Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/13788
Title: Diversity and activity of bats in the mosaic of Baixo Vouga Lagunar
Other Titles: Diversidade e atividade de morcegos no mosaico do Baixo Vouga Lagunar
Author: Mendes, Eduardo da Silva
Advisor: Fonseca, Carlos Manuel Martins Santos
Pereira, Maria João Veloso da Costa Ramos
Keywords: Gestão de ecossistemas
Morcegos - Baixo Vouga (Portugal)
Habitat
Defense Date: 2013
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: The conversion of natural environments into agricultural land has profound effects on the composition of the landscape, often resulting in a mosaic of crop fields, pastures and remnant patches of natural vegetation. It is thought that an increase in structural complexity of a habitat mosaic may improve the availability of ecological niches for animals, potentially increasing species diversity. Bats are highly vagile, and many species require the use of distinct habitats to fulfil their daily and seasonal needs. However, their distribution throughout a landscape may reflect a response to landscape structure and spatial and seasonal dynamics of resource distribution, as well as preferences for some habitats relative to others, determined by species eco-morphological traits. Therefore, the way bats select a habitat is an aggregative response to both landscape and local features. We investigated the spatial and seasonal patterns of bat diversity and activity within a heterogeneous landscape in Portugal, constituted by a mosaic of natural, semi-natural and human-altered terrestrial, freshwater and brackish habitats. Furthermore, we investigated which landscape features determine those patterns, across four distinct focal scales. We sampled bats acoustically, while simultaneously sampling insects with light traps, across 24 sampling sites representative of the main habitat types that shape the landscape. We found bat assemblages of the different habitats to be relatively similar, and that bat activity hardly differed among them. However, we found seasonal variation in bat activity within habitats. Additionally, our results revealed both scale- and guild-dependent responses of bats to landscape and local features. Overall, our results suggest that bats exploit all habitats of this heterogeneous area, and that the mosaic landscape provides them several opportunities, which results in strong seasonal and spatial dynamics. On the other hand, we found these dynamics to be influenced by broad-scale landscape features, as well as by weather conditions, and local resource availability and distribution. Lastly, our results indicate that forest and Bocage habitats are potential keystone structures for bats within this heterogeneous landscape.
A conversão de ambientes naturais em terrenos agrícolas tem efeitos profundos na composição da paisagem, frequentemente resultando em mosaicos de campos de cultivo, pastagens e restantes fragmentos de vegetação natural. Pensa-se que um aumento na complexidade estrutural de um mosaico de habitats pode favorecer a disponibilidade de nichos ecológicos para os animais, potencialmente aumentando a diversidade de espécies. Os morcegos são muito móveis, e muitas espécies requerem o uso de diferentes habitats de forma a cumprir as suas necessidades diárias e sazonais. No entanto, a sua distribuição ao longo de uma paisagem pode refletir uma resposta à estrutura da mesma, e às dinâmicas de distribuição espacial e temporal dos recursos, assim como refletir as preferências de alguns habitats em detrimento de outros, determinadas pelas características eco-morfológicas da espécie. Desta forma, a seleção de habitat por parte dos morcegos é uma resposta conjunta a características locais e de paisagem. Neste estudo foram investigados os padrões espaciais e sazonais de atividade e diversidade de morcegos numa paisagem heterogénea em Portugal, constituída por um mosaico de habitats naturais, semi-naturais e alterados pelo Homem, tanto em ambientes terrestres, como sob a influência de água-doce ou salobra. Além disso, foram investigadas quais as características da paisagem que determinam esses padrões, ao longo de quatro escalas focais distintas. A amostragem de morcegos foi feita acusticamente, enquanto em simultâneo se amostraram insetos usando armadilhas de luz, em 24 pontos representativos dos principais tipos de habitat que caracterizam a paisagem. Foi descoberto que as assemblages de morcegos dos diferentes habitats eram relativamente semelhantes entre si, e que a atividade de morcegos praticamente não diferia entre habitats. No entanto, verificou-se a existência de uma forte variação sazonal dos níveis de atividade de morcegos nos vários habitats. Além do mais, os resultados obtidos revelaram que a resposta dada pelos morcegos às características locais e de paisagem é dependente da escala e da guild. De uma forma geral, os resultados obtidos sugerem que os morcegos exploram todos os habitats que constituem esta paisagem heterogénea, e que o mosaico de habitats lhes fornece diversas oportunidades, o que resulta em fortes dinâmicas espaciais e sazonais. Por outro lado, foi descoberto que estas dinâmicas são influenciadas por características da paisagem a uma larga escala, assim como por condições meteorológicas, e pela disponibilidade e distribuição locais de recursos. Por último, os resultados indicam que as zonas florestais e o Bocage são potencialmente os habitats mais importantes para os morcegos nesta paisagem heterogénea.
Description: Mestrado em Biologia Aplicada - Ecologia, Biodiversidade e Gestão de Ecossistemas
URI: http://hdl.handle.net/10773/13788
Appears in Collections:DBio - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese.pdftese2.52 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.