Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/13143
Title: Escrever para aprender: estratégias, textos e práticas
Author: Veiga, Mariana Abrantes de Oliveira Pinto Alte da
Advisor: Pereira, Luísa Álvares
Keywords: Didática
Processos da escrita
Expressão escrita
Ensino da escrita - Ensino básico
Estratégias da aprendizagem
Métodos pedagógicos
Defense Date: 2014
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: Partindo da importância de que se reveste a escrita para construção e explicitação do conhecimento, e da necessidade de os professores fazerem uma mediação da aprendizagem desta vertente da escrita, procurámos analisar e perceber de que modo as práticas de escrita que os professores implementam influenciam a qualidade dos textos que os alunos produzem. No sentido de dar resposta à questão enunciada, definimos um objetivo geral: avaliar se um dispositivo didático, o MDG, construído com base no conhecimento das propriedades dos géneros e dos textos, implementado de forma explícita e intencional pelos professores, pode refletir-se, e a que níveis, na qualidade dos textos que os alunos produzem. O estudo foi realizado no contexto de um programa de formação que envolveu 14 professores dos três ciclos do ensino básico, para o qual definimos três fases distintas: (i) caracterização das práticas de escrita dos professores dos três ciclos do ensino básico antes da planificação do MDG; ii) caracterização das práticas de escrita dos alunos de uma turma do 4.º ano de escolaridade antes da implementação do MDG, e (iii) avaliação das práticas de escrita dos alunos depois de implementado o MDG pelos professores. Os dados foram recolhidos através da análise qualitativa e quantitativa das planificações dos professores e dos textos dos alunos. Os resultados evidenciam que nas fases prévias à implementação do MDG há a ausência de critérios específicos de avaliação dos textos e a utilização de instruções de escrita demasiado vagas, pouco orientadoras da produção do texto do género por parte dos alunos. Por sua vez, estes revelaram dificuldades quer na seleção de informação, ao nível da escolha dos conteúdos pertinentes, quer na produção do género pedido, já que o texto final configura uma colagem de partes de textos lidos, sem qualquer configuração adaptada ao género. Já na fase 3, e depois de planificado e implementado o MDG, os alunos demonstraram um melhor desempenho na seleção de informação e na escrita do texto. No entanto, foi também possível identificar alguns aspetos em que não apresentaram mudança ou que essa mudança não foi significativa.
Basing ourselves on the importance of writing for the construction and explicitness of knowledge, and the teachers’ necessity to mediate the learning of this aspect of writing, we tried to analyze and understand in what way do the writing practices implemented by the teachers influence the quality of student produced texts. The conducted research, aims, therefore, to evaluate whether a didactic tool, the Didactic Model of Genre (DMG), built upon knowledge of genre and text properties, when implemented explicitly and intentionally by the teachers, may reflect on the quality of student produced texts, and at what levels. The study was conducted within a training programme that involved 14 teachers from the three compulsory education cycles in Portugal, which consisted of three distinctive stages: (i) characterization of the teachers’ writing practices, from all the three compulsory education cycles, before the planning of the DMG; (ii) characterization of the students’ writing practices, from a 4th grade class (final year of the first education cycle, 9-10 year olds), before implementing the DMG; (iii) evaluation of the students’ writing practices after implementing the DMG developed by the teachers. Data was obtained from qualitative and quantitative analysis of the teachers’ planning and the students’ texts. Results show that in the stages prior to implementing the DMG there is an absence of text evaluation specific criteria and the use of rather vague written instructions, which offer little guidance to the students on the production of a text from a particular genre. Similarly, students demonstrated difficulties in the selection of information, in choosing the relevant content, as well as in the production of the requested text, since the final produced text presents as a collage of parts from sources read, without adapting to genre configuration. The students' performance in information selection and text writing improves significantly after the planning and implementation of the DMG. However, there was also evidence of aspects that presented minor or no change.
Description: Doutoramento em Didática e Formação
URI: http://hdl.handle.net/10773/13143
Appears in Collections:UA - Teses de doutoramento
DEP - Teses de doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Escrever para aprender- estratégias, textos e práticas.pdf4 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.