (Glasgow Sleep Effort Scale, Broomfield and Espie, 2005) and the GCTI (Glasgow Content of Thoughts Inventory, Harvey and Espie, 2004), Portuguese versions (Marques et al., 2013a and Marques, 2013b). Then, to explore insomnia complaints, perceived sleep quality, sleep effort and thoughts before falling asleep, in elderly people, by considering cognitive decline and depressive symptoms, and by comparing institutionalized and non-institutionalized elderly. The BaSIQS addresses complaints of insomnia and poor sleep quality. The GSES evaluates the efforts that people make in order to try to fall asleep. The GCTI evaluates recurrent intrusive thoughts that may arise before people fall asleep. Participants consisted of 60 elderly people, 30 institutionalized and 30 non-institutionalized, with ages between 66 and 89 years old (M=77.78; SD=1.98), 65% women and 35% men. As to internal consistency, Chronbach alpha coefficients were α= 0.734, α=0.759 and α= 0.763, respectively for the BaSIQS, GSES and GCTI. The three scales correlated significantly to each other. Comparing the non-institutionalized and institutionalized groups on those sleep measures, there were no significant diferences between them. As to cognitive decline measured by MoCA (Montreal Cognitive Assessment, Nasreddine et al., 2005, Portuguese version by Freitas et al., 2011), and depressive symptoms assessed by GDS (Geriatric Depression Scale, Yesavage et al., 1983), Portuguese version by (Barreto et al., 2003), the institutionalized elders had more cognitive decline comparing to non-institutionalized, but as regards to depressive symptoms no differences were found between groups. Depressive symptoms were associated to higher sleep difficulties in all three scales, but none of the sleep measures correlated with cognitive decline. In conclusion, the results suggest that the BaSIQS, GSES and GCTI have acceptable psychometric properties in our sample of older adults. Depressive symptoms, but not cognitive decline, were associated with poorer sleep. Similarities in sleep measures were found between institutionalized and non-institutionalized elderly. However, given the small sample size, further studies are needed in this population.
Description: Mestrado em Psicologia - Psicologia Clínica e da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10773/13817
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
sono percebido_esfor+ºo para dormir e pensamentos pre sono em idosos.pdf978.51 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.