Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/13816
Title: Ajustamento psicológico de casais em procriação medicamente assistida
Author: Bártolo, Ana Cláudia Pereira
Advisor: Monteiro, Sara Otília Marques
Keywords: Psicologia clínica
Psicologia da saúde
Infertilidade - Aspectos psicológicos
Reprodução assistida
Espermatozóides - Qualidade
Stresse (Psicologia)
Depressão - Sintomatologia
Ansiedade
Defense Date: 2014
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: O presente estudo pretende explorar o ajustamento psicológico de casais inférteis portugueses propostos a tratamentos de procriação medicamente assistida (PMA) e analisar a sua influência na qualidade do esperma do membro masculino do casal. Decorreu na Unidade de Reprodução Medicamente Assistida do Centro Hospitalar de São João, Porto, onde foram recrutados 112 casais: 56 propostos ao primeiro ciclo de PMA e 56 a um ciclo repetido. Os participantes preencheram o Inventário Estado-Traço de Ansiedade – Forma Y (STAI-Y), o Inventário de Depressão de Beck-II (BDI-II), a Escala de Ajustamento Diádico (EAS) e o Inventário de Problemas de Fertilidade (IPF), previamente à realização do tratamento. O esperma foi colhido também previamente à realização do ciclo sendo avaliado quanto à concentração de espermatozoides, morfologia e motilidade. Verificou-se que os casais propostos a um tratamento repetido parecem evidenciar mais sintomatologia depressiva comparativamente aos casais que irão realizar o primeiro ciclo. A mulher revela também ser o género que apresenta mais sintomas depressivos, níveis mais elevados de ansiedade-traço e ainda marcada preocupação social. A qualidade do esperma, por sua vez, é influenciada sobretudo ao nível da motilidade. Para os homens do grupo de primeiro tratamento, a ansiedade-estado e a sintomatologia depressiva são identificados como preditores da motilidade progressiva lenta dos espermatozoides.
This study aims to explore the psychological adjustment of portuguese infertile couples in medically assisted reproduction (RMA) treatments and analyze their influence on sperm quality of the male member of the couple. Held in Medically Assisted Reproduction Unit of the Hospital Center of São João, Porto, where 112 couples were recruited: 56 proposed the first cycle of RMA and 56 to a repeated cycle. Participants completed the Inventory State-Trait Anxiety - Form Y (STAI-Y), the Beck Depression Inventory-II (BDI-II), the Dyadic Adjustment Scale (DAS) and the Inventory of Fertility Problems (IFP) prior to the completion of treatment. Sperm was also collected prior to completion of the cycle being evaluated for sperm concentration, motility and morphology. It was found that couples the proposed seem to indicate a repeated treatment comparatively more depressive symptoms couples who will perform the first cycle. The woman also revealed to be the genre that has more depressive symptoms, higher levels of trait anxiety and social concern still marked. Sperm quality, in turn, is influenced mainly at the level of motility. For men the first treatment group, the state anxiety and depressive symptoms are identified as predictors of slow progressive motility of spermatozoids.
Description: Mestrado em Psicologia - Psicologia Clínica e da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10773/13816
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ajustamento psicol+¦gico de casais em procria+º+úo medicamente assistida.pdf2.35 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.