Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/12937
Title: Vigilância eletrónica e traços de personalidade
Author: Carvalheiro, Susana Alexandra Ferreira Rodrigues Baía
Advisor: Silva, Carlos Fernandes da
Keywords: Psicologia forense
Traços da personalidade - Avaliação
Vigilância electrónica
Psicologia do comportamento
Comportamento anti-social - Reclusos
Problemas de comportamento
Mentira
Defense Date: 2013
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: O objetivo deste estudo é avaliar a relação entre alguns traços da Personalidade numa população em vigilância eletrónica (VE), de acordo com a idade e o sexo, com os de uma população geral e de uma população de reclusos de um estabelecimento prisional (EP) do país. São inúmeras as teorias e visões explicativas sobre o crime e a sua origem. Umas focam-se na ação, outros no autor, mais recentemente na vítima e no sistema judicial. Segundo estudos sobre a saúde mental, as perturbações da personalidade, são diagnosticadas dentro da população de reclusos com grande impacto que, associados à reclusão, se tornam potenciadores de agravamento clínico relevante, consolidando comportamentos antissociais e que, por consequência, se relacionam com fatores de reincidência. Apostando num conceito mais abrangente não focada apenas na punição, surgem novos estudos que concentram esforços para apoiar, aconselhar e capacitar os infratores para uma maior inclusão na sociedade na tentativa de diminuir a reincidência. Com o surgimento da VE emergem tentativas de conjugar vontades de superação do conceito de Reabilitação. Para perceber algumas dimensões de personalidade desta última população foi realizado um estudo numa amostra não inferior a 30 arguidos em VE, na sua maioria do sexo masculino (83,9%), entre os 19 e os 93 anos de idade. Foi efetuada uma caracterização geral da mesma e um estudo sobre algumas dimensões de personalidade nomeadamente psicoticismo, extroversão, neuroticismo onde se incluiu o nível de mentira. Os resultados obtidos revelam valores clinicamente significativos nos traços mencionados e nas correlações efetuadas entre diferentes populações porém sem alterações revelantes ao longo do tempo de permanência em Vigilância Eletrónica. Constatamos de igual forma que a existência de problemas de saúde observados nesta população se enquadravam na sua grande maioria na prática de crimes contra pessoas (72,7%) que nos demais.
The aim of this study is to evaluate the connection between some personality traits of offenders with electronics monitoring, according to age and sex, with the general population and offenders in portuguese prison. There are several theories and views on explanatory crime and its origins. Some focus on the crime, others on the author, most recently the victim and the system. According to studies on mental health, the personality disorders are diagnosed within the population of prisoners with great impact, associated with reclusion, become enhancers relevant clinical worsening, consolidating antisocial behavior and therefore relate to factors recurrence. Investing in a broader concept not only focused on punishment, there are new studies that focus efforts to support, advise and train offenders for greater inclusion in society to try to reduce recidivism. With the emergence of Electronics monitoring (ME) arise attempts to combine wills to overcome the concept of rehabilitation. To realize some personality dimensions the latter population study was conducted on a sample of not less than 30 offenders in ME, mostly male (83.9 %), between 19 and 93 years old. Was made a general characterization of the same and a study of some personality dimensions namely psychoticism, extroversion, neuroticism, which covered level of lie. The results reveal “clinically significant” and the traits mentioned in the correlations made between different populations but without relevant changes over time spent in electronic monitoring. Similarly found that the existence of health problems observed in this population would fit mostly in crimes against persons (72.7 %) than in the other.
Description: Mestrado em Psicologia Forense
URI: http://hdl.handle.net/10773/12937
Appears in Collections:DE - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese.pdftese649.31 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.