Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/12920
Title: Desenvolvimento profissional de professores de ciências: um estudo no contexto da geologia
Author: Rebelo, Dorinda Henriques Valente
Advisor: Marques, Luís Manuel Ferreira
Costa, Nilza
Keywords: Supervisão de professores
Didatica das ciências
Formação contínua de professores
Desenvolvimento profissional
Ensino das ciências da terra - Ensino secundário
Professores de ciências
Recursos educativos
Defense Date: 2014
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: Os grandes desafios colocados à educação têm vindo a dar centralidade à formação dos professores. O presente estudo pretende ser uma contribuição para o desenvolvimento profissional de professores (DPP) de ciências na sociedade atual. Trata-se de uma investigação em supervisão da formação, mais especificamente, na supervisão da formação de professores em didática das ciências. Insere-se na formação contínua e reflete preocupações que se prendem com saberes profissionais dos professores de ciências num contexto da educação em geociências no ensino secundário. Foi concebido, implementado e avaliado um programa de formação (PF), integrado num percurso de desenvolvimento profissional, que contemplou uma abordagem multidisciplinar de natureza ciência-tecnologia-sociedade (CTS). Valorizaram-se os ambientes exteriores à sala de aula (AESA), bem como a avaliação do seu impacte no DPP, no final do PF e, também, no final do ano letivo seguinte. O estudo integrou três fases: aprofundamento do quadro teórico que contextualiza a investigação (Fase I); conceção, implementação e avaliação do PF (Fase II); elaboração de linhas orientadoras para o DPP de ciências e redação do trabalho final (Fase III). Na Fase I foi aprofundado o quadro teórico que enquadrou e sustentou o estudo realizado, fundamentando as opções tomadas nas fases subsequentes. Foram relevadas temáticas como o conhecimento profissional e o desenvolvimento profissional docente, a formação contínua e a supervisão da formação, a educação em geociências e o seu contributo para a formação científica do cidadão numa perspetiva CTS. A avaliação das aprendizagens, de uma forma especial em AESA, bem como as dificuldades inerentes ao nível da sua integração curricular foi abordada. Na Fase II, foi concebido um PF, sustentado em indicadores da investigação, que assentou numa matriz multidisciplinar, de natureza CTS, o qual valorizou os AESA. Na modalidade de oficina de formação, o PF decorreu ao longo do ano letivo 2010/2011, teve a duração de cinquenta horas presenciais - em ambientes de aprendizagem diversos - e cinquenta não presenciais e foi frequentado por dezasseis professores do grupo 520, pertencentes a dez escolas diferentes. Na primeira sessão, foi administrado um questionário aos professores para diagnosticar as suas conceções sobre o ensino das ciências desenvolvido numa matriz CTS e em AESA. Os indicadores obtidos mostram que a maior parte dos professores não desenvolve atividades daquela natureza e que as realizadas são pouco exigentes do ponto de vista cognitivo. Foi igualmente reconhecido que a implementação deste tipo de atividades necessita de conhecimentos de outras áreas do saber e de materiais de apoio, e, ainda, que a formação inicial é insuficiente. Esta fase terminou com a avaliação das perceções sobre o impacte do programa de formação no DPP e na melhoria das práticas de formação contínua de professores de ciências. Os indicadores obtidos revelam que o percurso formativo contribuiu para: − o desenvolvimento do conhecimento profissional dos participantes, ao nível dos saberes associados à exploração, transformação e utilização dos recursos geológicos e das implicações sociais e ambientais associadas e, também, do conhecimento didático acerca do ensino das ciências nos contextos aqui considerados, bem como da avaliação das aprendizagens; − a construção de materiais didáticos específicos, que os professores reconhecem que promovem a aprendizagem contextualizada, a integração de saberes, o desenvolvimento de competências (conceptuais, procedimentais e atitudinais), a avaliação das aprendizagens integrada, permitindo, ainda, atingir os objetivos educacionais previstos no programa da disciplina e motivar os alunos para a aprendizagem da geologia; − a modificação de algumas práticas pedagógicas, ao nível da utilização curricular da perspetiva CTS nos ambientes aqui estudados, com destaque para a respetiva avaliação dos alunos; − o desenvolvimento de capacidades necessárias ao trabalho colaborativo e da capacidade reflexiva dos professores participantes; − a identificação de potencialidades no PF implementado, ao nível da organização, da metodologia e da supervisão da formação. Na Fase III, as conclusões obtidas levaram à apresentação de linhas orientadoras para o DPP de ciências, ao nível da formação contínua de professores, da supervisão da formação e do ensino e aprendizagem das ciências. Considera-se que as propostas referidas, ao alterarem as práticas vigentes, podem contribuir para aproximar a prática letiva dos professores de ciências da investigação em didática e, assim, para a melhoria da qualidade das aprendizagens dos alunos.
Teacher education is crucial taking into account the challenges that education is being faced with. This study, aiming to give a contribution to teachers’ professional development (TPD), is a research on the supervision of teacher education, namely in science education. The piece of research includes a training programme (TP) and reflects concerns with science teachers’ professional knowledge, particularly in geosciences education, at the secondary school. This TP, included in a professional development path, is based on a multidisciplinary approach of science-technology-society (STS). The program was designed, implemented and evaluated. The outdoor learning environment is valued, as well as the impact of the TP on the teachers’ professional development at the end of the process. The study includes three phases: in depth approach of the theoretical framework of the study; design, implementation and evaluation of the TP; contribution to the main guidelines of the TPD. Phase I - the theoretical framework of the research is developed supporting the subsequent phases. Themes such as professional content knowledge and teachers’ professional development, in-service teacher education, supervision, geosciences education as a contribution for citizenship in a STS context, have been approached. Learning assessment, mainly in outdoor learning environment, is also under scrutiny. Phase II - a TP based on indicators from science education research is designed, within a multi-disciplinary framework, stressing the relevance of the outdoor activities. The programme, developed during 2010-2011, took 100 hours, half of them in a face to face environment; it was attended by 16 science teachers, belonging to the Group 520 and working in 10 different secondary schools. In the first session, a questionnaire was administered to the teachers to ascertain their conceptions about science teaching within a STS perspective and about the relevance of the outdoor learning activities. The evidence shows that most teachers do not use that kind of activities, and the ones that are developed are not very much demanding, as far as the cognitive aspects are concerned. It was further acknowledged that implementing that kind of activities requires knowledge from other subject areas and new curricular materials; in addition, initial teacher education doesn’t fit with teachers’ needs. - This stage ended with the assessment of teachers’ perceptions of the impact of the TP on both professional development and improvement of inservice training practices. Evidence shows that training contributes to: the development of participants’ professional knowledge as regards the exploration, transformation and use of geologic resources and also their didactic knowledge about science teaching and learning assessment; the design of specific curricular materials which, according to the teachers’ opinions, promote the development of competences for cooperative work, enhancing the reflection and also improve students’ geosciences learning; - the identification of the potential benefits of TP at three levels - organization, methodology and training supervision.Phase III - presentation of guidelines for science teachers’ professional development in terms of in-service teacher education, supervision and science teaching and learning. One believes that the above mentioned proposals, by changing typical procedures, may contribute to bring science teaching closer to science education research and, therefore, to improve the quality of students’learning experiences.
Description: Doutoramento em Didáctica e Formação - Supervisão
URI: http://hdl.handle.net/10773/12920
Appears in Collections:UA - Teses de doutoramento
DE - Teses de doutoramento
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese.pdftese105.09 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.